9 sintomas físicos da depressão além da tristeza

Muitos sintomas físicos estão associados a quadros depressivos. Conheça alguns deles e esteja atenta à doença que mais cresce no mundo todo.


Renata Finholdt

Se você ainda não conhece alguém que tenha sido diagnosticado com depressão, com certeza, em algum momento da vida, conhecerá. Essa é uma doença que vem crescendo a cada ano no mundo todo e ataca pessoas de todas as idades.

O cérebro de uma pessoa depressiva sofre algumas alterações nos neurotransmissores responsáveis pela sensação de bem-estar e prazer, e, a partir de então, a doença começa a dar seus primeiros sinais de existência.

Muito mais do que apenas os sintomas de tristeza e apatia, a depressão também apresenta sintomas físicos associados, os quais muitas vezes não são relacionados pelo paciente como parte do mesmo diagnóstico.

1. Problemas digestivos

Dores no estômago, azia, dificuldade de digestão, refluxo e casos de gastrite e úlcera podem surgir em um quadro de depressão. Isso se dá porque nosso sistema digestivo é extremamente sensível às alterações emocionais que estamos sujeitos.

2. Alterações intestinais

Pode acontecer reações em dois extremos, intestino preso ou diarreia, ou também a variação dos dois. Além, também, de casos de flatulência.

3. Dores de cabeça

Muito frequente nos casos de depressão, as dores de cabeça podem chegar até mesmo ao ponto da enxaqueca.

4. Tensão muscular

Aquelas dores terríveis na base da nuca e no pescoço também acometem pessoas depressivas. Isso acontece porque involuntariamente existe a somatização das tristezas e preocupações e com isso um excesso de tensão que afeta principalmente essas partes do corpo.

Advertisement

5. Insônia

Não adianta contar carneirinhos, nem propiciar um ambiente tranquilo e acolhedor para tentar ter algumas horas de sono tranquilo, simplesmente muitas pessoas com quadro de depressão passam várias noites em claro e precisam de ajuda médica para conseguirem relaxar e descansar.

6. Cansaço constante

A ausência dos hormônios responsáveis pelo bem-estar e sensação de prazer também causam apatia e um cansaço frequente.

7. Alterações do apetite

Aqui dois extremos também podem acontecer. Aumento do apetite e consequentemente aumento de peso (que piora ainda mais a autoestima do paciente) ou perda do apetite e do peso. Ambos os casos podem contribuir para o surgimento de outras doenças, entre elas: anemia, colesterol, diabetes, etc.

8. Dores generalizadas

A postura de quem está triste e apático normalmente é tensa e curvada e isso acaba colaborando para dores em algumas partes do corpo, como peito e costas. Há especialistas que após observarem o paciente por algum tempo podem afirmar o quadro depressivo através do olho clínico em sua postura e forma de gesticular.

9. Baixa imunidade

Devido ao descontrole hormonal que ocorre como consequência de um quadro depressivo, a imunidade do paciente tende a baixar.

É preciso estar atento a alguns sintomas que acometem o indivíduo que pode estar sofrendo um quadro depressivo. Não espere a situação se agravar para buscar ajuda de um profissional da área. Muitas pessoas que sofreram de depressão, hoje levam uma vida normal e tranquila porque buscaram ajuda adequada.

Toma un momento para compartir …

Renata Finholdt

Renata Finholdt é formada na área de Recursos Humanos com enfâse em treinamentos.