Este será o seu ‘veredito’ no grande dia de acerto de contas com Deus

Se o acerto de contas com Deus fosse hoje, qual seria o seu veredito? Este artigo mostra a maneira de você saber.

Erika Strassburger

Nossa vida não é um mero acaso do destino ou fruto do “descuido” dos nossos pais. Independentemente da circunstância em que nascemos, todos viemos a esta jornada mortal com um propósito específico.

Apesar de sermos pessoas diferentes, com personalidades distintas e com missões diferentes para cumprir, há algo que todos temos em comum: fazemos todos parte de um plano.

Existe um plano traçado por nosso Deus, o “Plano de Salvação”, que vale para cada pessoa nascida na Terra. Cada um de nós é o ator principal da própria vida. Não somos meros coadjuvantes. A forma como “atuamos” nesta grande “peça” chamada mortalidade é o que vai definir a nossa condição perante Deus quando a vida mortal chegar ao fim.

Deus assegurou que fôssemos livres para escolher

Não existe um script pré-definido. O plano requer que cada um coloque em prática o melhor do que aprendeu. Requer que busquemos o que há de mais elevado em termos de crenças, conhecimento e comportamento, e ajamos de acordo com o que aprendemos.

Onde encontramos esse conhecimento? Nas escrituras sagradas. Jesus Cristo deixou mandamentos e ensinamentos que tornam todos aqueles que os seguem pessoas boas, puras, honestas, dignas, justas, misericordiosas, empáticas, leais, fiéis. Ou seja, dotadas de atributos que as tornam dignas de olhar nos olhos do Senhor sem se envergonhar.

Advertisement

Mas Deus jamais nos forçaria a seguir esses mandamentos e ensinamentos. Ele nos ajuda, através da Luz de Cristo (consciência) e da influência do Seu Santo Espírito, a saber o que fazer, indica o caminho a trilhar para nos aproximarmos Dele. Ainda assim, temos liberdade para escolher o caminho oposto, se quisermos.

O plantio é livre, mas a colheita é obrigatória

Embora sejamos livres para efetuar escolhas, não temos poder para alterar as consequências dessas escolhas. Vou dar um exemplo simples para ilustrar este conceito. Ninguém planta sementes de melancia esperando colher bananas. Da mesma forma, é irracional ser injusto, indecente, desonesto, desleal ou fazer qualquer outra coisa errada e esperar receber coisas boas como recompensa.

Não exite nada oculto

Muitas pessoas agem por baixo dos panos, crentes de que ninguém está vendo. Que grande engano! Estamos sendo observados cem por cento do tempo. Deus nos vê, Seus anjos nos veem. Nossa vida está sendo registrada.

Seremos julgados por aquilo que fazemos e pensamos

“E abriram-se os livros; e abriu-se outro livro, que é o da vida. E os mortos foram julgados pelas coisas que estavam escritas nos livros, segundo as suas obras” (Apocalipse 20:12).

Ninguém melhor do que cada um de nós para saber a que pé anda nossa própria vida perante Deus. Que tipo de coisas está sendo escrita sobre nós? Somente nós mesmos poderemos dizer bem.

Advertisement

Não sei se nossa vida está sendo registrada em algum livro literal no céu, talvez seja apenas um simbolismo. De qualquer forma, é muito fácil acessar qualquer lembrança da nossa vida através do potente “disco rígido” que é nosso cérebro, onde tudo está sendo armazenado. Um dia, essas informações serão acessadas e usadas, seja contra ou a nosso favor.

Se o acerto de contas fosse hoje, com que cara olharíamos para o Senhor?

É exatamente neste ponto que eu queria chegar. Se temos consciência de que nossa vida tem um propósito, que tudo o que fazemos está sendo observado e registrado, que Deus tem um plano de Salvação para Seus filhos e estabeleceu diretrizes para guiar nossa vida, e estamos dando o melhor de nós, mesmo sendo falhos, mas confiando que podemos nos arrepender e mudar, um passo de cada vez; é bem provável que consigamos encarar nossos Senhor nos olhos, sem nos sentirmos envergonhados. Olharemos para Ele com o coração transbordando de gratidão por toda ajuda que nos deu, por ter nos perdoado quando demonstramos arrependimento sincero, por ter realizado a Expiação por nossos pecados.

Mas se estamos menosprezando seus ensinamentos, protelando o arrependimento, “pisando em suas feridas” com atos conscientes de rebeldia, zombando de Seu sacrifício, estaremos numa situação terrível. “Nesse terrível estado não nos atreveremos a olhar para o nosso Deus; e dar-nos-íamos por felizes se pudéssemos ordenar às pedras e montanhas que caíssem sobre nós, para esconder-nos de sua presença”, disse um grande homem que viveu em nosso continente por volta de 100 a.C.

É melhor “pecar” pela excelência do que pelo desleixo

Temos a tendência de achar que nunca somos bons o bastante, ou ficamos remoendo erros passados pelos quais já havíamos nos sentido pesarosos o suficiente. Isso às vezes pode atrapalhar o nosso progresso. Mas nos grande dia saberemos que nosso arrependimento, aliado à obediência aos mandamentos e às boas obras, foi suficiente para nos beneficiarmos de Sua Graça.

Por outro lado, achar que “está tudo bem assim”, de qualquer jeito, ou que é preciso “aproveitar a vida” ao máximo, ou que se “tem toda a vida pela frente” para se arrepender e mudar é a pior escolha possível. Ninguém sabe a hora da própria morte. Quando a escuridão da noite chega, nenhum labor pode ser executado.

Advertisement

Sendo assim, é melhor “pecar” pela excelência – ou seja, continuar apresentando continuamente um coração quebrantado e um espírito contrito perante Deus, e fazer o que temos aprendido ser o certo – a pecar pelo desleixo.

Você será seu próprio juiz no grande dia de acerto de contas com Deus

Você mesmo, através do julgamento de sua própria consciência, é quem vai determinar se é culpado ou inocente, se houve esforço suficiente para se tornar uma pessoa melhor, ou se você só quis aproveitar a vida e “não se estressar” com esse tipo de coisa.

Então, se você deseja saber qual seria a sua condição perante o Senhor se tivesse que encontrá-lo hoje, avalie sua vida como está agora. Somente você poderá dizer perfeitamente se está dando o melhor de si ou se há ajustes imprescindíveis que precisam ser feitos. Feita essa avaliação, não há mais tempo a perder. Mãos à obra!

Leia também: 13 profecias bíblicas sobre nossa época que já se cumpriram ou estão se cumprindo

Toma un momento para compartir ...

Erika Strassburger

Erika Strassburger nasceu em Goiás, mas foi criada no Rio Grande do Sul. Tem bacharelado em Administração de Empresas, trabalha home office para uma empresa gaúcha. Nas horas vagas, faz um trabalho freelance para uma empresa americana. É cristã SUD e mãe de três lindos rapazes, o mais velho com Síndrome de Down.