Cortando o mal da acne pela raiz

Neste artigo você conhecerá melhor os conceitos da acne e os tratamentos mais eficientes orientados por dermatologistas.


Guilherme Kuceki

Os adolescentes não gostam nem de tocar no assunto ACNE, quando alguém faz algum comentário do tipo: “Nossa! Tem uma espinha gigante na sua testa!” Eles podem ficar chateados e constrangidos.

Mas isso é um mal comum! É estimado por dermatologistas que cerca de 90% dos adolescentes enfrentam a ACNE em algum grau de gravidade, os graus são:

1. Leve

: em que predominam os cravos.

2. Moderado

: em que há mais espinhas.

3. Intenso

: em que existem cistos e nódulos inflamados.

4. Grave

: com lesões intensamente inflamatórias.

O Dr. Drauzio Varella, médico brasileiro, fala sobre as causas e fatores de risco:

Advertisement

“Acne é uma doença multifatorial. Hereditariedade, predisposição genética, alterações na produção dos hormônios sexuais, infecção por bactérias e até o estresse emocional são considerados fatores de risco para a manifestação da moléstia ou agravamento do quadro. Embora não haja estudos comprovando a correlação entre a dieta e o aparecimento das lesões, se o paciente notar que certos alimentos gordurosos (chocolate, frituras, nozes, amendoins, por exemplo) pioram as crises, deve excluí-los da dieta habitual. Pessoas com pele oleosa devem evitar também o uso de produtos de maquilagem, loções e hidratantes gordurosos.”

A escritora Erika Strassburger Borba escreveu um artigo sobre como cuidar da pele oleosa para os jovens. Vale a pena conferir e saber quais cuidados tomar com a pele para estar bem consigo mesmo e é útil também para os pais, para que saibam como orientar os filhos que têm esse desafio.

Os passos descritos no artigo devem ser seguidos como rotina. Neste artigo quero citar soluções comuns da medicina para quem já lida com a acne em diferentes graus de intensidade.

É necessário consultar um dermatologista para que ele possa avaliar qual tipo de medicamento será usado em seu tratamento. Os mais utilizados são à base dessas substâncias:

Todos os três possuem propriedades anti-inflamatórias e já mostraram ótimos resultados no tratamento contra acne. É muito importante ressaltar que não devem ser usados sem o consentimento médico, pois se usados de forma errada podem causar sérios problemas.

Os pais que têm um filho ou filha com problemas mais graves de acne devem procurar um dermatologista e ajudá-los para que eles recuperem ou não percam sua autoestima e consigam se desenvolver bem nas áreas de relações sociais. Afinal, todo jovem precisa se sentir bem e ter confiança.

Toma un momento para compartir …

Guilherme Kuceki

Guilherme Kuceki é consultor SAP e professor, e trabalha como Gerente da Comunidade e Publicista para o site Familia.com.br.