Traição depois de décadas de casamento

Importante observar algumas sugestões no sentido de superar uma traição depois de décadas de casamento.


Suely Buriasco

Traição não é uma atitude esperada em um relacionamento, principalmente depois de décadas de casamento. Para muitas pessoas isso pode significar o final da relação; não é para menos, pois é uma situação muito difícil. No entanto, segundo especialistas, pode não ser o final da linha.

Há de se considerar que existe toda uma história envolvida, filhos e tudo mais. Assim, diante do arrependimento do cônjuge faltoso, vale a pena repensar a situação. Segundo a psicóloga Marina Vasconcellos, no artigo “Traição: perdoar ou não?” no site Minha Vida: “Só cabe o perdão onde ainda existe amor e o arrependimento sincero de quem traiu. É possível reconstruir uma relação pautada em novos moldes de funcionamento, e em especial, num diálogo franco e atitudes transparentes“.

Se você está passando por essa situação, gostaria de manter seu casamento, mas não sabe como fazer isso, pense em algumas sugestões:

1- Aceite a sua memória

Tentar simplesmente esquecer vai frustrar você; aceite que você terá que conviver com isso. O importante é diminuir paulatinamente o tempo em que você se dedica a pensar nisso; não alimente sua memória. E lembre-se, quanto mais você se fixar nisso, maior as coisas parecerão, pois, certamente sua mente vai criar ainda mais.

2- Priorize a admiração

Independente de tudo o que aconteceu, você não viveu todos esses anos sem admirar seu cônjuge. É provável que já há algum tempo o relacionamento de vocês não esteja bem, no entanto, você sabe as qualidades de seu parceiro. Evidencie o que você gosta nele, pense isso, repare nele agindo e sinta o quanto ele é importante para você.

3- Renove a relação

Em relacionamentos longos é comum que os cônjuges estejam acomodados na convivência diária e não se atentam aos cuidados do cotidiano. Depois de um trauma como esse é preciso refazer a relação e cultivar o interesse e a atenção um com o outro. Afinal, pequenos carinhos e agrados podem ser os diferenciais para esse recomeço.

4- Aumente a intimidade

Infidelidade raramente é questão de sexo, mas pode refletir falta de intimidade e necessidades não atendidas. Para recuperar a relação é fundamental que o casal busque tornar-se mais íntimo, passando mais tempo juntos, conversando e dividindo as coisas.

Advertisement

5- Busque soluções conjuntas

Para recuperar o casamento o casal precisa pensar em soluções conjuntas com muito diálogo, afeto, tolerância e ações efetivas. Claro que todas as atitudes no sentido de refazer o casamento dependerão das duas partes envolvidas e não somente de um dos parceiros. Esse é um trabalho gradual e ambos os cônjuges deverão se revestir de muita paciência e determinação.

Normalmente leva bastante tempo para que os sentimentos e pensamentos sobre o trauma vivido estejam equilibrados, portanto, o melhor é adiar as ações que tenham consequências definitivas. Desta forma, será possível a tomada de decisões melhores e mais coerentes com a vontade do casal.

Também é importante buscar ajuda para entender quais as áreas mais vulneráveis no relacionamento e como é possível fortalecê-las para uma vida futura mais feliz.

Toma un momento para compartir …

Suely Buriasco

Mediadora de Conflitos, educadora com MBA em Gestão Estratégica de Pessoas, apresentadora do programa Deixa Disso com dicas de relacionamentos. Dois livros publicados: “Uma fênix em Praga” e “Mediando Conflitos no Relacionamento a Dois”.