Como viver uma religião com honestidade de coração

Jesus nos pergunta: “Tu me amas?”. Quando estamos na igreja dizemos: "Sim, Senhor. Amamos”.


Beth Proenca Bonilha

Outro dia lendo as escrituras pensei em Pedro, o apóstolo. E ao rever sua história desde que conheceu o Salvador Jesus Cristo percebi que sua verdadeira conversão não aconteceu na praia quando Jesus o chamou pela primeira vez, então pensei “Por que aceitara o convite se não sabia exatamente para o que estava sendo chamado?”.

Viver pela fé

O Educador Jeffrey R. Holland disse uma frase que me ajudou a começar a entender o que aconteceu com Pedro. Holland disse: “(…) o que conhecemos sempre supera o que não conhecemos (…) e neste mundo, todos temos que andar pela fé”.

Acredito que foi isso o que aconteceu a Pedro, ele andava com o Salvador pela fé. Será que somos como Pedro? Vivemos nossa religião pela fé, mas com honestidade de coração?

Se você está lendo este artigo possivelmente três coisas estejam acontecendo com você:

  • É seguidor de uma denominação religiosa e ficou curioso com o tema.

  • É seguidor de uma denominação religiosa e quer saber como viver sua crença com honestidade de coração.

  • Sente a necessidade de seguir uma denominação religiosa, mas quer encontrar uma boa razão para fazê-lo.

    Advertisement

Espero que até concluir este artigo tenhamos atendido as três necessidades.

Pedro teve muitas experiências junto ao Salvador, mas vamos destacar somente duas delas.

  • Quando estavam na última ceia e Jesus diz que Pedro o negaria três vezes antes do galo cantar.

  • Quando, após a ressurreição, Jesus chama Pedro mais uma vez na praia e pergunta-lhe: “Pedro, tu me amas?”.

Nunca Te negarei

O livro de Mateus, na Bíblia, relata que na última ceia de Jesus com Seus discípulos, Pedro disse que jamais trairia Seu Mestre, mas Ele afirma que Pedro O negaria por três vezes antes que o galo cantasse.

Imagino que Pedro tenha pensado que isso jamais aconteceria, pois ele realmente amava seu Mestre. Mas aconteceu exatamente como Jesus falou. Pedro negou conhecê-lo, por três vezes, quando perguntado se andava ou conhecia a Jesus que estava sendo levado para ser crucificado.

Como Pedro, estamos seguindo nossa religião e acreditamos que temos nossos corações totalmente fiéis a nossa crença. No Dia do Senhor vamos à igreja e servimos em nossas designações fielmente, renovamos nossos convênios certos de que nunca negaremos nossa fé.

Mas, quando estamos no dia a dia, nos pegamos facilmente enfurecidos com alguém no trânsito ou mentindo sobre a razão de nosso atraso no trabalho, brigamos em casa ou com o vizinho, sonegamos os impostos do país e outras ações que não combinam com nossa crença. É nesse momento que por andarmos pela fé como Pedro, o “galo” canta em nosso coração.

Tu Me amas?

No livro de João 20, lemos que Jesus voltou a estar com Seus discípulos após a ressurreição, deu-lhes o Dom do Espírito Santo, ensinou-lhes e fez muitos outros milagres.

Mas mesmo após terem visto o Mestre, tocado em suas feridas e recebido o Espírito Santo, quando se viram sozinhos parecia não saberem o que fazer. Pedro então resolve ir pescar e outros seguem seu exemplo na intenção de voltar à mesma antiga profissão quando Jesus os encontrou pela primeira vez.

Advertisement

E mais uma vez Jesus os chama. Em João 21 vemos que Ele pergunta se Pedro o ama, no que o discípulo responde que sim. Mas Jesus o indaga mais duas vezes e na terceira vez Pedro entristeceu-se com o questionamento, afirmando que o Mestre sabia que ele O amava.

Jesus diz a Pedro: “Então, apascenta as minhas ovelhas”.

Ter honestidade de coração

Assim somos nós quando não vivemos nossa religião com honestidade de coração. Guardamos nossa crença junto com as roupas de ir à igreja até o próximo encontro com nossa congregação; deixando de ler as escrituras, deixando de orar durante nossos afazeres, deixando de servir, deixando de ser justos e honestos em todas as coisas, negando-nos a perdoar quem nos ofendeu e assim por diante.

Pedro entendeu naquele momento o que significava a pergunta de Jesus e se tornou o líder daqueles que seguiam os ensinamentos de Jesus. Converteu verdadeiramente seu coração.

A todo o momento Jesus nos pergunta: “Tu me amas?”. Quando estamos na igreja dizemos: “Sim, Senhor. Amamos”. Mas precisamos entender, assim como Pedro, que essa pergunta está além das paredes da igreja, está em ter honestidade em nossos corações e assim vivermos nossa religião plenamente.

Esperamos ter atendido sua necessidade ao escolher ler este artigo. Se sentir o desejo, compartilhe seus sentimentos e impressões sobre ele.

Toma un momento para compartir …

Beth Proenca Bonilha

Graduada em Administração de Empresas com MBA em Empreendedorismo. Casada mãe de 6 filhos, avó de 2 netos. Atua profissionalmente como Analista Instrutora da Educação Empreendedora no SEBRAE - SP. Como hobby gosta de artesanato, música e leitu