9 maneiras eficazes de economizar dinheiro para as férias e ainda melhorar sua saúde

Estudos revelam: não tirar férias faz mal para a saúde! Confira isso e nossas dicas para viajar nas férias sem ficar endividado:

Erika Strassburger

Estudos revelam: tirar férias é um assunto sério! Não somente uma questão de lazer, mas de saúde! Alguns estudos realizados nos Estados Unidos, Nova Zelândia e Holanda avaliaram o impacto que tirar ou não tirar férias tem sobre a saúde das pessoas. Confira os resultados:

  • Não tirar férias aumenta em 32% o risco de morrer de infarto, se a pessoa tiver predisposição a problemas cardíacos, e em 21% o risco de morrer de qualquer outra doença.

  • Pessoas que tiram férias dormem mais e melhor não somente durante esse período, mas também quando retornam ao trabalho.

  • O reflexo de pessoas que tiram férias aumenta em até 80%.

  • Tirar férias melhora o desempenho profissional em até 25%, ajuda a reduzir os erros e a raiva no trabalho, e melhora a relação interpessoal.

    Advertisement
  • As férias aumentam significativamente o grau de felicidade das pessoas.

Era de se esperar que dar uma pausa no trabalho e nos estudos fizesse tão bem. Fará ainda melhor se a família conseguir viajar nesse período.

Leia: 7 ideias criativas para viajar com crianças

Mas como viajar sem estourar o orçamento, sem ficar endividado? Abaixo estão 10 excelentes maneiras de economizar para as férias e ainda melhorar a saúde física e mental:

1. Faça suas refeições em casa ou leve marmita

Uma pesquisa realizada pela Fundação Getúlio Vargas revela que se uma pessoa que come na rua uma vez por dia abandonar esse hábito, ela poderá economizar R$ 300 ao mês ou R$ 3.600 ao ano. Já o consumidor ocasional economizará, em média, R$ 960 ao ano.

Advertisement

Quando almoçar em casa fica inviável por causa da distância ou de outros fatores, a saída mais econômica, e tanto quanto saudável, é aderir à marmita.

2. Corte a sobremesa e o refrigerante

A ordem é cortar aquilo que faz mal para a saúde e pesa no bolso. Então dê adeus ao refrigerante diário e ao chocolate ou docinho da padaria depois do almoço. Você poderá economizar entre R$ 60 e R$ 100 ao mês, ou até R$ 1.200 ao ano com esses cortes simples.

3. Vá ao supermercado de barriga cheia e leve uma lista de compras

Quando for fazer compras, saia de casa depois do desjejum ou do almoço, e com uma lista de compras nas mãos. Concentre-se naquilo que está anotado. Se você for ao mercado de barriga vazia e sem lista, você dificilmente resistirá à tentação de comprar coisas que não precisa e de adicionar guloseimas ao carrinho. É possível reduzir entre 10 e 15% dos gastos com mercado cortando os supérfluos.

4. Substitua o carro ou transporte público pela bicicleta

Substituir o transporte público pelas pedaladas acarretará em uma economia em torno de R$ 1.500 anuais. A economia de combustível será muito maior. Então, se você mora a uma distância razoável do trabalho, e o trajeto é adequado para pedalar, não perca essa oportunidade. Você terá muitos Reais a mais na poupança e muita gordura a menos na barriga.

5. Venda o que não estiver usando

Sabe aquele móvel de madeira que você não sabe onde colocar, ou aquele casaco que não serve mais, mas você insiste em guardar? Venda-os. Você estará não somente praticando o desapego, o que faz muito bem para a saúde emocional, como fazendo uma graninha com algo que, se guardado por ainda mais tempo, acabará se deteriorando.

Advertisement

6. Substitua o cinema e passeios em shoppings por atividades ao ar livre e cinema em casa

Você não precisa abster-se completamente dessas atividades, mas é importante reduzir o máximo que puder. Qualquer um sabe que cinema + pipoca + refrigerante está custando o olho da cara. Para pessoas com hábitos consumistas, ir ao cinema no shopping poderá acabar em um rombo ainda maior no orçamento. Então, segure a ansiedade e aguarde até o filme chegar nas locadoras. E quando seus amigos lhe convidarem para passear no shopping, replique com um convite para uma atividade salutar ao ar livre.

7. Conserte, em vez de comprar algo novo

Os alto-falantes do seu smartphone pararam de funcionar ou a bateria está viciada? Você não deve comprar um aparelho novo, mas mandá-lo para o conserto. Se decidir comprar outro, você provavelmente comprará um mais moderno e mais caro. E o rombo será enorme. Mandar para o conserto significa economizar e treinar o equilíbrio emocional.

8. Faça o planejamento de tudo

Planeje suas férias decidindo não somente o destino e o cronograma da viagem, mas o que fará para economizar dinheiro até lá. Palavras jogadas ao vento podem se perder, entretanto, quando você materializa seus planos colocando-os no papel fica mais fácil não fugir do planejado e acompanhar o progresso. O planejamento da vida é um bom remédio contra depressão e ansiedade.

9. Compre as passagens com bastante antecedência

Você tem a opção de parcelar em até 10 vezes as passagens e pacotes turísticos. Dessa maneira, você poderá comprá-los com antecedência e ir pagando ao longo do ano. Quando as férias chegarem, as passagens e a estadia já estarão pagas.

Leia 5 ideias para um sequestro romântico que fará seu marido se render

Advertisement

Agora que você já sabe como reduzir seus gastos, faça um cálculo rápido do quanto poderá economizar com nossas dicas. Em seguida, visite o site Azul Linhas Aéreas Brasileiras. Você ficará surpreso com as viagens que poderá fazer com a quantia economizada, e mais surpreso ainda com nossas promoções! Você tem muito a ganhar. Aproveite!

Toma un momento para compartir ...

Erika Strassburger

Erika Strassburger mora no Rio Grande do Sul, tem bacharelado em Administração de Empresas, escreve e traduz artigos para o site Família, é cristã SUD, pintora amadora de telas a óleo e mãe de três lindos guris, o mais velho com Síndrome de Down.