Mulher e líder: 5 recomendações para executivas e mães

Eu só tenho que me organizar, usar meus talentos e estabelecer pequenas metas todos os dias. Sim, eu posso fazer isso!

Emma E. Sánchez

Já ouviu falar do “teto de vidro”? Recentemente descobri que este termo é usado para falar sobre esses limites ou barreiras invisíveis como o cristal que impedem ou limitam as mulheres de progredir em suas carreiras ou a postos diretivos pelo simples fato de serem mulheres.

Parece difícil de acreditar, mas é verdade que, hoje em dia, continua a haver este tipo de discriminação contra as mulheres e algumas minorias. Ao falar do tema com outras mulheres que considero grandes exemplos de superação e desenvolvimento pessoal, acadêmico e profissional, houve um comentário que constantemente se repetia em nossas conversas:

“Somos nós, mulheres, que, com mais frequência do que imaginamos, pomos o pé em nós mesmas sabotando nosso próprio desenvolvimento”.

Então, se já é complicado para nós, como ou o que fazer para evitar complicar-nos ainda mais? Aqui eu vou compartilhar 5 recomendações que você pode considerar e escolher aplicar para tirar as pedras do caminho de seu desenvolvimento.

1 As mulheres têm menos formação?

Marilyn Loden, em 1978, foi a primeira a usar a expressão “teto de vidro” e ela então mencionou que há uma ideia falsa, mas generalizada, de que as mulheres não são suficientemente formadas ou bem preparadas para desempenhar um cargo executivo ou diretivo.

Uma ideia tão generalizada só pode mudar “por uma pessoa de cada vez”, e essa pessoa é você.

Advertisement

Eduque-se, estude e prepare-se em tudo que esteja a seu alcance. Não creia que, por já ter um emprego (inclusive se já estiver em uma posição distinta), você deva deixar de se capacitar e aprender.

Ir para a escola ou para a universidade não significa que você seja uma mulher educada, também envolve cultivar em si mesma o desenvolvimento humano, compreensão e domínio de suas emoções, o que nos leva ao próximo ponto.

2 Nutra sua mente e seus pensamentos

Há muitas mulheres extremamente capazes, inteligentes e, como se não bastasse, bonitas, que ante uma grande oportunidade de assumir um posto de liderança ou conseguir uma grande meta, ficam congeladas por medo de fracassar. Não se atrevem a dar o primeiro passo, a vencer a crítica ou dar o grande salto. Algo em seu interior o deseja enormemente, mas algo na mente diz: “NÃO! Não é para você, você não pode, não sabe, não conseguirá, não seja ridícula, você é tola, feia ou – o pior de todos: não merece”.

E as oportunidades se vão e nos deixam derrotadas sem ao menos ter tentado.

Cultivar sua mente, seus pensamentos e seu espírito lhe dará segurança e muita força mental para enfrentar qualquer desafio que o trabalho e a família lhe apresentem.

Advertisement

Vá ao psicólogo, vá a um terapeuta, faça yoga, faça o que for preciso para vencer pensamentos negativos e vencer o medo. Se conseguir isso, nada nem ninguém poderá detê-la.

Faça o seu exercício, trace uma meta e cumpra-a para conseguir algo superpoderoso: o autorrespeito.

3 A família é razão, não pretexto

E quanto à vida familiar? Muitas mulheres limitam o seu próprio avanço no mercado de trabalho sob o pretexto da família, o que, obviamente, não é justo para com seus entes queridos.

Deixe-me esclarecer uma coisa: para mim, a família é o mais importante e enquanto minhas filhas eram pequenas deixei o trabalho para me dedicar a elas e fui muito feliz. Mas a necessidade econômica fez-me voltar ao trabalho com o coração partido, sentindo que sacrificava minhas filhas, e quando tinha uma conquista de trabalho, pensava que estava traindo a minha parte mãe.

Mas um dia entendi que não era assim e me propus avançar e desenvolver-me em minha carreira e cuidar de minha família, aprendi que a família e os filhos não são só minha responsabilidade, mas também de meu esposo e descobri o maravilhoso que é ensinar à família a cuidar-se, a distribuir tarefas, supervisionar e trabalhar em equipe.

Advertisement

Parei de me sentir culpada por criar uma boa família, trabalhar e ter sucesso ao mesmo tempo.

4 Organize, delegue e supervisione

Os aprendizados que compartilhei no ponto anterior, permitiram-me aplicar estas estratégias no trabalho: capacitar as pessoas, ensinar-lhes como e o que fazer, delegar, supervisionar e trabalhar como equipe. Desta forma, todos os integrantes se desenvolvem a si mesmos, crescem, sabem que se confia neles. Juntos, podemos avançar para mais e melhores projetos de trabalho.

A criação de uma família deve ser a nosso motivação, não a desculpa para deixar de avançar como mulheres ou profissionais.

5 Procure um mentor ou uma figura de inspiração

Em sua área de desenvolvimento, qualquer que seja, sempre haverá alguém com maior conhecimento ou preparação, aproxime-se, pergunte, aprenda com sua experiência e depois aplique-a em seu favor.

Muitas vezes os idosos e os verdadeiros líderes buscam duplicar a experiência, compartilham, formam a outros, pois sabem que sua verdadeira transcendência será através da partilha do que adquiriram com tanto esforço. Mas nem todos querem ser o receptáculo do seu conhecimento por medo do compromisso, do trabalho duro e do sacrifício.

Advertisement

Seja você a que sempre busca aprender e dar algo mais

Há muitos anos, quando era uma mãe jovem, eu admirava uma mulher da minha congregação; do meu ponto de vista, ela me parecia o mais próximo da mulher perfeita, enquanto eu e minha vida me pareciam um total desastre.

Bastou-me chegar a ela um dia e perguntar. Ela me convidou uma tarde para sua casa e lembro-me de ter passado pouco mais de duas horas com ela e sair renovada, cheia de ideias, mas sobretudo de metas.

Hoje, trinta anos depois, continuo a agradecer esse tempo que me dedicou, mudou a minha vida porque me fez entender que eu não devia escolher entre ter uma boa família e desenvolver-me profissionalmente e sacrificá-la; ela mostrou-me que eu podia ter tudo, só deveria organizar-me, usar os meus talentos e ter objetivos pequenos todos os dias.

Você também pode conseguir tudo o que quiser, remova as desculpas e prepare-se para ser o que sempre quis.

Traduzido e adaptado por Stael Pedrosa do original Mujer y líder: 5 recomendaciones para ejecutivas y madres

Advertisement
Toma un momento para compartir ...

Emma E. Sánchez

Casada y madre de tres hijas. Interesada en el fortalecimiento y formación de la mujer, la familia y el hogar.