Como lidar com uma criança que falta à escola

Os comportamentos inapropriados da criança geralmente são um pedido de socorro. Fique atento e siga seu coração, nós pais temos o dom de sentir quando algo está errado, não ignore esse sentimento.


Taís Bonilha da Silva

Nós, pais, somos os grandes exemplos para nossos filhos, eles estão a nos observar e nos veem como modelo. Nossa influência sobre eles é imensurável, e esta influência pode ser tanto positiva quanto negativa.

A vida hoje em dia, para a grande maioria das pessoas, é extremamente corrida, mas não podemos permitir que a correria, do dia a dia, prejudique nosso papel enquanto pais. Precisamos e devemos estar atentos aos nossos filhos.

Estar atentos a possíveis mudanças de comportamento e humor, tais mudanças repentinas pode sinalizar problemas.

Por exemplo, uma criança que sempre foi à escola e de repente começa a faltar, não quer mais ir à escola.

Ao invés de castigar e brigar, precisamos olhar para essa criança e seu mundo e tentar compreender o que está acontecendo.

A maioria das crianças gosta de ir à escola, salvo se há algum problema, e nesse caso precisa haver uma investigação do que pode estar acontecendo, em muitas situações a criança esconde por medo ou por vergonha.

Converse com a criança

o primeiro passo é conversar com a criança, perguntar a ela porque ela não quer ir mais à escola, se há algum problema na escola, com a professora ou os colegas. Se algo de errado estiver acontecendo é bem provável que a criança tenha medo de contar. Caso ela lhe conte seja compreensível e tente junto com a criança encontrar uma solução para o problema. Nesse momento da conversa é muito importante conquistar a confiança da criança, ela precisa ver o adulto como alguém que está do seu lado para lhe ajudar e não para lhe punir. Escolha um bom momento para ter essa conversa, você pode, por exemplo, levar a criança para passear em algum lugar de que ela goste.

Advertisement

Observe os comportamentos e emoções

no caso da criança não contar o que está acontecendo, será muito importante observar os comportamentos da criança em casa e em outros ambientes. Os comportamentos emocionais são grandes indicativos, observe se a criança está mais irritada, agressiva, triste, isolada ou qualquer outro comportamento emocional que não seja habitual. Através dessa observação você poderá perceber se o que está influenciando no fato da criança não querer ir à escola é algo com ela ou se está acontecendo algo na escola.

Vá até escola

converse com professores e funcionários, explique o que está acontecendo e o que tem observado. Caso eles não tenham percebido nenhuma mudança, você poderá pedir para que fiquem atentos. Hoje em dia há muitos casos de bullying que são bastante preocupantes, mas nem toda criança que não quer ir à escola é porque sofre bullying, algumas crianças podem ter problemas com a aprendizagem, com o professor ou funcionários.

Procure ajuda profissional

procurar por um bom psicólogo pode ajudar muito nessa situação, para isso busque profissionais em quem possa confiar e que possuam boas referências.

Muitas coisas podem estar acontecendo, e os comportamentos inapropriados da criança geralmente são um pedido de socorro. Fique atento e siga seu coração, nós, pais, temos o dom de sentir quando há algo errado, não ignore esse sentimento.

Os anos escolares devem ser agradáveis para que a criança possa desenvolver seu pleno potencial.

Toma un momento para compartir …

Taís Bonilha da Silva

Taís Bonilha da Silva, estudante de Psicologia, atua na área da Saúde Mental. Participa do Programa de Monitoria na Universidade na disciplina de Análise do Comportamento. Esposa e mãe de 2 filhos.