5 atividades para aproveitar ao máximo as videoconferências

A tecnologia pode ser nossa grande aliada se tomarmos as medidas de segurança necessárias. Desfrute-a e use-a a seu favor.

Emma E. Sánchez

Quando eu era criança, gostava muito de ver o desenho “Os Jetsons”, tal como o seu nome original em inglês. Essa série foi criada em 1962 e tratava-se das aventuras de uma família no futuro, no ano 2062, para ser preciso.

Eu adorava a história porque as crianças podiam ver computadores, robôs, carros voadores e o mais fantástico para mim, as chamadas por vídeo.

Em minha casa não tínhamos telefone fixo até quando eu já era quase uma adolescente, então, podem imaginar o quão maravilhoso soava poder ligar para um amigo pelo computador e ele aparecer em uma tela.

Penso nisso e me faz sorrir o fato de viver o suficiente para dizer à Siri ou à Cortana que me conectem com alguém, e esse alguém responda, e eu possa vê-lo.

Então, posso dizer que, na minha infância, vi que haveria videochamadas ou videoconferências no futuro!

Mas o que os Jetsons nunca nos ensinaram, foram todas as coisas que devíamos saber sobre segurança antes de nos conectarmos a outros em qualquer parte do mundo.

Advertisement

Hoje, a pandemia do COVID-19 obrigou-nos, de um dia para o outro, a usar em nossa vida diária videochamadas de qualquer plataforma possível. Embora os videochats já existissem há anos entre nós, a maioria só usava para questões de trabalho extraordinárias e os jovens adultos um pouco mais para se conectarem com os amigos.

Mas, no meio da quarentena obrigatória devido à pandemia, até os pré-escolares tiveram de ser carregados para a tecnologia para poderem ter aulas!

E já que estamos nesta, e não há como escapar, vamos ver como tirar o melhor proveito para todos, certo?

Primeiro, a segurança

Você e sua família devem conectar-se a partir de plataformas seguras, ou seja, empresas reconhecidas que oferecem seus serviços com software de qualidade para o consumidor, seu provedor de internet, telefone ou uma empresarial. Por mais tentador que pareça, se você usar uma plataforma pública e gratuita pode gerar problemas sérios, desde anúncios, pornografia, vírus e até roubo de dados.

Nunca partilhe as suas ligações em videoconferência nas redes sociais.

Advertisement

Não grave ou participe de gravações sem o seu consentimento

Use seu computador familiar para fazer conexões e não as faça em equipamentos públicos, e muito menos deixe sua senha de acesso automática; e finalmente, não use a videoconferência com qualquer um, limite o uso à sua família, escola ou trabalho, e se não for indispensável, ou se falar com desconhecidos, melhor usar o telefone regular.

Nunca aceite uma videochamada de desconhecidos

Além disso, desligue imediatamente se vir alguém desconhecido na tela. Nunca dê informações pessoais ou permita que informações de sua casa sejam exibidas, que possam ser usadas contra você mais tarde.

No caso de crianças, não as deixe fazer videochamadas sem estarem adequadamente vestidas, elas sempre devem usar o computador onde outros possam estar atentos ao que elas veem ou escutam.

Leia também: A grande lição que sua filha precisa aprender sobre mandar fotos ou mensagens inapropriadas

Chamadas a partir de aplicativos

Seu celular contém aplicativos como o WhatsApp, onde você e até 4 contatos podem ter uma chamada segura de vídeo.

Advertisement

Facebook Messenger também tem essa função para até 50 participantes por voz ou câmera. Muitos não gostam, pois essa rede social dá abrigo para milhões de pessoas no mundo e muitos integrantes já tiveram suas informações hackeadas.

Skype, Facetime e Google Hangouts também funcionam muito bem, mas cada um tem seus limites de participantes e duração da chamada.

Em todos os casos, sempre considere a segurança e privacidade de todos os participantes.

Brincadeiras divertidas

Uma vez que você reviu as medidas de segurança de suas chamadas de vídeo, estão prontos para desfrutar da tecnologia.

Mesmo com as crianças pequenas longe dos avós, inclusive de algum familiar, ainda podem, à distância, ter jogos simples como “caras e gestos”, ” procurar algo da mesma cor…” ou brincar juntos de tomar chá com biscoitos.

Advertisement

Fazer uma receita em família

As crianças adoram cozinhar, então imagine a vovó, à distância, dando instruções aos netos para fazer biscoitos. Pense em algo de acordo com a idade dos seus filhos.

Uma foto é uma história

Adoro esta atividade porque nunca falha. Selecione algumas fotos, mostre-as na tela e a pessoa conta o que é, onde estavam, o que faziam, quem eram os que aparecem nas fotos e, sobretudo, como se sentiam naquele momento.

Prepare-se para experiências familiares bonitas e cheias de significado para os mais jovens.

Ler um conto

A tradição familiar do conto antes de dormir jamais deve se perder. Não há vírus que possa contra isso! Mais uma vez, você pode mostrar na tela sua história ou, melhor ainda, baixar um conto digital e compartilhar a tela com as crianças, elas vão ouvir e ver as belas imagens do livro.

Reunir a família, esse é o propósito

Há alguns anos, minha filha mais velha se casou e sua ausência começou a ser sentida em casa; de repente, parecia-me escutar sua voz e dizia a mim mesma que, na verdade, estava com tanta saudade a ponto de escutá-la.

Advertisement

Uma tarde, subindo as escadas, escutei, vindas do quarto, as risadas de minhas filhas e entre elas o riso inconfundível da casada, em meio a minha nostalgia fui vê-las e o que encontrei foi maravilhoso: as duas menores estavam deitadas vendo televisão e tinham o tablet no meio delas, e ali, por meio de uma videoconferência, estava a minha filha mais velha. As três viam TV juntas como quando eram crianças.

A tecnologia pode ser a nossa grande aliada se tomarmos as medidas de segurança necessárias.

Aproveite-a e use-a a seu favor fortalecendo a sua família.

Traduzido e adaptado por Stael Pedrosa do original 5 actividades para aprovechar al máximo las videoconferencias

Toma un momento para compartir ...

Emma E. Sánchez

Casada y madre de tres hijas. Interesada en el fortalecimiento y formación de la mujer, la familia y el hogar.