Este video mostra como segundas chances ajudam a salvar uma alma

O mundo dá voltas e a bondade doada voltará a você!


Mayara Tomie Dourado Taguti

Vi esse vídeo cinco vezes e em todas me emocionei. Não consegui me conter e mesmo alguns dias depois, quando pensava nele, meus olhos marejavam. Não precisava dizer nada e fica difícil de falar a respeito dele, já que o vídeo já diz tudo. Pode parecer muito sentimental de minha parte, mas realmente esse vídeo me fez refletir muito sobre a caridade e se ela efetivamente um dia tem retorno.

O vídeo mostra a história de um senhor que efetivamente foi o herói de uma criança numa situação bastante delicada, e, anos depois teve a sua vida salva pelo mesmo, que salvou tanto sua saúde como seu trabalho.

Chances infinitas

É evidente o grande feito de bondade daquele homem, que poderia simplesmente ter defendido a criança e a dispensado da confusão, mas ao invés disso ele pagou por sua dívida e lhe deu um pouco de sua sopa, a mesma que lhe garante o próprio sustento.

Em meio ao turbilhão de sensações que tive ao ver o vídeo, uma frase martelou fortemente em meus pensamentos: “A caridade nunca falha”, e a partir daí comecei a analisar mais criticamente a mensagem do vídeo.

A corrente do bem

Percebi que eu sempre esperei grandes oportunidades como essa para fazer algo de bom para ajudar alguém a famosa “boa ação do dia” e ela nunca vinha. Percebi que ser “bom” era difícil uma vez que eu não via essas grandes oportunidades. Que ingenuidade!

O exemplo mostrado traduz bem o que essa frase diz, mas somente nestes grandes feitos, que geralmente são raros em nosso cotidiano. A partir de então comecei uma autoanálise de minhas ações e percebi que houveram situações as quais me marcaram profundamente, onde um pequeno gesto (pequeno mesmo) mudou minhas perspectivas, me renovou as esperanças, mudou para melhor.

E por mais incrível que pareça me vi nas duas situações, ora como o menino do vídeo ora como o homem, e isso me chocou. Não de uma maneira negativa, mas positiva.

Advertisement

Estender o coração ao outro

Lembrei de situações em que eu me vi triste ou abatida ou até mesmo em lágrimas e um pequeno gesto, um abraço, uma conversa, uma simples pergunta do tipo “está tudo bem com você?” ficaram profundamente marcados em minha memória. Percebi que fui o menino por diversas situações e em diversas vezes.

Também me lembrei de ver pessoas em semelhante situação (muitas vezes em situação exatamente igual a minha) e eu me compadeci da mesma forma e procurei dar meu melhor, não porque eu tinha percebido a oportunidade de fazer algo de bom, mas sim, por me ver naquela situação e querer simplesmente aliviar o fardo daquela pessoa.

Percebi que, por menor que fosse o gesto, eu também estive no lugar do homem da história e isso me maravilhou. Percebi que outros pequenos gestos também podem fazer a diferença, uma simples informação à pessoa perdida, ceder seu lugar no ônibus, não apenas a idosos e gestantes, mas a pessoas que estão exaustas após um dia de trabalho ou que carregam consigo uma grande quantidade de coisas e corre grande risco de perder o equilíbrio ou até mesmo ao doar sangue.

A caridade nunca falha

A caridade realmente nunca falha! Ela se renova, assim como a vida. Mas a chave para entender tudo isso está na gratidão. Uma vez que eu percebi o quanto eu havia recebido, percebi que queria retribuir de alguma maneira, tornou-se natural, sem buscar grandes oportunidades para fazer o bem, mas simplesmente fazer.

Assim como o homem do vídeo que simplesmente fez a ação sem esperar nada em troca, façamos o mesmo, pois com certeza ela voltará para nós.

Toma un momento para compartir …

Mayara Tomie Dourado Taguti

Mayara Taguti é graduada em Direito pela Anhanguera Educadional, ama livros, música e cinema. É professora de inglês básico para alunos de todas as idades e ama o que faz. É curadora social e escritora para o site Familia.com.br.