Faça o bem: Vivendo a regra de ouro

Quer descobrir como ser mais feliz? Aplique a regra de ouro, faça aos outros o que gostaria que fizessem a você!


Renata Finholdt

Um certo pensador russo, Leon Tolstói, disse certa vez que a “alegria de fazer o bem é a única felicidade verdadeira.”

Escolhas são individuais mas a felicidade vem de servir o próximo

É muito comum associar a verdadeira felicidade a algo individual, quase egoísta, como sendo uma resposta a algo bom que aconteça para nós. Felizmente, para todos os cristãos, Jesus Cristo mostrou-nos que essa associação egoísta está muito além da realidade, Ele ensinou através de exemplos que a felicidade plena vem quando ajudamos ao próximo.

É muito bom saber que através de nossos atos podemos proporcionar – quer seja uma mínima parte ou algo muito maior – felicidade para as outras pessoas. E também que podemos ser um meio de levar alegria e bem-estar a quem quer que seja. Vale ressaltar que, quando agimos em prol do próximo a felicidade alcança primeiramente o nosso coração.

A corrente do bem: Você pode começar a corren

te.

Tornar-se uma pessoa que procura viver para praticar o bem e desenvolver as virtudes que transformam, tais como: amor ao próximo, honestidade e fidelidade, é algo que se constrói ao longo dos dias, porém, a melhor forma de construir bons sentimentos e se tornar pessoas do bem é praticando o bem. Uma fórmula simples.

Quando uma pessoa se torna capaz de colocar seus interesses de lado em prol dos interesses e necessidades de outras pessoas, ela consegue perceber que fazer o bem faz bem, sim, quem se doa tem uma sensação de felicidade, uma alegria que só se sente quando a caridade é exercida.

Se cada um de nós pudesse todos os dias praticar o bem a uma pessoa que seja, seria o começo de uma grande mudança. O bem seria muito mais constante no mundo e o medo de se relacionar com o outro, que é tão comum e nos impele a mantermos distância uns dos outros, perderia forças. Nos tornaríamos pessoas mais felizes.

Advertisement

Crie este hábito, cumpra este desafio!

Para praticar o bem e ser caridoso não é preciso ter recursos financeiros, praticar o bem é possível a todos, através de pequenas atitudes e cuidados. Fique atento às oportunidades de servir ao próximo, muitas vezes um simples telefonema, um sorriso, um tempo dedicado a apenas ouvir já traz paz e felicidade à vida de quem nos cerca. E quando surgir alguma dúvida de como agir, vale aplicar a regra de ouro: Faça aos outros o que gostaria que fizessem a você!

Toma un momento para compartir …

Renata Finholdt

Renata Finholdt é formada na área de Recursos Humanos com enfâse em treinamentos.