Maneiras cientificamente comprovadas que ajudam seus filhos a serem mais felizes

Quer criar filhos mais saudáveis e felizes? Então, reveja o que você faz durante os momentos que está com eles.


Sônia Penha

Nós, pais, sabemos bem qual é o sentimento quando não podemos passar bastante tempo com os filhos. Com uma rotina repleta, cobranças e compromissos é comum nos sentirmos confusos ao administrarmos o tempo. Sentimo-nos culpados achando que essa ausência esteja afetando o crescimento deles, sua autoestima e o estreitamento dos laços afetivos.

É um dilema saber como aumentar o tempo que passamos ao lado dos filhos, mas é preciso buscar o equilíbrio entre a rotina e o tempo dado a eles. Um recente estudo, mostrado pelo The Washington Post, diz que a “qualidade do tempo juntos” supera e é mais eficaz do que a quantidade de tempo juntos.

Então, o que você faz durante os momentos que está com seus filhos? Reveja e aproveite e dê uma olhada nestas dicas científicas para poder criar filhos mais saudáveis e felizes.

1. Ame e trate seu filho com carinho

Mostrar o quanto você ama seus filhos não só nutre seu relacionamento com eles como ajuda a formar um vínculo forte e contribui na capacidade de criarem laços duradouros na vida adulta. O cuidado dos pais se relaciona com o tamanho do hipocampo de um pré-escolar, a área do cérebro responsável pelo aprendizado e memória. Por isso, não subestime o poder de um beijo na bochecha de um filho, responda para eles com sensibilidade e interesse, diga que os ama e fale gentilmente com eles.

2. Seja um exemplo de comportamento responsável

Para que os filhos se tornem cidadãos produtivos e responsáveis eles precisam ver o exemplo de seus pais sendo assim, isso começa pelos pais. Os sociólogos têm mostrado que as crianças vão imitar os comportamentos que virem em seus pais. Logo, seja o tipo de pessoa que você quer que seu filho seja. A cada ação ou decisão pergunte se é assim que você quer que seu filho reaja no futuro.

3. Com equidade e justiça seja um mediador dos conflitos entre irmãos

Uma pesquisa mostrou que os pais que mediam com sucesso os conflitos entre irmãos têm filhos que lidam melhor com o conflito. Então, quando surgir um conflito entre irmãos demonstre como ouvir e outras habilidades de mediação ao ajudar a resolver o problema.

4. Leia com seus filhos

A leitura com os filhos leva a mudanças saudáveis ​​em várias regiões cerebrais que parecem ser mais prevalentes quando se lê “com” os filhos e não “para” os filhos. Assim, pergunte o que eles estão pensando sobre a história ou como ela se relaciona com outras coisas que eles sabem.

Advertisement

5. Deixe um tempo livre para seu filho brincar

Segundo especialistas o brincar livre incentiva o pensamento criativo e habilidades de resolução de problemas. Eles amadurecem e se tornam melhor ao perguntar “E se….” e determinar as soluções alternativas para as situações difíceis ou complexas. Pode ser tentador e cômodo organizar todas as horas do dia para garantir que estejam cheias de atividades importantes, mas não se esqueça de deixar tempo livre para os filhos explorar e imaginar.

6. Ensine os filhos a usar a tecnologia sabiamente

Costumava-se dizer que o tempo com a cara numa tela não era saudável para as crianças. Estudos mostram que o tempo gasto assistindo televisão pode tanto prever como causar depressão. Apesar disso, vá com calma. A tecnologia é parte integrante da vida hoje. Foram gastos em 2014, pela Comissão Federal de Comunicações (FCC) e empresas privadas, quase 3 bilhões de dólares com educação tecnológica porque ela é necessária no mundo de hoje. O acesso à tecnologia torna o aprendizado mais envolvente. Dessa forma, ao invés de se fechar à tecnologia, pratiquem hábitos saudáveis, ​​como a definição de limites de tempo no uso dela, e pergunte aos filhos o que aprenderam em seu laptop ou tablet naquele dia.

7. Seja autoritativo

Os estilos parentais se dividem em quatro categorias principais: autoritários, autoritativo (orientador), permissivos e negligentes (não participativo). A ciência afirma que o estilo autoritativo – autoridade com comunicação – produz os melhores resultados. Por isso, não tenha medo de colocar o pé no chão quando se trata de questões importantes. Faça isso ao comunicar seus sentimentos e preocupações e explicar por que determinado comportamento produz certa consequência ou punição.

8. Deixe-os falhar

Hoje todo mundo quer se sobressair e pode parecer contracultura permitir que os filhos falhem quando lutam. Porém, a falha pode ser uma lição extremamente importante, pois estudos mostram que ela leva a maior produtividade ao longo da vida e ajuda a desenvolver habilidades de resolução de problemas avançados.

9. Cuide de si mesmo

O estresse dos pais pode afetar o bem-estar físico ou mental dos filhos, demonstram pesquisas. Desordens de humor e mesmo o autismo podem estar ligadas ao stress, tanto no pré quanto no pós-parto. Veja o que você precisa para manter sua felicidade e sanidade, isso pode ser encontrar uma babá para ver um filme e sair uma vez por semana ou se matricular na faculdade para obter um diploma. Cuidar de si mesmo é fundamental para cuidar dos filhos.

10. Ensine-os a compartilhar

Melhor é dar do que receber, diz o ditado. Uma pesquisa mostrou que compartilhar melhora a disposição de uma criança, pois as que foram convidadas a dar guloseimas para outras crianças mostraram maior felicidade do que outras. Comece a incentivar seus filhos desde cedo a compartilhar lanches com você e compartilhe com eles também para que o hábito se torne natural, e sempre mostre sua gratidão quando eles querem compartilhar.

Procure melhorar a qualidade do tempo que você passa com seus filhos, sinta a diferença e veja a felicidade deles.

Leia também: Você quer que seu filho seja feliz? Então, precisa ler isto

Leia também: 3 passos para criar filhos felizes, independentes e responsáveis

Toma un momento para compartir …

Sônia Penha

Sônia Penha é esposa e mãe de duas lindas filhas. Ama sua família, gosta de ler e se informar sobre vários assuntos, gosta de fazer artesanato e atividades que envolvam a família e amigos. Possui formação em Informática e é editora para o Familia.com.br.