Como apoiar seu cônjuge enquanto desempregado

Apoiar significa sempre estar a seu lado independente do que aconteça.


Jacira Silva dos Santos Araujo

Um dos grandes ensinamentos encontrados no livro de Gênesis 3:19 é “No suor do teu rosto comerás o teu pão, até que te tornes à terra(…)”, outro ditado popular muito difundido é que o trabalho enobrece o homem. Mas o que fazer quando o desemprego bate a nossa porta, principalmente, quando você é o provedor do lar?

As preocupações começam a martelar no pensamento, principalmente, em relação ao bem-estar familiar. É um momento difícil, mas se torna mais leve quando temos um cônjuge para nos apoiar.

“Prometo ser fiel, amar-te e respeitar-te, na alegria e na tristeza, na saúde e na doença…” (votos matrimoniais)

Quando nos casamos, assumimos o compromisso de apoiar e ajudar um ao outro. É nobre apoiar quando estamos em momentos de alegria, mas há sabedoria naquele que sabe consolar, apoiar e superar quando estamos passando por momentos de tristeza.

Como apoiar o cônjuge quanto ao desemprego?

Tenha sempre palavras de consolo

quando o cônjuge encontra-se nessa situação, ele se sente desmotivado, mas se tivermos palavras de consolo e incentivo, com certeza o companheiro reunirá forças para buscar uma nova oportunidade de emprego.

Ajude-o a desenvolver seus talentos

temos muitos dons e talentos, neste momento de desemprego, dê ideias ao seu cônjuge do que ambos poderiam fazer para ganhar uma renda extra. A soma do talento dos dois poderá trazer grandes bênçãos e, principalmente, poderá trazer um espírito empreendedor que talvez ambos nem conhecessem.

Advertisement

Dê sugestões

enquanto estiver passando por este momento, incentive-o a fazer um curso de reciclagem ou adquirir conhecimento com outros cursos. Além de ajudar a aumentar as chances de trabalho, enriquece o currículo. Em alguns órgãos públicos são oferecidos cursos gratuitos que dão uma ajuda de custo para desempregados enquanto fazem o curso. Nesse caso, procure informações na prefeitura de sua cidade, dependendo do lugar, você consegue essas informações no site da prefeitura.

Evite falar dos problemas em tom de cobrança

esse tipo de atitude pode desmotivar, porque as dificuldades vão surgir. Se utilizarmos as cobranças de forma rude para tentar arrancar alguma reação do cônjuge, além de afastá-lo, pode trazer mágoa e colocar em dúvida o amor que envolve a relação.

Administração financeira

ajude o companheiro na administração das finanças, faça um bom planejamento das maiores necessidades da família e onde poderá economizar mais para que sua família consiga viver com o básico, porém, com conforto necessário. Ao estar ao lado opinando e dando uma direção a ser seguida pelo seu cônjuge, ele será eternamente grato por ter uma companheira tão especial em sua vida.

Tudo nesta vida é passageiro

O desemprego pode bater em nossa porta, mas como tudo na vida, será um momento passageiro. O importante é não deixar com que essa situação nos faça sentir incapazes de nos reerguer novamente, não conseguindo ver uma luz no fim do túnel.

O que compõe a jornada da vida são nossas atitudes e experiências. Com certeza, quando a tempestade do desemprego passar, olharemos para trás e perceberemos o quanto aprendemos com a situação, e daremos mais valor às novas oportunidades que vierem.

“A vida só pode ser compreendida, olhando-se para trás; mas só pode ser vivida, olhando-se para frente.” (Soren Kierkegaard)

Toma un momento para compartir …

Jacira Silva dos Santos Araujo

Jacira Silva dos Santos Araujo é casada, formada em letras pela Faculdades de Guarulhos. Seus passatempos favoritos são: ir ao teatro, ler bons livros, assistir bons filmes e principalmente estar ao lado de seu marido e parentes.