A importância da educação religiosa

Reflexões sobre a importância da educação religiosa e do exemplo da fé propiciado pelos pais.


Suely Buriasco

É na infância que se esboça o caráter do adulto, por isso essa fase tem grande importância na vida de cada um. Assim, é fundamental que haja todo empenho dos pais ou responsáveis no sentido de transformar características que podem se transformar em algo negativo no futuro, reformar caráteres e incentivar as virtudes detectadas. É nesta fase que a criança deve ter o alicerce seguro que a fortalecerá nas outras fases de sua vida.

A infância é fonte geradora das forças que serão necessárias para enfrentar o que vem pela frente. Por isso, dar as crianças uma educação religiosa é de suma importância.

O exemplo

“A Educação, qualquer que seja ela, é sempre uma teoria do conhecimento posta em prática”.Paulo Freire.

No processo educacional não basta falar é preciso colocar em prática, pois são os exemplos que serão assimilados pelas crianças. Assim, o comportamento dos pais em relação à fé e à crença que abraçam é que será levado em conta para a aprendizagem dos filhos. Os filhos devem ter contato direto com a religião dos pais e com seus exemplos de fé, independente de qual seja essa religião.

A oração no lar

O senso religioso deve estar presente não só nas igrejas ou templos, mas também e especialmente no lar, onde a criança aprenderá que a religião deve ser vivida e fé deve ser sentimento para toda a vida. Reuniões que envolvam oração e leitura edificante, onde todos os presentes possam comentar e questionar a crença familiar são de grande valia para estabelecer um diálogo promissor entre pais e filhos. Esse encontro familiar, além de fortalecer laços de união entre os componentes, cumpre um papel importantíssimo na educação religiosa e no exemplo de fé entre os familiares.

Diálogo

Na adolescência os exemplos dos pais têm ainda maior peso, porque é próprio dessa etapa o questionamento de todos os conceitos recebidos na infância. Então o diálogo se faz muito importante a fim de esclarecer ao jovem que os pais, assim como eles, estão ainda longe da perfeição, sendo desta forma, plausíveis de erros, mas que juntos a tarefa de evoluir, desabrochando a fé inata em cada um, torna-se mais fácil e mais edificante.

Sementes da fé

Assim, quando adulto, já senhor de suas decisões, o filho terá sempre a germinar a semente da fé que vivenciou desde a infância. Essa semente certamente representará grande amparo na vida dele e na família que ele virá a compor. É assim que os pais cumprem a responsabilidade de educadores de forma ampla, pois, em todos os estágios da vida, o poder da fé é indiscutível como alavanca do progresso espiritual dos filhos. Sempre é tempo de aprender, reformar conceitos e assimilar novas ideias quando o objetivo é o progresso espiritual.

Advertisement

O ensino moral e religioso como exemplos de fé ativa, raciocinada e segura, compreende grande incentivo para que cada um cumpra sua missão na própria vida e na dos que o rodeiam.

Toma un momento para compartir …

Suely Buriasco

Mediadora de Conflitos, educadora com MBA em Gestão Estratégica de Pessoas, apresentadora do programa Deixa Disso com dicas de relacionamentos. Dois livros publicados: “Uma fênix em Praga” e “Mediando Conflitos no Relacionamento a Dois”.