Como ensinar seus filhos sobre orçamentos

Outros valores elevados estão sendo ensinados paralelamente quando um pai e uma mãe se dispõem a ensinar seus filhos a viverem dentro de um orçamento.


Erika Strassburger

As crianças não têm muita noção sobre o valor do trabalho, sobre o quanto podem comprar com determinada quantia ou o que realmente precisam fazer com o dinheiro que têm em suas mãos. Com muita disposição e paciência você poderá ensinar seus filhos a administrar o dinheiro que ganham. É um tipo de lição que o influenciará durante toda a vida.

Seguem algumas sugestões que poderão ajudá-los:

1. Ensine-lhes sobre o valor do trabalho

As crianças não entendem muito bem como funciona a relação trabalho/dinheiro. Para que seus filhos aprendam isso na prática, você precisará dar-lhes algumas tarefas remuneradas. Pague-lhes semanalmente.

Depois das tarefas cumpridas e do pagamento feito, mostre o quanto você e seu cônjuge precisam trabalhar para ganharem o seu dinheiro. Façam-nos compreender que o trabalho é o meio correto de obter dinheiro e que quem trabalha faz jus à remuneração. Diga-lhe o quanto é grato por poder trabalhar e conquistar, com o próprio suor, as coisas que já conquistou (mencione-as). Fale sobre seus planos futuros e o quanto terá de trabalhar para conquistá-los.

Agindo dessa forma você vai transmitir-lhes vários ensinamentos:

  • Que o dinheiro não é algo que se ganha da noite para o dia.

  • Que eles precisam esperar para receber pelo trabalho feito, assim como você espera por seu salário todos os meses.

    Advertisement
  • Que o sacrifício que envolve o trabalho é algo positivo e enobrecedor.

  • Que as coisas que a família tem é fruto desse sacrifício.

  • Que todas as aquisições futuras devem ser planejadas contando com os frutos do trabalho e não com presentes ou herança.

2. Ensine-lhes sobre o valor do dinheiro

Muitas crianças pensam que os caixas eletrônicos são fontes inesgotáveis de dinheiro para qualquer um que tenha um cartão. Elas têm a mesma visão sobre os cheques. Pensam que podemos preencher com o valor que quisermos.

A partir do momento em que seus filhos começam a ganhar o próprio dinheiro, torna-se mais fácil explicar-lhes que a mesma quantia que elas ganharam trabalhando poderia ser depositada em uma conta no banco. Se assim o fizessem, elas receberiam um cartão para sacar aquela exata quantia.

Ajude-os a entender o valor das mercadorias. Diga quais coisas eles poderiam comprar com a quantia que têm. Depois de terem ganhado o próprio dinheiro trabalhando, eles darão mais valor ao trabalho e ao dinheiro. Tenderão a não querer desperdiçar ou gastá-lo com qualquer coisa.

3. Ajude-os a fazer um orçamento

Façam uma planilha simplificada, que atenda às suas necessidades. Ela deve conter:

  • O quanto ganham.

  • O que precisam comprar.

  • O quanto vão economizar a curto prazo para comprar algo que querem.

    Advertisement
  • O quanto vão economizar a longo prazo (poupança).

Para simplificar a lição sobre orçamento, providencie potes onde eles possam colocar as quantias separadamente. Compre cofrinhos para colocarem a quantia que vão economizar a longo prazo.

Algumas famílias doam para obras de caridade ou fazem outras doações. Pense também nisso ao planejar o orçamento dos seus filhos.

4. Leve-os ao banco e abra uma conta poupança para cada um deles

Logo que eles tiverem economizado a quantia mínima para abrir uma conta, faça isso. Vai ser emocionante para eles poderem acompanhar esse processo. Vocês podem, de tempos em tempos, tirar um extrato para acompanhar o acréscimo dos juros. Lembre-se de elogiá-los por terem reservado uma parte do dinheiro que ganharam em vez de gastar tudo.

5. Peça-lhes ajuda nas compras de mercado

Solicite-lhes que o ajude na escolha de um produto. Dê dois ou três similares e peça-lhes que identifiquem qual deles deve ser comprado, levando em consideração o preço e o peso/medida. Eles aprenderão valiosas lições sobre economia que o ajudarão a lidar melhor com o próprio dinheiro.

Não compre tudo o que eles pedirem. Ensine-lhes sobre a diferença entre necessidade e desejo. Eles precisam entender o que a família precisa realmente. Mesmo que suas condições financeiras lhe permitam comprar supérfluos, para o bem dos seus filhos, não satisfaça todos os seus desejos.

Quando eles tiverem aprendido o princípio de economia, é hora de deixar que gastem seu dinheiro (a parte reservada para as compras) como eles desejam. No site Educação Financeira e Finanças pessoais lemos “Se eles tomarem uma má decisão não corra para socorrê-los. Deixe que eles aprendam a lição que precisam. (…) É melhor que desperdicem seu dinheiro em uma bobagem e aprendam a lição agora em vez de repetir a mesma lição aos 40 anos. ”

6. Dê exemplo de economia e autocontrole financeiro

Mostre-lhes o orçamento da família e diga como você o administra. Ressalte que se não fosse pelo seu trabalho, vocês não teriam como honrar com suas despesas. Fale o quanto é importante a colaboração de cada um para que você consiga pagar todas as contas. Fale sobre as contas que podem diminuir com a ajuda deles, como água e luz.

7. Ensine-lhes sobre honestidade

Simule uma situação de compra de algo que você gostaria de ter. Mostre o impacto que tal aquisição teria no orçamento e o que você precisaria deixar de pagar, caso comprasse aquilo sem programação alguma. Fale das consequências de deixar de honrar com seus compromissos financeiros.

Diga que quando você deixa de pagar uma conta, alguém vai deixar de receber. Pergunte-lhes: “O que aconteceria com nossa família se eu não recebesse meu salário?” Depois das respostas, diga-lhes para usarem de empatia: “Como os membros de outra família se sentiriam se eu não lhes desse o dinheiro que devo? Que tipo de privações teriam pela falta do dinheiro?” Ensinar empatia aos filhos é educá-los para que se tornem cidadãos honrados.

Mostre pelo exemplo que é possível se organizar e viver dentro de um orçamento. A melhor lição é a ensinada por atitudes.

Leia também Como Ensinar seu Filho Pequeno a Economizar 

Toma un momento para compartir …

Erika Strassburger

Erika Strassburger mora no Rio Grande do Sul, tem bacharelado em Administração de Empresas, escreve e traduz artigos para o site Família, é cristã SUD, pintora amadora de telas a óleo e mãe de três lindos guris, o mais velho com Síndrome de Down.