Pare de brigar por dinheiro em 4 passos

Se você deseja que o dinheiro seja uma ferramenta para realizar os sonhos do casal e não motivo de brigas, veja os 4 passos para não brigar por dinheiro.


Mariana Cruz de Assis Rocha

Temos vivido em uma época na qual o dinheiro tem sido o foco principal de quase tudo que fazemos. O dinheiro está diretamente ligado as nossas obrigações e prazeres. Seja no valor da viagem programada, da roupa nova, do apartamento dos sonhos, ou das contas diárias a serem pagas.

E, é justamente por ser tão necessário no nosso dia a dia, que a maioria dos conflitos de um relacionamento está intimamente ligada com o dinheiro, mesmo que a gente não perceba.

Se o dinheiro está pouco, começamos a cortar gastos. Com isso, qualquer proposta mais romântica, como um almoço especial ou um presente surpresa, somem do dia a dia do casal. Se por isso o casal brigar, o motivo vai ser o fim romantismo do início do relacionamento. Quando na verdade o problema é a falta de dinheiro. Sem dinheiro, temos que economizar na hora de renovar o guarda-roupa ou ir ao salão de beleza. Mas nesse caso, a motivação da briga seria o fato do parceiro ou parceira não se preocupar mais com a aparência.

Leia: 20 formas de aumentar o amor e acabar com as brigas no casamento

Por outro lado, quando o dinheiro não falta, também existem brigas motivadas por ele. O marido não entende porque a mulher compra tanto sapato. Já a esposa não concorda que o marido compre objetos tão caro para sua coleção. Aí surge a briga porque um acha que o outro tem hábitos que não são legais, ou que só quer saber de futilidades, sem ter qualquer consideração em agradar quem está com ele.

Por isso, se você não quer que o dinheiro seja um problema no seu relacionamento, veja os 4 passos essenciais para parar de brigar por dinheiro de uma vez por todas.

1. Converse sobre dinheiro

Falar de dinheiro pode até ser complicado. Mas se você tem interesse em ter um relacionamento saudável, é essencial dialogar com seu parceiro sobre isso. É necessário que ambos saibam o que entra e o que e sai da conta todo mês, até mesmo para evitar gastos desnecessários simplesmente por desconhecer a realidade. Além disso, o hábito de conversar sobre o assunto nos ajuda conhecer as expectativas e planos que o nosso parceiro tem para o dinheiro e nos dá liberdade de expor a nossa expectativa.

Advertisement

2. Faça o planejamento do orçamento

Defina um dia, no início ou no fim do mês, para vocês analisarem as contas e planejarem os próximos gastos. Saber para onde o dinheiro está indo é primordial para conseguir economizar. É importante, ainda, que fique claro para o casal qual a responsabilidade financeira de cada um com as contas da casa, isso vai evitar surpresas desagradáveis e possíveis brigas.

3. Defina objetivos comuns

Além da sua utilidade para pagar as contas diárias, o dinheiro precisa ser visto como uma ferramenta para realizar os nossos sonhos. Assim, é importante que o casal defina juntos quais são os sonhos que desejam realizar a curto, médio e longo prazo.

4. Transforme o investimento em um hábito

Ter uma reserva financeira evita muitas discussões. Quando surge um imprevisto financeiro e você não tem aonde recorrer, isso pode virar uma enorme dor de cabeça e causar grandes brigas. Por isso, não deixe para investir apenas quando sobrar dinheiro no fim do mês. Faça disso um hábito. Assim que vocês receberem já separe a quantia destinada para esse fim.

Se o casal souber conversar, planejar, definir os objetivos e investir o dinheiro, as brigas motivadas pelo dinheiro irão acabar de uma vez por todas.

Leia: 5 dicas para economizar dinheiro sem sofrer

Toma un momento para compartir …

Mariana Cruz de Assis Rocha

Mineira nascida e criada em Belo Horizonte, ama viajar e estar próxima de sua família e amigos. Casada e apaixonada pelo marido, vive em eterna busca pelo auto-conhecimento. Acredita que o melhor investimento na vida de qualquer pessoa é aquisição de novos conhecimentos. Apaixonada por ler e escrever, adora dividir seu conhecimento e suas experiências em seu site sobre o mundo feminino, com a certeza de que pode fazer a vida das pessoas mais feliz. Formada em Direito e Servidora Pública do Estado de Minas Gerais.