8 consequências perigosas de manter contato com seu ex

Deixar de falar com o ex é antiético, mas manter uma amizade sólida com ele é estranho e pode trazer consequências desagradáveis.


Michele Coronetti

Nem sempre manter a amizade com um ex é sinal de simpatia. Ela até pode ser considerada uma anomalia social. É claro que cada caso é único, mas tentar manter uma amizade sólida pode complicar a vida de um ou de ambos. Se a amizade não tiver o propósito de retomar o relacionamento, consequências desastrosas podem ocorrer.

Considerando situações vivenciadas por pessoas que tiveram seus relacionamentos desfeitos, é possível observar algumas consequências perigosas que afetam a todos os envolvidos.

O relacionamento atual pode ser prejudicado

Constantes conversas com o ex, encontros para resolver pendências ou tratar dos filhos, troca de mensagens e comentários nas redes sociais podem deixar o parceiro atual preocupado e enciumado. Ele pode fantasiar que ainda existe algo entre os dois e preferir sair de cena.

Seu atual parceiro pode se sentir menosprezado

Além do ciúme e medo de perder para o ex, a autoestima do parceiro pode ficar muito baixa com tudo o que acontece. O amor pode morrer aos poucos.

Os amigos em comum criam expectativas para uma volta

Eles ficaram entristecidos com o término do relacionamento, sempre declararam que os dois eram um casal perfeito e que o término não podia ter acontecido. Estão torcendo muito para que tudo volte como era antes, para não ter que ouvir as queixas de um ou do outro e ter que desconversar, afinal, eles são amigos dos dois. Eles poderão fantasiar e criar uma falsa expectativa de retorno.

Os parentes criam a mesma expectativa

Ao perceber que o ex-casal conversa frequentemente, especialmente quando o ex é muito querido pelos familiares, a expectativa da retomada de relacionamento fica grande. Isso ocorre entre os filhos também. Eles podem promover festas de família e sempre convidar o ex para assim proporcionar mais oportunidades aos dois de estarem juntos.

Seu ex está tentando lhe conquistar novamente

Não é raro uma das partes aceitar o término do relacionamento de forma pacífica e elaborar um plano para a reconquista. Manter a amizade com o ex desta forma pode ser escravizante, pois ele pode ter um outro relacionamento e querer manter o primeiro por perto, sem correr o risco de perder o atual nem o anterior. E se o atual também não der certo, o anterior estará lá, apaixonado e esperando uma nova oportunidade com o ex.

Advertisement

A amizade é melhor que o relacionamento anterior

A pessoa percebe que, ao não ter mais os compromissos do relacionamento, o ex se torna um grande amigo, começa a sentir a falta dele, das conversas, do apoio, enfim, apaixonar-se pode ser o próximo passo.

Dependência

Muitas vezes o relacionamento é mantido porque a pessoa ainda precisa do ex. Recursos financeiros, favores, sentimentos podem atrapalhar na hora de deixar o ex de lado. A dependência faz com que as pessoas desenvolvam baixa autoestima, se sintam frustradas e com medo de enfrentar a vida. Quanto antes o basta for dado, melhor será para a nova vida longe do ex.

Não conseguir prosseguir

A vida parece que estagnou, o novo relacionamento não vai bem, tudo parece confuso e sem progresso. Isso pode ter acontecido porque o tempo parou na amizade que é mantida com o ex. Deixar o passado em seu lugar só traz felicidade.

Deixar de falar com o ex, não cumprimentar ou não resolver assuntos sobre os filhos também deve ser evitado. Afinal, uma família foi construída e pai e mãe têm responsabilidades iguais sobre os filhos. É possível resolver todas estas questões sem a necessidade de manter uma amizade que prejudique e traga consequências desastrosas em todos os relacionamentos envolvidos.

Toma un momento para compartir …

Michele Coronetti

Michele Coronetti é secretária, mãe de seis lindos filhos, gosta de cultura e pesquisas genealógicas.