Descobri isto sobre minha filha enquanto ajudava em suas aulas on-line

Ao ajudar nas aulas online, os pais começaram a passar mais tempo com seus filhos e observaram alguns pontos importantes sobre eles

Emma E. Sánchez

Muitos pais ao redor do mundo fizeram tudo o que estava em suas mãos para que seus filhos pudessem continuar com seus estudos à distância. Para muitos, esse tempo tem significado grandes esforços, sacrifícios, mudanças, novas adaptações, frustração e paradoxalmente, também muitas novas e boas experiências, especialmente aquelas onde os pais puderam conhecer mais e melhor seus filhos, conseguiram identificar quem é e como o seu filho aprende. Mas acima de tudo, suas necessidades particulares e seu nível de avanço ou progresso em relação ao seu grupo.

Apenas para algumas famílias tem sido fácil levar a educação à distância, mas para a grande maioria, essa modalidade significou fazer arranjos no trabalho, algumas vezes até deixar o trabalho, mesmo para que um dos pais ou algum membro da família pudesse acompanhar as crianças, especialmente os de idade pré-escolar ou nos primeiros anos do ensino fundamental.

Quando os pais começaram a passar mais tempo com seus filhos em frente à tela enquanto o professor dava uma aula à distância, eles observaram alguns pontos importantes sobre seus filhos como:

A falta de concentração

Os pais começaram a observar que eles tinham dificuldade prestar atenção nas aulas, que não conseguiam se concentrar nas tarefas. Ou sendo algo simples, que já sabiam ou tinham feito antes, demoravam muito, ou que nem mesmo entendiam os filmes ou desenhos que estavam vendo.

Muitos pais que reconheceram esses problemas de atenção em seus filhos começaram a entender por que as professoras dizem que se devem evitar distrações no lugar onde a criança estuda.

Advertisement

Por exemplo: ruídos da casa, por mais normais que sejam, situações alheias a classe como conversas familiares, a TV, etc.

O que os pais aprenderam depois de verem os filhos?

Evitar distrações.

Separar um tempo específico para as tarefas e até mesmo trabalhar contra o relógio para ajudar seu filho a se concentrar em uma atividade e evitar matar tempo.

Mudar de matérias e atividades de tempos em tempos, exercitando o processo de concentração por períodos mais longos a cada vez.

Organizar tarefas, criar rotinas e formar hábitos de estudo, pois cada uma destas ações fortalece sua formação pessoal, seu caráter e, sobretudo, vai melhorando e aumentando seus tempos de concentração.

Advertisement

Pouco ou nenhum controle com seus materiais escolares.

Como se fosse brincadeira, os pais que se incomodavam com as professoras porque seus filhos perdiam todos seus materiais escolares deram-se conta de que não são as professoras que não cuidam dos materiais, mas são as crianças que se descuidam, e expõem sua falta de ordem e de consciência sobre o valor das coisas.

Agora, estando as crianças em casa, os lápis também desaparecem, os trabalhos estão em desordem e os sapatos ou o moletom desaparecem.

O que fizeram os pais para ensinar a ordem em casa?

Primeiro, entender que isso exige constância, paciência, exemplo de ação e, sobretudo, conhecer de verdade nossos filhos e suas capacidades.

Os pais recordaram que são eles que modelam a ordem no lar, que são eles que dispõem de um lugar para cada coisa, e se esforçam por manter cada coisa em seu lugar. Recordando um pouco Maria Montessori quando ela menciona o que se tornou um grande princípio montessoriano sobre “que a ordem exterior nos conduza à ordem interior” e vice-versa.

Advertisement

A ordem ser deve vivida para poder ser aprendida e interiorizada

Nós, adultos, devemos ser exemplos e não procurar ou exigir perfeição das crianças, devemos ser constantes com o exemplo, amáveis com a palavra e tolerantes perante o erro dos pequenos.

Uma coisa muito interessante que todos recordamos é que a ordem e a higiene de casa não são responsabilidade de uma só pessoa, seja a mãe ou alguma pessoa paga, mas a todos os que vivem nesse lar.

Atrasos no seu nível de leitura e compreensão

Ler uma história antes de ir dormir, tomar a leitura aos filhos, dedicar tempo específico às tarefas e revisar se nosso filho compreende o que lê, são ações que sabemos desde sempre que, como adultos, devíamos fazer com nossos filhos e que, por alguma razão, tínhamos esquecido e deixado de fazer.

Agora que os pais têm trabalhado muito de perto com os seus filhos, eles perceberam a grande necessidade de colaborar para o aprimoramento e consolidação de seu processo de alfabetização e letramento, da sua compreensão de leitura ou simplesmente de promover e fortalecer a sua leitura por prazer.

Problemas com os raciocínios matemáticos

Para muitos, infelizmente, continua a ser válida a ideia de que a matemática é difícil, ou que é apenas para os mais inteligentes. E isso continua a trazer maus resultados, antes nas escolas e agora nas casas, felizmente.

Advertisement

Digo felizmente, porque na grande maioria das vezes é no lar onde o preconceito se nutre ou onde a exercício e/ou aplicação da aprendizagem não se realiza.

Hoje vejo mais pais encorajando seus filhos a fazer contas com o dinheiro, a saber quanto devem pagar, a levantar um problema, procurar a operação necessária para encontrar a resposta. Ou, o melhor de tudo, aplicar cada conceito aprendido à vida diária.

Isto trará muitos e muito bons resultados na vida acadêmica dos menores.

As dificuldades que enfrentam ao serem avaliados

Foi muito interessante ver como os pais reagem à avaliação dos filhos. E acredite em mim, já vi de tudo! Desde o pai que lhe dá as respostas pensando que o professor não o escuta ou não o vê, o que resolve os problemas para o filho e tira notas ruins, até o pai que morre de nervos deixando que seu filho apresente a prova por ele mesmo.

Isso vai desde o pai desonesto, o que não permite que seu filho passe o mínimo estresse ante uma prova e justifica ou evita que seu filho seja avaliado, até àqueles que entendem que uma prova é só um instrumento para medir uma parte do conhecimento realizado, e ajudam seu filho no processo, anima-o no momento e não culpam ninguém pelo erro, mas procuram melhorar na próxima ocasião.

Advertisement

Os benefícios de dedicar tempo sério à educação e formação dos filhos

Com tudo o que aconteceu, hoje mais do que nunca, muitos pais perceberam que eles podem educar os seus filhos em casa, descobriram uma maneira de interagir mais com eles, ensiná-los, e por que não dizer, até de poupar dinheiro.

A transformação da educação chegou e não voltará a ser a mesma. E para dizer a verdade, gosto muito da ideia de que muitos pais retomaram sua sublime honra de serem responsáveis pela educação dos seus filhos.

Traduzido e adaptado por Stael Pedrosa do original Descubrí esto de mi hija mientras tomaba sus clases en línea

Toma un momento para compartir ...

Emma E. Sánchez

Casada y madre de tres hijas. Interesada en el fortalecimiento y formación de la mujer, la familia y el hogar.