Como curar uma confiança que foi traída?

A confiança que temos em nosso cônjuge é essencial para ter um relacionamento saudável. Quando esta é traída a dor e a decepção fazem com que seja complicado restaurá-la.


Ruth Huppe

Casamento não é fácil. Pode ser um sonho tornado verdadeiro de momentos belos ou pode tornar-se um pesadelo diário. Como seres humanos não somos perfeitos, mas não é desculpa para prejudicar nosso cônjuge e nossa família.

A confiança que temos em nosso cônjuge é essencial para ter um relacionamento saudável. Quando esta é traída a dor e a decepção fazem com que seja complicado restaurá-la. Acho que todos passamos por fases diferentes no casamento, de uma maneira ou de outra, em algum momento, sentimos que não podemos confiar na pessoa que amamos.

Vi de perto muitos casos de famílias onde o pai ou a mãe são infiéis ao seu cônjuge. Também onde houve mentiras de todo o tipo e existe ressentimento que se recusou a curar. A dor e o trauma pelos quais os filhos podem passar não têm limite.

Alguns conselhos que podem ajudar a recuperar a confiança são:

Confronto e honestidade

Tudo deve ser dito. Se seu cônjuge traiu, mentiu para você, disse que ia fazer algo que não fez, sofre de um vício, ou diz que já não o ama mais, este é o momento de lavar a roupa suja e dizer as coisas cara a cara. Esconder as coisas é negar uma ferida e impedir que seja curada. Quando seu cônjuge não quer aceitar a culpa, mesmo sabendo que cometeu um erro, é melhor ter paciência e analisar a situação. Algumas vezes nos enganamos e é fácil tirar conclusões precipitadas sem antes conhecer realmente os fatos.

Humildade

Deixe o orgulho de lado. Depois de um erro e de sofrer uma decepção nosso orgulho também é ferido. Isso não significa que você precise se humilhar totalmente até implorar de joelhos que seu cônjuge pare de mentir. Eu quero dizer que temos que dar a chance para aceitar a desculpa. Se você cometeu o erro, mostrar humildade a seu cônjuge fará com que a ferida causada cure mais rapidamente.

Comunicação

Sempre é necessário ter uma boa comunicação para poder restaurar a confiança. Expressar os sentimentos e a dor, é hora de falar, não guarde nada para si e não tenha medo de dizer o quanto machucou o que seu cônjuge fez. Não é hora de se fazer de valente e guardar sozinho. Fale para ser escutado.

Advertisement

Perdoar e esquecer

Se amamos nosso cônjuge, devemos perdoá-lo de todo o coração. É contraproducente dizer: “eu o perdoo” e, em seguida, relembrar seus erros toda vez que tiverem uma briga. Se você não estiver pronto para perdoar porque machucou muito, tente simplesmente não dizê-lo, até que você sinta de verdade.

Amor

O amor e a confiança são muito bons amigos. Se só tivermos um deles, o outro pode desgastar-se facilmente. Depois que você e seu cônjuge passaram por um momento doloroso e onde seja necessário recomeçar a relação, comecem a sair novamente para reconstruir o relacionamento, tentando demonstrar o quanto se amam.

Paciência

É melhor esperar um tempo para restaurar seu relacionamento. Não é bom tomar decisões quando se está chateado. Às vezes dizemos coisas que machucam porque estamos com raiva ou magoados. Se você achar que simplesmente vai conseguir voltar a confiar de um dia para o outro, vai se decepcionar. E igualmente: se você cometeu o erro e espera que com um pedido de desculpas tudo se arrume magicamente, você sofrerá a maior decepção do mundo. Trabalhe em seu relacionamento, um dia de cada vez.

Respeito

Não insultar e não ferir o cônjuge. É melhor evitar nomes (ofensas) ou provocações. Não leve tudo a sério e não machuque seu cônjuge. A relação que você tem com ele/ela é a mais sagrada que existe. Há pessoas que gostam de destruí-la. Mulheres ou homens que se denigrem tentando destruir famílias. Não deixe que isso aconteça com você. Um casamento é só seu e de seu cônjuge. Sua família e principalmente seus amigos não precisam saber de todos os erros cometidos. Se você precisar conversar com alguém, escolha somente um membro da sua família que vai entender e aconselhar. Não espalhe para todos, quem faz isso não respeita nem protege seu casamento.

Se você atualmente desconfia de seu cônjuge, quero dizer-lhe que sim, você pode voltar a confiar. Enquanto existir amor por parte dos dois, todo pode ser realizado. Existem relacionamentos onde o cônjuge é muito machucado ou pode chegar a haver abuso físico ou psicológico. Não tente ser um herói: peça ajuda e inclusive, se for necessário, afaste-se de seu cônjuge até que possa receber a ajuda necessária.

Cuide de seu casamento e de seu cônjuge. Não viva com dor e sempre diga o que você sente. Perdoar e voltar a confiar pode fazer com que você continue desfrutando de um casamento belo e saudável. Ame-se e desfrute de ser amado.

_Traduzido e adaptado por Sarah Pierina do orignal Cómo sanar una confianza que ha sido fracturada, de Ruth Huppe

Toma un momento para compartir …

Ruth Huppe

Ruth Huppe estudou Nutrição em Guadalajara, México. Ruth também é esposa e futura mãe.