Sinais que indicam que seu filho é “mimado” e o que fazer a respeito

O que você está fazendo para que seu filho se comporte como um "mimado"? Verifique essas dicas para compreendê-lo e ajudá-lo a lidar com suas emoções.

Emma E. Sánchez

Quando falo com os pais dos meus alunos, parto sempre da ideia de que eles, assim como nós, professores, querem o melhor para os pequenos.

Nunca soube de um pai ou mãe que, ao acordar pela manhã, senta-se à beira da cama e pergunta a si mesmo: “que farei hoje para prejudicar o desenvolvimento dos meus filhos?” Ou algum professor que, ao fazer seu planejamento, pense em atividades que prejudiquem ou evitem o aprendizado das crianças.

Ninguém no seu perfeito juízo faz isso, todos nos esforçamos para fazer o melhor possível para que as crianças aprendam, sejam felizes, saudáveis e se tornem boas pessoas neste mundo. Mas o que acontece quando a criança não aprende e é bastante grosseira?

Não se sentir culpado

Vai com calma! Os pais erram muitas vezes, por isso temos que nos rever constantemente, e nos perdoar para corrigir a marcha e seguir adiante.

Reavaliação da nossa forma de criação

Analise com sinceridade seus comportamentos e a maneira como se dirige a seus filhos, e, principalmente, como os está disciplinando.

Advertisement

A infância não é sinônimo de ignorância

As crianças aprendem e entendem, é só uma questão de vê-las como pessoas com entendimento e tratá-las dessa maneira, então farão tudo para se tornarem o que você espera delas.

Agora, responda com sinceridade:

– Seu filho faz birra com frequência?

– Já lhe envergonhou na frente dos outros por sua conduta ou respostas?

– Quando fala com ele, ele obedece ou ignora?

Advertisement

– Nada lhe apetece, nada lhe agrada e sempre parece estar contrariado?

– É necessário oferecer-lhe algo, ameaçá-lo ou implorar para que faça o que lhe pedem?

Se você respondeu sim a pelo menos duas das perguntas, então está mimando seu filho.

Quando revê sua maneira de educar seu filho e se dá conta que as coisas não estão indo tão bem como você pensava, e seu filho está se comportando como um “malcriado”, é tempo de pôr em prática e testar estas simples recomendações:

Há que estabelecer limites claros

Exemplo: “ao terminar de brincar, os brinquedos devem ser colocados nesta caixa”. “Podemos sair para brincar quando a cozinha estiver limpa”.

As regras são estabelecidas de preferência antes que iniciem a brincadeira e serão mais facilmente aceitas se isso é feito de comum acordo.

Advertisement

Não ceda à birra ou manipulação

Sem gritar, muito menos bater, mas deixando muito claro que as coisas serão feitas quando e como você diz.

Pratica-se em casa, mas se algum dia ocorrer na rua ou em frente a amigos, não tema, e reaja com a mesma paciência de sempre. Seja firme em dar uma indicação, e então simplesmente ignore o drama e vá continuar o que estava fazendo.

Não ceda, não entre em negociações.

Cumpra as regras estabelecidas

As regras são para serem respeitadas, por isso pense muito bem antes de colocá-las e pense que você também terá que as seguir e apoiar.

Dê-lhes tarefas em casa e uma responsabilidade

Quando a criança sabe e sente que é depositária da confiança de seus pais, porque fará muito bem, sua autoestima cresce ao mesmo tempo que sua segurança. Dê-lhe a oportunidade de fazer algo sozinha, de resolver, e certamente não se decepcionará, pois saber que tem sua confiança é um mundo de novas forças para ele.

Advertisement

Dê-lhes o dom do esforço e perseverança

Nunca lhe dê tudo o que querem no momento em que pedem, isso só lhe fará um terrível mal. Crie o seu filho sob a benção do esforço e trabalho para alcançar todas as metas que estabelecer na sua vida.

Através do seu exemplo ensine-o a servir aos outros

Prestar serviço desinteressado lhe permitirá ver e entender que suas necessidades não são precisamente as mais importantes ou prioritárias e que a amabilidade deve ser oferecida para poder recebê-la de volta.

Seu filho não é perfeito nem produto acabado, assim como você, e requer que seu pai e mãe lhe mostrem como fazer as coisas sem insultos ou repreensões. Seu filho requer tempo e paciência para aprender. O amor não deve competir com a disciplina, ao contrário! A disciplina e congruência do que se ensina com o que se faz é a melhor mostra de interesse e amor que uma criança pode receber de seus pais.

Tenha paciência, melhore seus hábitos e verá que muito em breve o comportamento de seu filho melhorará radicalmente.

Traduzido e adaptado por Stael Pedrosa do original Señales que indican que tu hijo es «malcriado» y qué hacer al respecto

Advertisement
Toma un momento para compartir ...

Emma E. Sánchez

Casada y madre de tres hijas. Interesada en el fortalecimiento y formación de la mujer, la familia y el hogar.