Segredos da avó que são eficazes para curar infecções comuns

A natureza tem seus segredos para curar certas doenças... E a vovó também!

Emma E. Sánchez

Nós, mulheres, temos a grande honra e dever de enriquecer e perpetuar toda a sabedoria das boas mulheres que nos precederam, especificamente no que tange a remédios para curar infecções.

E não é que não valorizemos os avanços médicos e sejamos incrédulas da medicina, o que acontece é que ao aplicar alguns remédios caseiros que funcionam, podemos evitar consumir medicamentos à primeira reação orgânica e encher o nosso corpo com químicos desnecessários quando temos o necessário em nossa casa para nos curar sem consequências negativas.

Primeira recomendação

Tenha em casa algum bom livro de fitoterapia ou medicina naturista. Inclusive, você pode encontrar alguns na internet em formato PDF para que, sem gastar, possa consultar, aprender e conhecer mais das plantas, sementes e frutos que pode usar para seu benefício, por seus componentes.

Advertência

Vamos falar de algumas infecções que podem ser atendidas em casa quando se manifestam, inclusive para evitá-las; mas deve ficar muito claro que, se não perceber melhora em 48 horas, você deverá visitar seu médico e receber a medicação indicada.

A fitoterapia e a homeopatia funcionam muito bem, mas são processos sanativos que tomam tempo, e às vezes nossas doenças já não têm esse tempo e devemos ir ao médico antes de gerar uma complicação maior.

Advertisement

Agora, já podemos começar!

Começaremos explicando que infecção é o nome que se dá a um processo em que um microrganismo patógeno invade alguma parte ou órgão de nosso corpo e se multiplica até provocar um dano. Estes organismos têm a capacidade de ser transmissíveis, e podem invadir tecidos e atacar o sistema imunológico. Podem ser vírus, bactérias, fungos ou até parasitas que entram nas nossas células e depois se espalham.

Muitas vezes, essas infecções dão sinais por meio de febre (quando o corpo está lutando contra elas), vômitos e diarreia (quando tenta eliminar essa infecção) e inflamação (quando o corpo está “circundando” os germes ou vírus para contê-los e destruí-los). Também pode haver ardor e dor em diversas partes do corpo.

Estes são nossos sinais para começar a trabalhar.

Infecções da garganta

Quando o ardor ou coceira começam na garganta depois de ter “tomado friagem”, é um sinal de um processo infeccioso em curso.

Remédio da vovó: prepare um chá de canela bem forte e quentinho, adicione o suco de um limão e adoce com mel. Ao tomá-lo, você vai começar a suar, por isso é aconselhável tomar um bom banho quente e ir para a cama.

Advertisement

Poderá dormir e deixar que seu corpo lute essa batalha com as armas que ingeriu. Na manhã seguinte você pode se sentir aliviado ou amanhecer com a sensação de apenas uma leve gripe, tome outra xícara de chá igual e se sentirá renovado.

Gripe e tosse

A febre, o corpo dolorido e o nariz congestionado podem ser curados com um chá de limão e o grande segredo: de 10 a 15 gotas de própolis e um pouquinho de mel. Antes de tomar, aspire o mais que puder o vapor e depois beba-o lentamente.

O própolis é uma substância produzida pelas abelhas e funciona como um antiviral e antisséptico. Para algumas pessoas é muito forte, e cerca de 2 a 3 gotas basta. É um produto que você deve sempre ter em casa.

Infecções de pele

Os fungos, abscessos, furúnculos, rachaduras, frieiras e até verrugas são eliminados aplicando diariamente própolis. Primeiro você se banha e limpa perfeitamente a parte infectada, depois seca e aplica as gotas diretamente.

Atenção: quando tomar banho, esfregue essas áreas de forma enérgica, mas sem se machucar, a fibra ou esponja que usar deverá passar por cloro para eliminar essas bactérias e não permitir que ninguém mais a use, ou poderia haver contágio no caso de verrugas ou fungos. Quando aplicar as gotas, o conta-gotas não deve tocar na pele.

Advertisement

Se for uma lesão maior, aplique o própolis com uma gaze e segure-a para que o efeito dure por mais tempo, uma hora é suficiente.

Logo verá seus problemas dermatológicos desaparecerem. Eu aprendi este remédio depois de visitar vários dermatologistas que não podiam me remover um fungo na testa. Duas aplicações de própolis foram suficientes.

Ao colocá-lo, pode ser que sinta uma coceira, é breve e significa que está agindo com força.

Infecção urinária

Uma das mais irritantes, sem dúvida alguma. Para este caso, nossas avós sempre faziam estas duas recomendações:

Chá de cabelo de milho: você tira todos os cabelos de duas espigas novas, que não estejam secas nem queimadas e os põe para ferver, espere que esfrie um pouco e o tome ao ir dormir e pela manhã em jejum.

Advertisement

Chá de rabo de cavalo (cavalinha): é uma planta muito conhecida, pois é longa e medianamente fina. Não tem sabor nem cheiro e não é cara. Muitas famílias inclusive a semeiam em vaso para sempre tê-la à mão.

Você corta cerca de 6 ou 8 hastes e as ferve em dois litros de água, não deve adoçá-la e a refrigera ou deixa ao ambiente, como preferir. Essa água fresca deve ser bebida no lugar da água durante todo o dia e assim por diante, até que o seu desconforto seja removido.

É muito importante que mude a roupa íntima todos os dias e use sabão neutro para a higiene local.

Infecções intestinais

Diarreia, dor e até mesmo febre são os sintomas comuns de uma gastroenterite. Aqui estão algumas recomendações da vovó:

Simples mistura de aloe vera (babosa) e um pouco de açafrão (cúrcuma). Estes dois ingredientes batidos no liquidificador com duas xícaras de água e, se o sabor não for tolerável, adicione umas gotas de limão e tome-o de uma vez. Você irá ao banheiro várias vezes, mas logo se sentirá muito melhor. Deve tomar de manhã e antes de dormir por dois dias.

Advertisement

Como vê, há muitas maneiras econômicas e simples para que você possa se curar em casa.

Conhece algum outro remédio caseiro? Não deixe de compartilhar este artigo!

Traduzido e adaptado por Stael Pedrosa do original Secretos de la abuela para curar infecciones comunes, que sí son efectivos

Toma un momento para compartir ...

Emma E. Sánchez

Casada y madre de tres hijas. Interesada en el fortalecimiento y formación de la mujer, la familia y el hogar.