Quer abrir sua própria empresa? 10 passos para isso acontecer

Se você quer abrir sua empresa, não deixe de ler os 10 passos.


Roberta Preto

Começar o negócio próprio é o sonho de muitos, mas não é fácil, principalmente quando se pensa em crise, como tem ocorrido atualmente em nosso país.

No entanto, não se deve desistir, trabalhar é o melhor jeito de combater todos os tipos de crises, mesmo que sejam financeiras, emocionais ou espirituais. O trabalho é uma condição essencial para todos nós, além de suprir com as necessidades financeiras, ele também dá sentido à vida.

“Em razão da centralidade que o trabalho ocupa em nossas vidas, é que podemos compreender as consequências negativas do não-trabalho, da inatividade. Um sujeito sem trabalho é impedido de se realizar como homem e cidadão, o que afeta diretamente sua dignidade”, ressalta Vanessa, que é mestre em Saúde Coletiva/Saúde do Trabalhador, especialista em Gestão de Recursos Humanos e professora da Imed.

Tenho um cunhado que junto de seu sócio construíram uma empresa de engate. Quando ele e minha irmã casaram-se, eles não tinham nada e pagavam aluguel. A vida deles era cheia de desafios, ainda é, mas são outros tipos de desafios, porque agora eles possuem casa própria, também possuem seus próprios veículos e proporcionam uma qualidade de vida maravilhosa para meus sobrinhos.

Uma das coisas admiráveis neles é que ambos trabalharam juntos e ainda o fazem para chegar onde estão, fizeram sacrifícios e correram riscos, mas não desistiram de seus sonhos.

Para que a empresa funcionasse, eles seguiram alguns passos que podem ser encontrados nos cursos oferecidos no site do Sebrae. São eles:

1. Conhecer seu produto

Conhecer o produto é essencial para iniciar sua empresa. Meu cunhado trabalhou por muito tempo como funcionário numa outra empresa de engates, aprendeu cada detalhe do seu produto, porque ele sabia que para ser o dono de uma empresa, ele era a pessoa responsável por conhecer e desenvolver o melhor engate.

Advertisement

2. Estudar o mercado de trabalho

Estudar o mercado de trabalho e analisar a saída do produto foi uma de suas muitas pesquisas. Ele sempre gostou de engates, mas verificou antes se valeria mesmo a pena investir no negócio. Segundo ele, sonhar é bom, porém, é preciso que os pés estejam bem firmes na realidade.

3. Descobrir por que as pessoas precisam do seu produto

Conhecer as necessidades dos clientes, porque eles utilizavam os engates e o que eles mais valorizavam no produto foi de grande valor para desenvolver seu produto.

4. Preço

O preço para uma empresa que está entrando no mercado precisa ser diferenciado. O produto dele não poderia ser mais caro que o do seu concorrente e também não poderia ser muito baixo, porque dos dois jeitos ele perderia seus clientes. Então, ele equilibrou o preço sem levar a fama de careiro e nem permitiu que seu produto fosse considerado ruim por ser barato demais.

5. Conhecer seu concorrente

Pesquisar todos os seus concorrentes foi algo que o auxiliou, pois ele precisava saber qual era a qualidade do produto de cada concorrente para produzir um produto que fosse melhor ainda, mas sem desrespeitar o trabalho da concorrência.

6. Levar o produto até os clientes

No começo tudo é sempre difícil, mas meu cunhado não desistiu, apresentou seu produto para cada empresa que ele havia pesquisado, até conseguir formar sua carteira de clientes. Também aceitou cada sugestão oferecida e hoje ele tem a carteira de cliente leais tão sonhada.

7. Buscar fornecedores

Os fornecedores precisam ter qualidade no material que lhe oferecem, para que você possa produzir o melhor produto. Também é importante ter outros fornecedores, tentar comprar seu produto de uma forma mais barata, isso lhe ajudará na margem de desconto para o seu cliente e lhe permite ter mais lucro.

8. Manter os registros diários

Manter os registros diários da empresa é mantê-la em ordem e sob controle. Saber o parafuso que entrou e o engate que saiu ajuda a conhecer seu estoque, assim não ficam peças sobrando, porque produto parado é dinheiro perdido.

9. Pagar seu próprio salário

Estipular seu próprio salário e separá-lo todo mês é o que vai lhe impedir de mexer no dinheiro da empresa, pois o dinheiro da empresa é para pagar seus funcionários, investir em peças de qualidade, pagar todas as despesas e manter um caixa reserva para as emergências da empresa. Se você tira do seu próprio caixa, você está roubando de si mesma.

10. Tenha um bom financeiro

Meu cunhado e seu sócio são bons na produção de peças, soldam perfeitamente. Entretanto, quando o assunto é finanças eles são péssimos, mas minha irmã é excelente com finanças e ela administra toda empresa, nada sai e nada entra sem passar por suas mãos. Essa é uma de suas muitas qualidades, por isso que a empresa deixou de ser apenas um pequeno barracão e tornou-se grande e forte.

Toma un momento para compartir …

Roberta Preto

Roberta Preto, 33. Formada como tradutora e intérprete, escritora, mãe. Apaixonada pela vida, em uma eterna busca por conhecimento. Espero que minhas palavras possam ser uma luz na vida das pessoas. Sonho em ajudar a humanidade a tornar-se livre da escravidão da ignorância.