Grávida e com animais de estimação em casa? Não é tão ruim quanto você pensava

Se você é um amante de cães ou gatos, passe essas informações. Muitas mães vão agradecer.

Emma E. Sánchez

Vou começar dizendo que amo animais, que tive a sorte de ter sido criada cercada por centenas deles. É verdade, centenas! Pois meu pai criou galinhas e pombos, e sempre havia gatos e cachorros por perto; então não consigo imaginar uma casa sem plantas e animais de estimação.

Quando me casei, mudei-me para minha nova casa com minhas coisas, um vaso de flores e um pequeno gato recém-adotado, porque minha mãe não me deixou levar o gato que eu tinha. Acho que minha partida lhe doía, mas ela nunca iria permitir que o pequeno peludo saísse do seu lado.

“A gente ama os filhos, mas ama mais os animais de estimação! Pois eles não causam tantos problemas!”, dizia minha mãe. Então chegaram os bebês e, durante cada gravidez e até a infância das minhas filhas, todos sempre me questionavam ou olhavam de cara feia quando viam que havia animais em casa.

Um dos conselhos que nenhuma mulher grávida pede, e que mais recebe, é para ficar longe de animais de estimação ou que nem sequer sonhe em ter cães depois que o bebê nascer, porque eles podem contagiá-lo com uma doença rara e encher a casa de pelos.

Aconteceu comigo

Agora, deixe-me dar boas notícias: uma universidade na Finlândia publicou recentemente um estudo confirmando que as mães que têm cães também têm filhos mais saudáveis, e que mulheres grávidas que vivem com cães dão à luz filhos com mais defesas e anticorpos, razão pela qual eles adoecem menos durante seu desenvolvimento.

Advertisement

Os pesquisadores descobriram que bebês nascidos em casas com cães desenvolveram um tipo de imunidade a alergias que os faz adoecer menos durante o inverno e evita infecções de ouvido.

O que achou dessa notícia? É das melhores, não é?

Os pesquisadores analisaram como as crianças se desenvolveram, desde o nascimento até o primeiro ano de vida, e o resultado foi que as com animais de estimação, cães ou gatos, tiveram menos doenças infecciosas e resfriados durante a estação fria.

Uma infecção que é muito comum em crianças pequenas é a otite, e no estudo dos pesquisadores finlandeses, descobriram que os pequenos que mais se relacionavam com seus animais de estimação sofriam menos ou simplesmente nunca desenvolveram a doença. E algo ainda mais surpreendente: aquelas que tinham animais de estimação e ficaram doentes precisaram de menos medicamentos para se recuperar.

O mesmo estudo revelou que crianças expostas a animais de estimação desenvolveram abundantemente as bactérias Ruminococcus e Oscillospira, que favorecem a digestão e previnem a obesidade. E por que acontece isso?

Anticorpos: a chave

Muito simples: as crianças desenvolvem mais anticorpos ao serem expostas a bactérias de animais e, ao mesmo tempo, fortalecem seu sistema imunológico.

Advertisement

Mas o benefício não é apenas para crianças. Nós, adultos, também somos beneficiados pelos animais de estimação, eles não são apenas uma ótima companhia, também nos ajudam a cuidar de nossos corações, porque quem tem um cachorro muitas vezes é “forçado” a levá-lo para caminhar ou a brincar com ele, e isso é puro benefício para os seus donos.

Se você mora sozinho, não tem filhos ou quer começar uma vida mais saudável, adote um cachorro

Sou mais de gatos, mas um cão é a melhor opção para evitar ou combater a depressão, essas são outras maneiras de cuidar da sua saúde.

Agora, é muito importante deixar claro que os animais precisam de atenção, asseio, vacinas e cuidados. Não se trata apenas de tê-los, mas a saúde deles anda de mãos dadas com a nossa, por exemplo: quando a família é desparasitada, os animais também devem ser.

A higiene em nossa casa nunca deve ser comprometida, sob nenhuma circunstância. Se houver animais de estimação, você precisa limpar o chão, dar banho neles e mantê-los saudáveis, então nossos filhos e nós podemos desfrutar os muitos benefícios que sua companhia traz.

Da mesma forma, é muito importante seguir as instruções de nossos médicos e pediatras, porque, às vezes, em poucas ocasiões e verdadeiras exceções, bebês e animais de estimação não podem estar juntos.

Advertisement

Portanto, da próxima vez que alguém lhe disser que ter cães em casa com crianças pequenas é uma péssima ideia, você saberá o que dizer

Muitas mulheres e suas famílias que desconhecem essas informações, chegam a se livrar de seus animais de estimação, dão-nos de presente, deixam-nos em canis ou até os abandonam porque não acham conveniente tê-los com seus filhos pequenos. Na grande maioria das vezes, isso poderia ser evitado com informações corretas.

À medida que as crianças crescem, a companhia de um animal de estimação também se torna uma ótima experiência para eles, pois eles aprenderão muito sobre responsabilidade, trabalho, cuidados e proteção, vida e morte.

Uma mãe me disse que não queria ter animais de estimação porque não queria que seus filhos sofressem pela morte do animalzinho e, bem, cada um educa seus filhos como achar melhor. Mas não é uma ótima oportunidade para refletir sobre o quanto é valioso viver?

Um animal de estimação sempre será uma boa decisão se você fizer isso com a responsabilidade de ter um ser vivo. Não tenha medo, nem que a preguiça o aconselhe mal.

Não se prive nem prive seus filhos de desfrutarem o amor incondicional e todos os benefícios que um animal de estimação lhes trará na infância.

Advertisement

Se você é um amante de cães ou gatos, passe adiante essas informações. Muitas mães irão lhe agradecer!

Traduzido e adaptado por Erika Strassburger, do original ¿Embarazada y con mascotas en casa? No es tan malo como pensabas

Toma un momento para compartir ...

Emma E. Sánchez

Casada y madre de tres hijas. Interesada en el fortalecimiento y formación de la mujer, la familia y el hogar.