As 10 palavras em português que ninguém consegue falar. Você consegue?

Que a Língua Portuguesa não é nada fácil, isso todo mundo sabe! Termos uma das línguas mais ricas do planeta tem o seu preço, mas há algumas palavras que são verdadeiros trava-línguas.


Antonio Carlos Soares Lima

Que a Língua Portuguesa não é nada fácil, isso todo mundo sabe! Termos uma das línguas mais ricas do planeta tem o seu preço, mas há algumas palavras que são verdadeiros trava-línguas.

Abaixo duas listas dessas palavras. A primeira apresenta palavras quase impossíveis de se pronunciar, por serem muito extensas. Na segunda lista as palavras são comuns, mas nem por isso de fácil pronúncia.

O desafio é você falar todas estas palavras de uma vez, sem errar!

Lista 1

1. Pneumoultramicroscopicossilicovulcanoconiótico (46 letras)

Relativo a uma doença pulmonar aguda causada pela aspiração de cinzas vulcânicas, chamada pneumoultramicroscopicossilicovulcanoconiose ou pneumoconiose.

2. Pneumoultramicroscopicossilicovulcanoconiose (44 letras)

É o nome da doença cuja palavra para o portador ocupa o primeiro.

3. Paraclorobenzilpirrolidinonetilbenzimidazol (43 letras)

Substância presente em medicamentos como o Ultraproct.

4. Piperidinoetoxicarbometoxibenzofenona (37 letras)

Substância presente em medicamentos como o Baralgin.

Advertisement

5. Tetrabrometacresolsulfonoftaleína (35 letras)

Termo específico da área de química.

6. Dimetilaminofenildimetilpirazolona (34 letras)

Substância ativa em vários comprimidos para dor de cabeça.

7. Hipopotomonstrosesquipedaliofobia (33 letras)

Doença psicológica que se caracteriza pela fobia de pronunciar palavras grandes ou complicadas (redundância).

8. Monosialotetraesosilgangliosideo (32 letras)

Substância presente em medicamentos como o sinaxial e o sygen.

9. Anticonstitucionalissimamente (29 letras)

Maior advérbio da língua portuguesa, significa o mais alto grau de inconstitucionalidade.

10. Oftalmotorrinolaringologista (28 letras)

Profissional especializado nas doenças dos olhos, ouvidos, nariz e garganta.

Lista 2

1. Subsídio

Esta palavra é incorretamente pronunciada como se o “s” tivesse som de “z”. Assim, normalmente sai “subzídio”. Mas a pronúncia correta se assemelha a “subcídio”.

2. Inexorável

Esta é outra palavra pronunciada de forma incorreta: “ineczorável”. A pronúncia correta é “inezorável”.

3. Perturbar

Embora muitas pessoas pronunciem incorretamente “pertubar”, suprimindo o “r” da segunda sílaba, o correto é pronunciar os três “r” existentes na palavra.

4. Entretido

Quem nunca disse essa palavra da forma errada “entertido” que atire a primeira letra! Embora seja mais fácil a pronúncia incorreta, o certo é colocar o “r” da terceira sílaba entre o “t” e o “e” e não após eles.

Advertisement

5. Aerossol

Este é um típico caso da busca pela facilidade no falar que termina por modificar a escrita. Muitas pessoas escrevem e pronunciam “aerosol”, como “s” com som de “z”. Mas o correto é com dois “s” e com o som de “c”.

6. Beneficente

Esta é uma palavra comum e fácil, mas pronunciada incorretamente, com um “i” a mais: “beneficiente”. Lembre-se: o correto é sem esse “i” aí!

7. Reivindicar

Palavras que possuem a penúltima sílaba terminada em “n” parecem induzir as pessoas a inserirem outro “n” ou um “m” também na última sílaba. É o caso desta palavra, que é erroneamente pronunciada “reinvindicar”. Outro exemplo é “identidade”, pronunciada da maneira incorreta “indentidade”.

8. Sobrancelha

Olha aí mais uma palavra possui a penúltima sílaba terminada em “n”. Desta vez a letra adicionada é um “m” na última sílaba, pronunciando “sombrancelha”.

9. Companhia

Você trabalha em uma companhia e vai passear em companhia de alguém. “Compania” não existe. Lembre-se disso!

10. Recorde

Esta palavra e algumas outras, como “rubrica”, são erroneamente pronunciadas como se tivessem um acento na primeira sílaba “récorde” e “rúbrica”. Esqueça isso!

E então, conseguiu pronunciar corretamente as palavras?

Toma un momento para compartir …

Antonio Carlos Soares Lima

Antonio Carlos Lima tem 44 anos. Designer gráfico, possui uma agência digital. Estuda Direito e ama estar com a família. Gosta de política e é atleticano mineiro "de nascença". No seu tempo livre, gosta de ouvir música, ler, escrever e estar com os amigos.