Dicas de atitudes para manter seu coração protegido

Conheça algumas informações de como manter seu coração mais saudável através de atitudes, prevenindo-se contra doenças e contra o perigoso ataque cardíaco.


Fernanda Ferraz

Nosso coração está constantemente suscetível a ter algumas doenças, as quais podem ser causadas pela genética, pelo estresse, ou pela má alimentação, pobre em minerais e proteínas.

Muito se fala sobre os alimentos, comer bem, em poucas quantidades, de três em três horas, fazer exercícios, entre outros. Para manter o coração seguro e protegido o máximo possível, vou dar algumas dicas de como manter seu coração mais saudável. Vejamos:

Estressar-se menos

. Esse realmente tem que estar no topo da lista, pois como muito já se tem falado, o estresse é um grande vilão, prejudicial para o corpo e a mente. Lembre-se, pode até não ser tarefa fácil, mas para se precaver, quando o estresse surgir, diga para si mesmo: “Não me permitirei perder a paz de espírito, para meu próprio bem!”

Primeiro a família

. Antes de qualquer coisa, ponha sua família em primeiro lugar, necessidades e tempo. Organize-se e lembre-se que os momentos mais doces e felizes estão no tempo em família.

Trabalhar com equilíbrio

. Trabalhar é essencial para o equilíbrio, para o aprendizado e crescimento pessoal e profissional. Mas, ultrapassar os limites nunca é bom, nem viável, excesso de trabalho pode trazer doenças e o afastamento familiar.

Descansar

. Não trabalhe aos sábados o dia todo, muito menos trabalhe aos domingos. De jeito nenhum! Use este dia para descansar, para visitar os amigos, ir à igreja, fazer um projeto voluntário, estar com os filhos e passar mais tempo ao lado dos que ama e quer bem. O corpo precisa de um tempo para descansar, senão não aguenta. Existem seis dias para você dedicar-se ao trabalho, se comparado, um dia de descanso ainda é pouco. Então, aproveite esses momentos.

Saber delegar

. Não fique achando que só você sabe e consegue executar as tarefas, delegue! Não sobrecarregue o seu organismo e o coração. Divida tarefas e faça um atividade de cada vez. Pare de se cobrar tanto e confie mais nas pessoas que trabalham ao seu lado, converse o quanto for necessário, mas dê a si mesmo um tempo para relaxar a mente e sentir menos pressão das responsabilidades.

Advertisement

Brinque e faça esportes

. Brinque com seus filhos e cônjuge, jogue bola, corra, se possível, faça caminhada três vezes na semana. O sedentarismo é um dos grandes fatores das doenças que causam ataque cardíaco.

Aproveite

. Aproveite as horas das refeições para sentar, mastigar e não engolir a comida como se fosse uma obrigação. Esse tempo é para você aproveitar e nutrir as células e o corpo. Saboreie os alimentos, não dê desculpas e fique sem se alimentar durante horas, ou se entupa de cafeína, só para ficar alerta, isso não fará bem.

Tire férias

. Todo trabalhador tem direito a férias, use-as com sabedoria, não leve trabalho para casa, não fique ligando para tomar informações, ou use o computador para resolver pendências do trabalho. Isso não são férias, é trabalho em casa, só mudou de local!

Dor

. Não se automedique, nem tome remédios diferentes para cada dor que sente. Dor de cabeça, dor de estômago, cansaço, isso tudo pode ser sintoma de fadiga e estresse. O melhor é procurar o médico e ver quais são suas indicações.

Sinais de um ataque cardíaco

.

Dor no braço esquerdo.

Dor intensa no queixo.

Suor abundante.

Náusea.

Dor no peito.

Advertisement

Formigamento na face ou no braço.

Os cardiologistas recomendam:

Caso esteja sentindo um ataque cardíaco, NÃO DEITE-SE, DE JEITO NENHUM, dissolva duas aspirinas com um pouco de água e engula-a. Ligue para Emergência (190, 192 ou 193) informe ”ataque cardíaco” e fale que tomou duas Aspirinas.

Fique sentado numa cadeira e force uma tosse, sim, é forçar a tosse mesmo, pois fará com que o coração pegue força e seja estimulado a não parar; tussa de dois em dois segundos, até chegar ajuda médica.

Essas dicas podem salvar sua vida!

Toma un momento para compartir …

Fernanda Ferraz

Graduada em RH, acredito que nossa vida têm verdadeiro propósito, sou SUD, sei que toda dor e aflição é uma fonte de virtude e força espiritual, que nos molda e purifica.