Sua filha se acha feia e sofre por isso? Se deseja ajudá-la, diga-lhe estas 5 frases

Você tem o poder de impactar como sua filha se vê de acordo com o que acredita sobre si mesma.

Stael Ferreira Pedrosa

Eu não tenho filhas. Dizer isso assim, logo de cara, pode me desqualificar sobre o assunto, mas, eu creio que não. Afinal, eu fui uma filha, uma adolescente e uma jovem que um dia (ou por muito tempo) se sentiu assim. E, para o meu azar, não tive quem conversasse comigo sobre o assunto, tendo eu mesma que chorar sozinha, aprender a conviver com isso e, finalmente, encontrar minha própria beleza e externá-la.

Por ter vivido intensamente este sentimento de inadequação tão difícil, sinto que posso falar com propriedade sobre o tema. Conheço inclusive a resistência que produz em nós, as meninas que se acham feias, quando nos dizem que somos bonitas, afinal, tem muita gente dizendo o contrário, eu me sinto o contrário, o espelho me diz o contrário, então, por favor, não me diga que estou errada. A questão é que, realmente, nessa fase da vida estamos erradas.

De onde vem a verdadeira beleza

Não existe um padrão de beleza universal. A beleza se apresenta em diversas formas e hoje o que tenho a dizer é que a beleza certamente vem da juventude, da saúde, tanto física quanto mental, da alegria e das boas atitudes que tornam a pessoa irresistível. Se você tem uma jovem em casa sofrendo com isso, você pode ajudar sem confrontar, talvez as frases a seguir possam despertar nela ao menos a possibilidade de que as coisas não sejam tão difíceis quanto ela pensa.

1 Achar-se feia não veio de você, há uma razão externa para isso

Essa frase, no primeiro momento, irá causar curiosidade em sua filha, irmã ou sobrinha, enfim, na jovem que sofre por sua aparência. Primeiro, porque você não a está confrontando, dizendo que ela é linda e que só ela não consegue ver (frase irritante). Segundo, que você estará colocando a origem do sentimento dela como sendo externo, o que é fato.

Sentimentos desse tipo vêm de duas fontes basicamente: da comparação com outras ou da opinião alheia. Tente sondar quando foi a primeira vez que ela se sentiu assim. Quem disse que ela não era bonita, ou que era gorda etc. Isso dará a ela alguma pista da origem desses sentimentos e não provocará reações irritadas.

Advertisement

2 Seu valor não está condicionado à opinião dos outros

Quando ela reclama que se sente menos, que é inferior aos outros, diga-lhe que entende que se sinta assim, que a grande maioria das pessoas se sente ou já se sentiu assim (talvez inclusive você mesma) em algum ponto da vida. Que esse é um sentimento comum principalmente na adolescência, mas, não deixe de lembrá-la que a aparência muda com o tempo e que é apenas aparência. O valor das pessoas reside no interior.

Os outros podem até rir ou falar mal de alguém, zombar, fazer bullying, o que for, mas que ela jamais deve esquecer que o valor real do ser humano não está condicionado ao que os outros pensam. Incentive-a (em outro momento) a desenvolver sua espiritualidade, servir ao próximo e se engajar em alguma boa causa, o que a fará olhar mais para dentro e menos para o exterior.

3 A beleza tem diversas formas e a sua é uma delas

A beleza não é um consenso, o que uns acham feio, outros acham bonito e vice-versa. Existe beleza em todo ser humano, o que talvez nos impede de ver essa beleza sejam as condições em que essa pessoa se encontra. Quando doente, maltratada pela vida, castigada pelo sol inclemente ou em situações precárias, é muito difícil que alguém transpareça sua beleza. Mas, a mesma pessoa que se encontra nessa situação pode ser tratada, transformada e sua beleza surgirá.

Talvez o que sua filha precise seja de alguns cuidados. Incentive-a a se alimentar de forma saudável, tomar água suficiente, praticar esportes (isso ajuda muito no desenvolvimento da autoestima), cuidar da pele, dos cabelos, dos dentes, unhas, usar roupas que favoreçam seu tipo físico etc.

4 Eu já passei por isso e sei como você se sente

Mostrar empatia e ser vulnerável pode ser o diferencial que leve ao “despertar” de sua filha, mas, para que surja esse efeito, é necessário que você tenha superado essa fase e que tenha uma boa autoestima, que transpire autoconfiança, ou o efeito será o contrário. Caso ainda se sinta assim, invista em si mesma, em descobrir-se.

Advertisement

Posso lhe dizer do alto dos meus 58 anos que nunca me senti tão bonita como nos últimos 20 anos. Quando consegui enxergar minha beleza, melhorei minha autoestima e confiança o suficiente para finalmente perceber que não precisava me sujeitar a uma vida infeliz. Reconstruí-me, e finalmente saí de um casamento abusivo onde minha autoestima não encontrava campo fértil para florescer.

Quando vi minha beleza, os outros também viram. Espero que assim tenha sido com você e que você possa assegurar à sua filha que o mesmo acontecerá a ela, independentemente de sua aparência.

5 A beleza física é uma parte apenas da beleza de uma pessoa

Pode parecer lugar comum, mas se você usou as frases anteriores, é possível que sua filha já esteja preparada para ouvir que a beleza física é apenas uma parte da beleza global de uma pessoa.

Se você lhe disser essa frase logo de cara, quando ela estiver “em crise”, a situação não ficará boa, sei por experiência própria. No mínimo, ela lhe dirá que já tem as outras partes, que agora quer a beleza física.

Para que surja efeito, você tem que viver essa frase, isso mesmo – viver. Isso significa não julgar as pessoas pela aparência delas, não rir de outras mulheres, não comparar. É necessário que ela perceba essa frase vindo de você antes que abra a boca para expressá-la. Sua filha precisa sentir em você essa verdade, ou serão apenas palavras ao vento.

Advertisement

A cura

Nenhuma mãe deseja ver sua filha crescendo se achando feia ou menos que outras mulheres e sofrendo por isso. Você tem o poder de impactar como sua filha se vê de acordo com o que acredita sobre si mesma. Se deseja curar sua filha, cure-se inicialmente. Mude seus próprios valores, seja solidária com as outras mulheres, afinal, somos todas irmãs. O mundo já nos trata mal o suficiente, vamos nos erguer em prol uma das outras. Vamos parar de nos criticar e comparar.

Desconstruir essas formas de pensamento curará não apenas a nós e nossas filhas, mas toda as gerações de lindas mulheres que estão por vir.

Toma un momento para compartir ...

Stael Ferreira Pedrosa

Stael Ferreira Pedrosa é escritora free-lancer, tradutora, desenhista e artesã, ama literatura clássica brasileira e filmes de ficção científica. É mãe de dois filhos que ela considera serem a sua vida.