Ensinando seu filho a lidar com um “Bully”

Filhos preparados e com boa autoestima enfrentam melhor os problemas desagradáveis da vida. O bullying é um deles. Como evitar? O que fazer caso aconteça? Aqui a resposta.


Jelean Reynolds

O bullying vem em muitas formas.

Dizer a uma criança que ela não pode brincar, fere seus sentimentos, afeta sua autoestima e faz com que ela sinta-se rejeitada. Xingamentos são tão prejudiciais quanto os atos de agressão física por um colega de classe. Há maneiras de se preparar e agir antes que o bullying ocorra e existem medidas a serem tomadas caso aconteça.

  • Explique o que significa ser intimidado para que a criança possa identificar essa situação.

  • Discuta com amor que a culpa é do agressor e não da criança que foi intimidada. Ensinar como trabalhar com esses sentimentos ajuda a vítima de bullying a superar a raiva ou tristeza que podem vir a sentir.

  • Ajude a criança a construir a autoestima. Um valentão é mais propenso a incomodar uma pessoa que não tem autoconfiança, que abaixa a cabeça. O valentão eleva a si mesmo ferindo outros. Ele, também, não tem autoestima.

  • Elogie seu filho para ajudá-lo a se sentir bem sobre si mesmo. Exalte suas qualidades, dons e talentos.

  • O estudante deve lidar com o bullying por si mesmo, falando diretamente e mostrando ao valentão que ele não gosta da situação e não tem que passar por isso.

    Advertisement
  • Diga-lhe para não dar ao agressor o que ele quer: pode ser dinheiro, ver o outro chorar ou se lamentar, doces, etc. Se você colocar dinheiro em uma máquina de refrigerante, a latinha vai cair sempre. O valentão continuará a se divertir se o aluno continua a dar o que ele quer, se ele sempre reage da mesma forma.

  • Os pais podem dizer à criança para ignorá-lo, levar na brincadeira e seguir em frente, se possível.

  • O aluno deve pedir aos amigos (se os tiver) para se unirem em apoio a ele.

  • Instrua-os a permanecerem com muitas pessoas.

  • Até uma criança no pré-escolar pode ser uma vítima de bullying. Um garotinho pegou o brinquedo de outra criança provocando raiva e agressão. O professor interveio dizendo: “Os brinquedos são meus e eu quero compartilhar com todos.”

  • Certifique-se de que a criança sabe a quem se dirigir para pedir ajuda: pai, irmão mais velho, professor, amigo adulto, outros líderes. A vítima deve ser específica ao descrever o abuso, “Aquele menino me bateu, falou mal de mim ou não me deixa jogar, etc.”

  • Se o adulto responsável não ouve, encontre um que o faça. Tranquilize a criança de que alguém irá ouvi-la.

  • Diga a seus filhos: “Você sempre pode me procurar, caso tenha algum problema.”

Muitas vezes uma criança é provocada porque parece triste ou não parece gostar de si mesma. Os pais devem ensinar a criança a tratar os colegas de maneira gentil e cortês. E podem ajudar a alcançar esse objetivo através de seu exemplo de cortesia.

Traduzido e adaptado por Stael Metzger do original How to deal with a bully.

Advertisement
Toma un momento para compartir …