Como lidar com pessoas agressivas

Algumas técnicas para não se deixar contaminar pelo ambiente perturbador formado por pessoas agressivas.


Suely Buriasco

Agressão é um assunto complexo, até porque o que para uns é uma forma aceitável de expressar raiva ou indignação, para outros é um ato violento. É compreensível, assim, que uma pessoa agrida a outra sem que essa seja a sua intenção.

Segundo afirma essa matéria: “a agressividade existe em todos os seres humanos, é natural e necessária… É a agressividade que nos mobiliza para a ação, que está relacionada com a nossa capacidade de nos defendermos, de lutarmos pelos nossos objetivos, de tolerarmos a rivalidade e competitividade”.

Mas quando a agressividade se torna destrutiva para si mesmo e para os outros deixa de ser saudável e passa a gerar ameaças ao bem comum. Esse tipo de agressividade se manifesta por comportamentos verbais e não verbais, dificultando o processo de comunicação e suscitando conflitos que podem tomar grandes dimensões.

Leia: Como manter relacionamentos saudáveis

O processo agressivo

Entender como se processa a agressão é um passo determinante para conceituar o agressor e seu comportamento hostil. Vejamos algumas possibilidades:

  • A agressão pode surgir por instinto, como para se defender, por exemplo. Nesse caso, acontece quando a pessoa se sente acuada, ameaçada ou insegura.

  • O comportamento agressivo pode ter origem no sentimento de frustração; pessoas que se sentem decepcionadas e insatisfeitas podem reagir de forma intempestiva e violenta.

    Advertisement
  • Pessoas que vivem um contexto de agressividade com experiências doentias aprendem desde cedo a se comportar dessa maneira.

Técnicas

Conhecer algumas técnicas pode ser um diferencial importante para lidar com as agressões dos outros e não se deixar contaminar com esse comportamento destrutivo. Observemos algumas:

  • Tente não levar a hostilidade para o lado pessoal; você pode apenas ser a pessoa que está na linha de fogo, nem sempre o comportamento do outro tem a ver com você.

  • Esteja ciente de suas próprias reações à agressão e tente manter a calma. Quando você responde de forma agressiva reforça o comportamento do outro.

  • Tente reconhecer e neutralizar a agressão tão cedo quanto possível, mostrando empatia. Em geral, é muito mais fácil evitar sentir-se agredido do que se acalmar depois de ofendido.

Comportamento

Alguns comportamentos em relação ao agressor também ajudam a neutralizar a sua ação:

  • Esteja ciente de que sua postura corporal não pareça ameaçadora; busque manter-se o mais relaxado possível.

  • Mantenha um bom contato visual, sem que pareça um confronto.

  • Ouça o que a outra pessoa tem a dizer, reconheça e enfatize aspectos positivos do que é dito.

  • Demonstre respeito e seja educado, mesmo não concordando com o que ouve.

    Advertisement
  • Evite expressões que configurem superioridade, tipo: “Você deve se acalmar” ou “Você não pode falar assim”.

  • Seja assertivo, fale com calma e sem rodeios. De forma clara e precisa imponha seus limites.

Leia: Aprendendo a se comunicar melhor: 10 dicas para ser mais assertivo

Não é nada fácil lidar com pessoas cujo comportamento violento se demonstra desde as pequenas manifestações. No entanto, reconhecer que o agressivo é alguém que vive grandes tormentos íntimos nos desestimula o revide e, consequentemente, o envolvimento em comportamentos perturbadores.

Se você resistir e não se deixar contaminar, a onda agressiva retornará a sua origem e talvez a sua atitude possa inspirar a transformação que também libertará o agressor das garras de sua própria violência. Então você terá ganho um amigo!

Leia também: 7 atitudes para julgar menos e compreender mais

Toma un momento para compartir …

Suely Buriasco

Mediadora de Conflitos, educadora com MBA em Gestão Estratégica de Pessoas, apresentadora do programa Deixa Disso com dicas de relacionamentos. Dois livros publicados: “Uma fênix em Praga” e “Mediando Conflitos no Relacionamento a Dois”.