Conheça o Transtorno Misto de Ansiedade e Depressão e seus sintomas no corpo e na mente

Se você apresenta sintomas NÃO INTENSOS de ansiedade e depressão, ao mesmo tempo, há possibilidades de você ter esse transtorno.

Erika Strassburger

Uma pessoa pode apresentar, ao mesmo tempo, sintomas de duas doenças cada vez mais comuns – ansiedade e depressão – sem que seja diagnosticada com tendo os dois transtornos específicos.

Há um transtorno que faz com que as pessoas apresentem sintomas não intensos, porém não menos preocupantes, de ambas: o Transtorno Misto de Ansiedade e Depressão (TMAD).

Esse transtorno caracteriza-se pela manifestação na mesma proporção dos sintomas dessas doenças. Isto é, os sintomas da depressão não são mais evidentes que os da ansiedade, e vice-versa. Além disso, nem um nem outro é intenso o suficiente para justificar um diagnóstico isolado.

Sintomas

O Manual de Diagnóstico e Estatística de Transtornos de Saúde Mental IV definiu certos requisitos para o diagnóstico de Transtorno Misto de Ansiedade e Depressão (CID 10 – F41.2):

  • Humor disfórico crônico ou recorrente por, no mínimo, quatro semanas. (Disforia é a mudança repentina e transitória no estado de humor).

    Advertisement
  • Dificuldade para se concentrar.

  • Problemas de memória.

  • Sono perturbado.

  • Falta de energia ou cansaço.

  • Irritabilidade.

    Advertisement
  • Preocupação exagerada.

  • Medos irracionais.

  • Sensibilidade exagerada.

  • Pessimismo (achar sempre que o pior vai acontecer).

  • Falta de esperança.

    Advertisement
  • Tristeza.

  • Tensão.

  • Baixa autoestima.

  • Dificuldade para tomar decisões.

  • Intolerância maior em relação aos próprios erros e aos erros dos outros.

    Advertisement
  • Dificuldade de manter bons relacionamentos.

  • Queda na qualidade de vida e na produtividade.

Muitas pessoas têm sintomas de depressão e de ansiedade ao mesmo tempo, porém, graves o suficiente para que as duas doenças sejam diagnosticadas separadamente. Neste caso, o transtorno é outro, e não o TMAD. Por isso, é imprescindível buscar um profissional competente para obter um diagnóstico correto, o que é fundamental para a prescrição de um tratamento seguro.

Tratamento

Segundo o site Medos e Fobias, o tratamento para o TMAD “envolve terapias e medicamentos que tratam os sintomas de depressão e ansiedade, tais como psicoterapia e remédios como inibidores da receptação de serotonina (ISRS).”

As atividades físicas são uma excelente aliada no combate à doença, assim como uma alimentação saudável.

Advertisement

Para informações mais detalhadas sobre esse transtorno, assista ao vídeo da psicóloga Priscila Silveira

Toma un momento para compartir ...

Erika Strassburger

Erika Strassburger mora no Rio Grande do Sul, tem bacharelado em Administração de Empresas, escreve e traduz artigos para o site Família, é cristã SUD, pintora amadora de telas a óleo e mãe de três lindos guris, o mais velho com Síndrome de Down.