Seu filho sofre com baixa autoestima? Veja como ajudá-lo

Autoestima baixa não é apenas coisa de adulto! Seu filho pode estar passando por isso. Entenda o que você pode fazer para ajudá-lo.


Renata Finholdt

Até mesmo as crianças sofrem com problemas de baixa autoestima. Elas podem se sentir incapazes, fracas e inadequadas para realizar algumas tarefas e cabe aos pais estarem próximos e presentes para auxiliá-las a superar qualquer dificuldade.

Observando bem seus filhos é possível reconhecer alguns sintomas que podem identificar claramente esse problema.

  • Ele acredita que nada do que faz está bom ou aceitável.

  • Acredita que suas escolhas são sempre erradas.

  • Não se acha capaz de realizar tarefas que saiam de sua zona de conforto.

  • Não reconhece seus próprios dons e talentos.

  • Não toma iniciativa para realizar sonhos futuros.

    Advertisement

Se você percebe essas atitudes em seus filhos, já passou da hora de ajudá-lo a resolver esse problema que, se deixado de lado, pode prejudicá-lo ainda muito no futuro.

1. Elogie seus feitos

Se ele não acredita que faz nada bem feito, você pode fazê-lo acreditar que faz. Ensine-o a resolver as questões e naturalmente passe a elogiá-lo quando alcançar o objetivo proposto.

2. Incentive a realizar novas tarefas

Seja uma coisa simples ou mais complexa, mostre que você acredita e torce por ele. Você pode até mesmo ajudá-lo, mas nunca fazer por ele. Ele deve se sentir responsável pelos resultados.

3. Nunca aponte suas falhas em público

De forma carinhosa e auxiliadora mostre aos poucos os pontos a serem aperfeiçoados. Nunca deixe seus filhos constrangidos devido à correção pública. Prefira uma conversa particular e carinhosa.

4. Ajude-o a desenvolver seus dons e talentos

Você pode matriculá-lo, por exemplo, em um curso de piano se ele gostar deste instrumento, ou para a prática de algum esporte, caso ele seja admirador de algum. O importante é seu incentivo e ação. Ele precisa sentir-se capaz de aprender algo que gosta e para isso precisa de seu apoio inicial.

5. Converse constantemente com ele

Ele precisa sentir em você alguém que está disposto a lhe ajudar a melhorar. Frequentemente e de maneira informal questione quais são seus objetivos e lhe ajude a enxergar os caminhos que deve tomar para alcançá-los. Mostre que mesmo errando algumas vezes, é possível aprender alguma coisa, e que todos, sem exceção, erram.

6. Busque auxílio médico

Se mesmo com todo apoio e ajuda você perceber que ele não consegue se sentir bem consigo mesmo, busque auxílio profissional. O especialista em psicologia poderá ajudá-lo a enxergar em si próprio alguns fatores que ele próprio, ou alguém muito próximo a ele, não conseguem.

Toma un momento para compartir …

Renata Finholdt

Renata Finholdt é formada na área de Recursos Humanos com enfâse em treinamentos.