Entendendo e vivendo em paz com a menopausa

Compreenda os sintomas da menopausa e se prepare para conviver bem com esse período natural na vida de toda mulher.


Suely Buriasco

A menopausa é um evento fisiológico feminino, ou seja, é uma fase natural na vida das mulheres; representa o final do período reprodutivo. Por isso precisa ser entendida não como uma doença, mas como uma transformação orgânica. Assim é importante conhecer os sintomas e mudanças para encarar a situação sem medo e de forma saudável.

Nomenclaturas

É interessante entendermos o funcionamento dessa fase de transição e o significado das nomenclaturas que são empregadas nos estudos que se referem a ela. A saber:

  • Climatério: É o período em que a mulher apresenta uma queda acentuada nos hormônios sexuais, tendo por resultado oscilações no ciclo menstrual.

  • Menopausa: Encerramento do ciclo menstrual da mulher; os especialistas consideram essa fase depois de um ano da última menstruação.

  • Pré-menopausa: Caracteriza-se pelo início das quedas hormonais, principalmente do estrogênio. Não existe uma idade padrão para que a menopausa aconteça, mas geralmente ela ocorre entre os 45 e os 55 anos de idade. A Dra. Denise Gomes explica na matéria: “Ao contrário do que pensa a maioria das mulheres, não existe uma relação concreta entre a idade da primeira menstruação – menarca – e a menopausa”.

  • Pós-menopausa: É o período que se segue após a mulher não menstruar mais e os sintomas da menopausa terminam. Nesse momento algumas alterações relacionadas à massa óssea, a geniturinárias e da pele da paciente são comuns.

Sintomas da menopausa

Entre os sintomas mais comuns apresentados por mulheres nessa fase temos:

Advertisement
  • Ondas de calor que podem ser seguidas de suor frio

  • Ciclos menstruais irregulares

  • Mudanças bruscas de humor

  • Ansiedade e nervosismo

  • Perturbações do sono

  • Pele, cabelos e unhas enfraquecidos.

Esses sintomas variam muito; em muitas mulheres aparecem de forma exagerada, em outras são bem menos intensos.

Diagnóstico e tratamento

O diagnóstico, bem como o tratamento, é realizado por médicos ginecologistas que avaliam os sintomas e exames que verificam a taxa de hormônios no sangue. Ao notar alguns dos sintomas descritos acima é fundamental buscar ajuda médica que atenda às necessidades que a paciente apresenta, pois cada caso apresenta suas peculiaridades. É fundamental que a prevenção comece junto com os primeiros desconfortos.

Para conviver bem com a menopausa

Encarar essa fase de forma madura, sem se entregar aos desconfortos é essencial para manter a qualidade de vida. Algumas dicas podem ajudar:

1. Mantenha o bom humor

Lembre-se que você comanda o seu corpo e não aceite que o mau humor domine; aos primeiros vestígios busque sintonias melhores; ouça música, leia um livro, interiorize-se através de atividades que serenem a sua mente.

Advertisement

2. Faça exercícios físicos

Os especialistas são unânimes em afirmar a importância das atividades físicas para aumentar a qualidade de vida nessa fase.

3. Busque compreender seus sintomas

Leituras sobre o assunto e perguntas ao médico podem ajudar a entender o que se passa e como conviver com isso de forma a não tornar a menopausa monstruosa na própria vida.

Enxergue esse período como uma crise da meia-idade e o encare com naturalidade, fazendo o possível para não se deixar perturbar mais do que os próprios sintomas.

Toma un momento para compartir …

Suely Buriasco

Mediadora de Conflitos, educadora com MBA em Gestão Estratégica de Pessoas, apresentadora do programa Deixa Disso com dicas de relacionamentos. Dois livros publicados: “Uma fênix em Praga” e “Mediando Conflitos no Relacionamento a Dois”.