Alerta: Crianças que usam celulares e tablets todos os dias SOFREM distúrbios no sono

O uso desses aparelhos pode afetar, além do sono, o desenvolvimento cognitivo das crianças. Confira.


Cibele Carvalho

Pesquisadores descobriram que a cada hora por dia que uma criança ou bebê usa aparelhos de celular ou tablet, acaba perdendo 16 minutos de sono durante 24 horas.

Isso acontece porque, segundo os cientistas, o uso desses aparelhos faz com que as crianças durmam menos, e até mesmo demorem mais tempo para pegar no sono do que as crianças que não usam esses aparelhos.

Os especialistas estudaram crianças de várias idades a partir dos 06 meses, e constataram que o prejuízo no sono atingiu a todas as crianças estudadas, inclusive aquelas mais bebês com 06 meses ao ficarem vendo imagens no celular ou tablet.

O condutor e líder do estudo Tim Smith declara que: “O uso desses aparelhos controlados pelo toque estão em níveis cada vez mais altos entre as crianças e os bebês, e isso se associa à redução do sono que vem ocorrendo em muitos casos na infância”.

Um dos prejuízos mais severos que atingem as crianças que possuem distúrbios do sono, é um fraco desenvolvimento cognitivo, ou seja, uma redução considerável no processo de aprendizagem e conhecimento, processo esse importantíssimo nessa fase (6 meses até os 6 anos).

O neurocientista e professor da Universidade Federal do Paraná, Fernando Louzada, adverte que é o sono adequado que faz com que a atividade cerebral atue a favor do aprendizado infantil, e dá algumas dicas:

  • A criança deve ir acordada para a cama todos os dias;

    Advertisement
  • É preciso construir uma rotina persistente de sono para a criança;

  • A hora de dormir não pode ser estressante;

  • Evitar o consumo de substâncias estimulantes como o café.

As crianças que não conseguem se recuperar em tempo desses distúrbios do sono, podem perder até 2 anos de desenvolvimento cognitivo, ou seja, as horas de sono perdidas podem atrasar uma criança de 6 anos, passando a mesma a ter o desenvolvimento de uma criança de 4 anos.

Além disso, crianças que sofrem com sono alterado podem desenvolver uma baixa concentração na escola, perda de memória, capacidade reduzida em resolver as atividades diárias e também dificultar o desenvolvimento neuromotor.

A fim de prevenir problemas que possam se enraizar na criança e passar a acompanhá-la durante toda a vida, como roncos noturnos, insônia, inquietações noturnas, etc., faz-se necessária uma prevenção desde a idade em que são identificados os problemas de sono na criança.

Toma un momento para compartir …

Cibele Carvalho

Bacharel em Direito, Mediadora e Conciliadora de Família, realiza palestras para noivos e recém-casados sobre relacionamentos, especialista em Psicologia Jurídica, esposa, mãe e genealogista.