Andropausa: Sintomas, tratamentos e cuidados

Se uma mulher que já passou dos 40 anos apresenta cansaço, depressão, ansiedade, irritabilidade, perda da libido e calores, ah, é menopausa... Mas, e se for um homem?


Stael Ferreira Pedrosa

Segundo a SBEM (Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia), entre os 40 e 55 anos de idade, homens podem apresentar sintomas semelhantes à menopausa.

Cientificamente chamada de deficiência androgênica do envelhecimento masculino (Daem), a Andropausa atinge de 10% a 15% dos homens a partir dos 40 anos. Diferente da menopausa, nem todos os homens vão apresentar seus sintomas e também não cessarão sua fertilidade como as mulheres. Muitos homens podem chegar aos 80 anos sem apresentar nenhum sintoma. Além disso, o processo é mais lento e gradual e nem todos têm queda hormonal significativa.

Outra diferença é que, no homem, esse processo começa bem mais cedo – por volta dos 30 anos, mas por ser muito lento o processo, só é percebido vários anos mais tarde. No entanto, os médicos não recomendam medir os níveis de testosterona em homens jovens até que os sintomas estejam sendo realmente percebidos e causando desconforto, pois algumas doenças podem apresentar sintomas semelhantes.

Enquanto nas mulheres é um processo natural, nos homens é uma doença. A queda gradual dos níveis de testosterona circulante pode estar ligada à qualidade de vida.

O que é testosterona?

Esse é o hormônio responsável pelas características masculinas, funções reprodutivas, desejo sexual, saúde e bem-estar físico do homem. Quando seus níveis caem, o homem experimenta um declínio em todas essas áreas pelas quais o hormônio é responsável. Sua libido e desempenho sexual ficam debilitados, e sua aparência tende a modificar- se.

O que pode desencadear a Andropausa?

Com a idade, ocorre o declínio de testosterona em quase todos os homens, e certamente alguns agravantes podem desencadear a doença, entre os mais comuns estão:

  • Estresse

    Advertisement
  • Hereditariedade

  • Disfunções tireoidianas

  • Álcool, tabagismo e drogas

  • Contusões testiculares

  • Intervenções cirúrgicas

  • Obesidade e suas complicações como diabetes

  • Infecções

Sintomas de alerta

Os sintomas que realmente indicam a Andropausa são:

  • Diminuição do desejo sexual

  • Disfunção erétil

    Advertisement
  • Mudança de humor/depressão

  • Queda na produção intelectual com prejuízo da memória

  • Menor noção de espaço

  • Fadiga

  • Diminuição de massa muscular e óssea

  • Aumento da circunferência abdominal

  • Perda de pelos corporais, exceto a calvície – que não indica baixo nível de testosterona.

  • Dificuldades para dormir

Quando o homem apresenta esses sintomas (em qualquer idade), deve procurar um médico. Embora a Andropausa apareça após os 40 anos, homens mais jovens podem ter queda de testosterona sem que seja necessariamente Andropausa.

Homens acima de 50 anos devem fazer um check up anual incluindo a dosagem dos níveis de testosterona. Um simples exame de sangue pode ajudar a impedir que os sintomas prejudiquem o cotidiano do paciente ou que afetem sua disposição física e mental.

Há como evitar a Andropausa?

Não existe um meio comprovado de evitar, mas sim de postergar seus sintomas ou nem mesmo vir a percebê-los através de hábitos saudáveis.

Alimentação

Evite açúcar, gorduras e inclua mais peixes e frutos do mar na alimentação, como as ostras – devido à quantidade de zinco que é fundamental na regularização dos níveis de testosterona.

Carne vermelha magra e branca (aves), feijão, brócolis, repolho e couve-flor (devido aos níveis elevados de indóis, compostos alimentares que ajudam a reduzir os níveis de estrogênio). O que também contribui para a perda de peso.

Estes são alimentos que diminuem o nível de cortisol(hormônio gerado por estresse e que, quando em excesso, aumenta a gordura abdominal, o risco de diabetes, pressão alta, depressão, entre outros). Quando o cortisol está alto, a testosterona baixa, então é importante combater o excesso através da alimentação efetiva que pode incluir ainda:

Frango, arroz integral, leite e derivados, nozes.

Exercícios físicos e vida social e emocionalmente ativa são importantes

Evite soja

Estudos mostram que há uma relação entre a soja e seus derivados e a baixa de testosterona. Saiba mais aqui.

Embora a Andropausa não tenha uma prevenção definitiva, ela pode ser adiada e controlada, garantindo ao paciente melhor qualidade de vida. Nos casos em que a condição já compromete o bem-estar do paciente, a reposição hormonalpode ajudar. Procure um médico.

Leia também: Entendendo e vivendo em paz com a menopausa

Toma un momento para compartir …

Stael Ferreira Pedrosa

Stael Ferreira Pedrosa é escritora free-lancer, tradutora, desenhista e artesã, ama literatura clássica brasileira e filmes de ficção científica. É mãe de dois filhos que ela considera serem a sua vida.