Pais e tutores: Acompanhando a vida escolar de seu filho

A educação começa em casa com os pais mas a escola e os pais andam de mãos dadas no processo de ensino e aprendizagem.


Francione Sousa

Lembro-me bem de quando eu estava nas aulas de projetos educacionais da faculdade. Discutíamos muito sobre a educação e a importância dela para o indivíduo, com todas as implicações que acarretariam caso este não a recebesse de modo adequado desde as séries iniciais até a universidade. Parte dos discursos finalizava com as seguintes perguntas: qual o papel dos pais? Qual o papel dos educadores e de todos os demais profissionais envolvidos na educação? Também debatíamos tantas ideias erradas que a sociedade tem em relação à educação; a visão que se tem dela apenas como fonte de se conseguir um bom emprego.

Na realidade, a educação é muito mais do que ser instruído para o mercado de trabalho, vai além, diz respeito a todo um processo do desenvolvimento do indivíduo como um todo. Relembro a frase de Piaget, “Se o indivíduo é passivo intelectualmente, não conseguirá ser livre moralmente.” Pensando na importância desse processo de ensino e aprendizagem, o indivíduo quando não instruído ficará preso na sociedade, não sendo capaz de prosperar nem contribuir para ela.

Finalmente, quem é responsável pela educação de seus filhos? Fiz essa pergunta para algumas pessoas e alguns pais. Cada um me respondeu deste modo: o governo, o ministro da educação, a escola, o professor e os últimos a serem lembrados foram os pais, às vezes esses nem eram lembrados. Por causa dessas ideias mal formadas, tomei a iniciativa de escrever este artigo. Pois todos esses são responsáveis pela educação. Nem um, nem o outro, porém todos!

Já falei sobre a LDB(Lei de Diretrizes de Base da educação brasileira) em outros artigos e a citarei novamente aqui. É praticando que se aprende!

“TÍTULO II

DOS PRINCÍPIOS E FINS DA EDUCAÇÃO NACIONAL

Art. 2

Advertisement

A educação, dever da família e do Estado, inspirada nos princípios de liberdade e nos ideais de solidariedade humana, tem por finalidade o pleno desenvolvimento do educando, seu preparo para o exercício da cidadania e sua qualificação para o trabalho.”

O que vemos na LDB é que a educação fica em primeiro plano, os pais devem educar seus filhos, serem bons exemplos para eles. Para Piaget, educar diz respeito à estruturação de formas de ação (motora, verbal e mental).

São os pais que começam esse processo de ensino mais aprendizado, depois os pais devem levar seu filho à escola. Nesse momento, os pais e a escola devem andar de mãos dadas.

Como saber que você se importa com a educação de seu filho?

Qual a importância do acompanhamento nas séries iniciais de seu filho?

Quando você realiza as seguintes ações, vocês, pais, estão se envolvendo no processo de aprendizado, acompanhando e orientando seu filho:

  • Quando você seleciona uma escola depois de pesquisar e conhecê-la;

  • Depois de matriculá-lo, você conversa com seu filho, inteira-se dos conteúdos vivenciados na sala de aula;

Visita a escola regulamente

, comparece às reuniões com a intenção de colaborar, e não apenas cobrar; deseja saber como o filho está se desenvolvendo no processo de aprendizado;

Ensina seu filho

os direitos civis e os deveres, aprende com ele e vive;

Por sua vez, a escola também cumpre com seu papel no processo de ensino.

  • Elaborando um ótimo PPP (Projeto Político e Pedagógico) e segue com o plano;

    Advertisement
  • Ajuda o aluno na construção do conhecimento mediando o ensino;

  • Deixa a escola de portas abertas para a família;

Desse modo, ambos, os pais e a escola, andam de mãos dadas.

Em minha recente viagem aos Estados Unidos, tive a oportunidade de entrevistar Becky Wadsworth,coordenadora do Cache Country School District em Logan, UT, responsável pelo programa que assiste 35% das crianças pobres do Vale. Discutimos sobre a importância do apoio e orientação dos filhos na escola.

Becky Wadsworth falou que é de fundamental importância a orientação e acompanhamento dos pais, e deixou algumas dicas, são elas:

  • Os pais precisam perguntar e estimular os filhos sobre o que eles querem, quais são seus interesses, principalmente quando eles estão nas séries iniciais, e não quando eles são adolescentes ou já prestes a fazer a aplicação para a universidade.

  • Eles precisam acompanhar seus filhos nas primeiras decisões na escola e se interessar pelos assuntos também quando eles estiverem na universidade.

Wadsworth explicou que no programa que ela coordena, todos são importantes e se preocupam uns com os outros. Os pais são parte disso, eles promovem ações motivadoras, os ajudam a saber como orientar seu filho no processo de aprendizagem; os conscientizam sobre a importância de acompanhar seus filhos.

Pais, como educadora tenho visto a diferença entre um filho que recebe total apoio e acompanhamento dos pais, e os que não recebem. Sei que com ajuda e com desejo, podemos mudar, sermos melhores no acompanhamento daqueles que amamos.

Toma un momento para compartir …

Francione Sousa

Francione Sousa instrutora de curso, professora e escritora apaixonada pela vida. Graduada em letras pela Faculdade Frassinetti do Recife_FAFIRE. Seu tema : Viva cada dia a dadiva do presente, fao o seu melhor agora.