Controlar as emoções: a chave para melhorar sua atitude diante da vida

Se seguir essas dicas é muito provável q

Emma E. Sánchez

Sabia que a OMS advertiu que a depressão será, em breve, um dos maiores problemas de saúde mundial?

Imagine todas as consequências que pais deprimidos traria à sociedade, imagine o seu trabalho e as pessoas que lhe rodeiam com problemas de depressão ou angústia. Conviver com eles seria algo terrível, muito desgastante, e em pouco tempo você também estaria se sentindo oprimido.

Embora a depressão como tal tenha sua origem em uma infinidade de variantes como as questões genéticas, hormonais e até ambientais, algum acontecimento trágico também poderia desencadear uma depressão, e qualquer de nós é susceptível de desenvolvê-la, já que todos podemos nos sentir tristes, sobrecarregados em algum momento de nossas vidas.

Então o que podemos fazer para evitar a depressão?

1 Tornar-nos responsáveis pelo que sentimos

Um dos grandes problemas que muitas pessoas enfrentam hoje tem a ver com ser “vítimas de seus próprios sentimentos”, isto é: quando algo mau me acontece e me sinto mal, sou incapaz de identificar, primeiro, como me sinto e o que sinto. Segundo, reconhecer que é uma emoção negativa que não melhora. E terceiro, que devo transformá-la para meu próprio bem; do contrário, serei vítima das emoções que vão e vêm sem controle em minha vida.

Advertisement

2 Aprender a lidar com a frustração

Sem exceção de pessoas, os problemas e desafios vêm a nossa vida de uma maneira ou de outra, e sempre podem aparecer desde as coisas mais simples até as verdadeiramente importantes.

Aprender a lidar com a frustração é um exercício que leva anos e que começa quando nasce nosso irmão mais novo, nas brincadeiras quando perdemos, quando o amor dos nossos sonhos escolhe outro e quando, por mais que me esforce, não consigo comprar um carro, pagar uma dívida ou perder peso.

Cada situação é das duas uma: um convite a aprender ou uma razão para viver amargurado.

Cada vez que não conseguir, respire, controle a raiva, a ira ou a dor, pense que não foi bem e volte a tentar as vezes que for necessário, e sempre sorria. No início é impossível, mas ajuda a esconder a vontade de sair correndo para chorar; e no final, o sorriso aparece porque sua mente já está pensando em uma nova maneira de fazê-lo.

3 Reconhecer nossos sentimentos, dominá-los e transformá-los

Não há mal em sentir raiva ou vergonha, é normal e está tudo bem. São emoções e são passageiras. O desafio é saber o que fazer com elas e como não se deixar levar ou perder-se nelas, inclusive em emoções como a felicidade ou a alegria. Todas são emoções, e devemos saber até onde deixá-las manifestarem-se.

4 Ser emocionalmente autossuficiente

Pode parecer estranho, mas cada um de nós tem que ser emocionalmente autossuficiente, caso contrário, nosso controle de emoções estará nas mãos de qualquer um, menos nas nossas, ou dependeremos de outros para sermos felizes ou lidarmos com a tristeza.

Advertisement

Estamos nos entendendo?

5 A chave secreta: ter boa atitude

Este último ponto resume toda a lição: ter uma boa atitude pode mudar tudo. É muito fácil sempre ficar com raiva ou chateado e deixar de fora a oportunidade de ajudar os outros e fazer a diferença na vida de outra pessoa.

Ter uma boa atitude protege você de doenças porque sua química é uma quando você está com raiva ou triste, e outra muito diferente e melhor quando você está calmo e feliz.

Ter uma boa atitude permite ver as coisas de uma maneira melhor, faz a vida mais suportável e, sobretudo, é a grande vacina contra a depressão.

Ter boa atitude é uma decisão pessoal, ninguém pode mudá-la por você, é sua decisão, e você e seu corpo desfrutarão ou sofrerão as consequências da decisão tomada.

Advertisement

Faça exercícios, tome um sorvete, abrace as pessoas, aprenda uma boa piada para contar numa reunião, convide amigos à sua casa para comer ou conversar, ponha esse vestido que tanto gosta e, sobretudo, sorria. Você pode estar melhorando a vida de outra pessoa ao melhorar a sua.

Traduzido e adaptado por Stael Pedrosa do original Controlar tus emociones, la clave para mejorar tu actitud ante la vida

Toma un momento para compartir ...

Emma E. Sánchez

Casada y madre de tres hijas. Interesada en el fortalecimiento y formación de la mujer, la familia y el hogar.