Ela fotografou-se todos os dias durante um ano vivendo sob o abuso e a violência doméstica

Atenção: IMAGENS FORTES! Ela tirou uma foto por dia do pior ano de sua vida e fez este vídeo.


C. A. Ayres

Este vídeo mostra a vida de uma mulher que sofre violência doméstica.

Reparem nas expressões dela dia após dia. Alguns dias bons, outros tensos, outros extremamente receiosos, outros onde a violência explodiu, e depois a melhora, o abatimento, e depois começa tudo de novo.

No papel que aparece no final do vídeo está escrito: “Ajuda-me, eu não sei se posso esperar até amanhã”.

Isso faz parte do círculo vicioso da violência doméstica. Para ler mais sobre isso, leia o artigo O círculo vicioso da violência doméstica.

Há também outros tipos de violência mais silenciosas. Leia mais no artigo 6 perguntas e respostas sobre violência doméstica.

Independentemente de qual violência uma pessoa sofre, isso é crime, e ninguém merece viver sob esse julgo.

Se você conhece alguém que vive esta situação ou têm dúvidas sobre o que fazer, disque 180, de qualquer lugar do país, e você terá acesso à Rede de Atendimento à Mulher, onde receberá informações sobre o que fazer e onde ir.

Advertisement

Conheça também o projeto PLP20, para combater a violência doméstica, clicando neste link.

Este vídeo foi feito para uma campanha contra a violência doméstica. Ele retrata a vida de uma mulher que sofre violência doméstica e para conscientizar as famílias e os casais e principalmente as mulheres que muitas vezes se encontram numa situação igual e entenderem que o círculo vicioso da violência doméstica nunca vai melhorar.

Denuncie, passe adiante e salve uma vida!

Toma un momento para compartir …

C. A. Ayres

C. A. Ayres é mãe, esposa, escritora e fotógrafa, pós-graduada em Jornalismo, Psicologia/Psicanálise. Visite seu website.