E você, já usa o copo menstrual?

Se você é uma mulher ativa, moderna e nada a detém – exceto seu período menstrual – essa informação é para você.


Emma E. Sánchez

Dizem que nossas avós usavam paninhos grossos presos à roupa íntima com alfinetes ou pequenos pontos para não caírem à vista de todos. Se, enquanto as meninas estavam brincando, algo assim acontecia, elas eram obrigadas a ficar em casa e não sair mais para brincar, pois já eram “mocinhas”.

Com o passar do tempo, a indústria farmacêutica desenvolveu alguns produtos de higiene feminina que rapidamente tiveram grande aceitação e divulgação. Primeiramente, os absorventes descartáveis, que continuavam sendo usados presos à roupa íntima, foram evoluindo até terem fitas adesivas, inclusive abas, as quais seguem garantindo que tudo fique no lugar. E entre os produtos mencionados não podemos nos esquecer dos absorventes internos.

Com essas e muitas outras mudanças, as mulheres começaram se incorporar com mais comodidade e confiança na vida produtiva, na educação e também nos esportes; mas o pesadelo dos “acidentes” na roupa ao se sentarem continua sendo o terror de qualquer mulher.

Leia: Ajudando suas filhas a terem uma visão positiva da menstruação e feminilidade

O uso dos absorventes internos (tampões) foi menos fácil de aceitar e assimilar, sobretudo na cultura latino-americana. Além disso, o descobrimento da Síndrome do Choque Tóxico relacionado ao seu uso fez com que um grande segmento de mulheres o rejeitasse.

E justo quando acreditávamos que já havíamos visto tudo em termos de higiene íntima feminina, aparece o copo menstrual (ou coletor menstrual), que nos oferece principalmente: zero acidente, nenhum risco para a saúde e ajuda a nossa economia e ao meio ambiente. Quer saber como? Continue lendo.

O que é o copo menstrual?

Muito fácil: é um copinho (em formato de sino) feito de látex ou silicone – sendo este último o melhor, pois não provoca alergia como o látex, que se introduz na vagina e coleta o fluxo menstrual. Existem nos tamanhos pequeno, médio e grande para um melhor ajuste vaginal.

Advertisement

A verdade é que este produto de higiene não tem nada de novo. Ele teve origem nos anos trinta, mas por diversas razões econômicas e culturais não teve divulgação nem aceitação, até os dias de hoje.

Leia: TPM do tipo grave: Sintomas e tratamentos

Como se usa?

Sua aplicação é igualmente fácil: o copo é muito flexível e suave, é fácil de dobrar e de manipular para que possa ser introduzido com suavidade. Ao comprar um, você deve, primeiramente, fervê-lo para que fique esterilizado. Então pode começar a usá-lo.

Nas primeiras vezes, pode ser que você batalhe um pouco para colocá-lo, mas com um pouco de paciência, vai conseguir com facilidade. O ideal é retirá-lo a cada 10 horas. Você o retira, despeja o seu conteúdo, enxágua-o e pronto, pode voltar a introduzi-lo. Quando o ciclo termina, somente lave-o e o coloque de volta na caixinha ou bolsinha até o próximo ciclo.

É incômodo ou doloroso?

O mais provável é o primeiro dia e, especialmente, as primeiras horas parecerem eternas, mas é somente questão de deixar de pensar nele e continuar com sua vida diária. O copo não deveria lhe incomodar, você nem sequer deveria senti-lo se ele for do tamanho correto. Quando for comprá-lo, verifique qual o tamanho recomendado para sua estatura e medidas. Depois de introduzi-lo, um vácuo é feito, o que assegura que não haverá escoamento ou vazamento surpresa.

É realmente tão maravilhoso como dizem?

Eu estava muito cética a tentar usá-lo, mas o que me convenceu foi a promessa de não ter “acidentes” e de poder realizar as atividades esportivas que costumo fazer sem medo e com comodidade. A verdade é que uma vez dominado o medo do novo, o copo menstrual é fantástico. Você começa a ver benefícios como:

  • Redução de custos. Talvez de início você pense que o copo seja um pouco caro, mas se fizer as contas, bastam apenas alguns meses para recuperar o valor gasto, pois deixará de comprar outros produtos higiênicos. Você compra o copo uma vez e tão cedo não precisará comprar outro, já que ele dura até dez anos.

  • Não importa a quantidade de fluido que você tenha, o copo tem capacidade suficiente de retenção.

  • Ao deixar de usar produtos descartáveis, deixará de contaminar o meio ambiente, pois você só precisa de um pouco de água para lavá-lo. Você irá esquecer os maus odores característicos desse período.

  • Ah! E acabarão os acidentes! Só por isso já vale a pena.

    Advertisement

E os efeitos?

A verdade é que não há efeitos negativos associados a seu uso. Na verdade, o seu uso previne muitas infecções e é realmente cômodo e prático.

Algumas famílias em que há muitas mulheres elas usam um só copo. Na verdade, essa prática não é recomendável. O correto é que cada mulher da família tenha seu próprio copo. É um investimento que vale a pena.

Na internet você poderá encontrar muita informação sobre o seu uso, os tamanhos, recomendações, inclusive onde poderá comprá-lo e os preços. Anime-se para conhecê-lo! Tenho certeza de que você irá amar!

Leia: Saúde da mulher: 2 sintomas preocupantes de endometriose que você precisa observar

_Traduzido e adaptado por Erika Strassburger do original Y tú, ¿ya usas la copa menstrual?

Toma un momento para compartir …

Emma E. Sánchez

Casada y madre de tres hijas. Interesada en el fortalecimiento y formación de la mujer, la familia y el hogar.