Como ensinar seus filhos sobre raça e etnia

Em nosso dia a dia é comum mencionarmos as palavras raça e etnia, mas as crianças pequenas não entendem o que significam e o porquê das diferenças. Diferenças nos povos, religiões, gastronomia e cor.


Helia Maria Morozini de Campos

Para que nossos filhos não se tornem preconceituosos desde pequeninos, devemos ensiná-los sobre a diversidade, falando com eles sobre raça e etnia.

Atualmente a palavra raça é usada como um conceito para classificar diferentes populações de uma mesma espécie biológica. Mas, para a raça humana, é apenas um conceito social, não conceito científico. É usada a palavra raça para designar variedades de raças de animais como: cães, gatos, gado, etc.

Etnia

Compreende fatores culturais de um povo, como a religião, a língua (idioma), gastronomia, vestuário, dança e outras tradições.(Wikipédia)

Explique aos seus filhos que na raça humana, independentemente da cor, nacionalidade ou cultura, somos todos filhos de um mesmo Pai Celestial e, portanto, somos irmãos e temos que tratar-nos com igualdade e amor.

Para ensinar filhos pequenos com palavras, talvez eles não entendam, então deixaremos algumas dicas.

Faça uma dinâmica com sua família, isso ajudará os pequenos a entenderem melhor.

1- Providencie antecipadamente espelhos e fotos ou figuras de pessoas: negras, brancas, asiáticas e índios e um mapa-múndi.

Advertisement

Escolha um dia em que todos da família estejam em casa, reúna-os na sala e coloque-os sentados em círculo, em cadeiras ou no chão. Entregue a cada um o espelho e peça para que se olhem nele. Depois diga para que olhem uns para os outros e peça para falarem em que são parecidos e em que são diferentes. Fale que as semelhanças existem porque fazem parte da mesma família, que os filhos geralmente herdam a mesma cor de pele, cor dos olhos e cabelos dos seus pais. Mas, nem todas as pessoas do mundo são iguais.

Mostre em seguida as fotos e explique que existem vários países ou nações, umas têm povos de pele negra que são do continente africano ou descendentes desses povos, outros são asiáticos, a pele é mais amarelada e os olhinhos puxados como os japoneses, coreanos, etc. Outros têm olhos azuis ou verdes, são europeus (italianos, alemães, poloneses, etc.). Fale dos nativos ou índios que têm a pele avermelhada. Conte como vivem esses povos e mostre no mapa-múndi onde ficam esses países.

2- Monte com seus filhos um mosaico das bandeiras dos países do mundo. Escolha o desenho de algumas bandeiras, recorte pedaços de papel colorido para irem colando e formando as cores das bandeiras. Enquanto colam os papéis no desenho, vá explicando sobre o povo desse determinado país, sua religião, seu idioma, gastronomia, etc.

3-Faça uma “Noite das Nações”. Preparem pratos da culinária africana, alemã, japonesa, italiana, etc. Enquanto vão preparando os pratos, ensine sobre o povo desse país, sua cor, sua religião, etc. Se não quiser fazer todos os pratos num dia só, faça cada dia da reunião um prato diferente.

4-Compre um CD ou DVD com músicas tradicionais de vários países e coloque para ouvirem nas reuniões de família e explique para as crianças de que país são.

5-Faça teatro com seus filhos. Caracterize-os com trajes típicos de outros países. A mãe pode caracterizar-se de Núbia (quer dizer mulher africana) e aproveite e fale como vive esse povo.

6-Quando for comprar brinquedos, compre, por exemplo: bonecas negras, japonesinhas etc. Para os meninos que gostam de brincar com bonecos de coleção ou heróis, também procure escolher de várias cores de pele e etnias.

Ensinar nossos filhos que pertencemos a um determinado grupo social, que tem a sua própria cultura e que existem vários grupos sociais e várias culturas é ensiná-los a reconhecer nas diferenças dos outros que somos todos irmãos.

Toma un momento para compartir …

Helia Maria Morozini de Campos

Helia Maria Morozini de Campos mora em Três Lagoas-Pr-Brasil, é casada e mãe de um rapaz de 25 anos. Gosta de ler, escrever e ensinar.