7 meios necessários para adquirir sua real liberdade através da autossuficiência

A Autossuficiência traz liberdade econômica e financeira ao indivíduo e ? família, proporcionando maior mobilidade social e consciência de cidadania.


Antonio Alexandre Silva Neto

A autossuficiência é um princípio em que todas as pessoas capazes são responsáveis por si mesmas, ou seja, por cuidar de si mesmas, de ter autonomia e ser capaz de prover as coisas de que necessita.

Algumas pessoas são consideradas incapazes, parcial ou total, de prover seu sustento, dependem de apoio e ajuda de outras pessoas. No entanto, são essas que nos dão lições de superação em detrimento às pessoas consideradas sãs sob todos os aspectos.

algumas áreas chaves em que devemos nos tornar autossuficiêntes:

1- Emprego e trabalho

Em um mundo livre, sem trabalho ou emprego não há como prover seu sustento. Essa é a primeira providência quando nos tornamos aptos ao trabalho: procurar e conseguir um trabalho ou emprego. Na falta de emprego formal registrado, há que se por trabalho autônomo, por meio de alguma habilidade que se tenha ou venha a aprender. Atualmente, para uma pessoa capaz, não há desculpa para ficar parado por falta de emprego, a não ser a própria falta de vontade para trabalhar.

2- Administração de recursos

Em relação à administração de recursos, um escritor sugeriu:

“Algo que nunca funciona (…) é achar que esse é o meu dinheiro, por isso ‘posso gastá-lo como bem entender’. Não importa quem está trazendo o dinheiro para casa, se o marido ou a mulher. Todo o dinheiro deve pertencer igualmente a ambos. Nem o marido nem a mulher tem o direito de sair gastando, por achar que o dinheiro lhe pertence”. (Orson Scott Card, “Family Finances”, Ensign, junho de 1978, p. 13)

A inclusão dos filhos nesta administração é crucial, tanto para preservação do patrimônio comum, como para o cuidado de seus próprios recursos (brinquedos, roupas, material escolar).

Advertisement

3- Armazenamento doméstico

Esse é um princípio e um hábito salvador em tempos de escassez geral ou em tempos de desemprego. Despensa vazia, desemprego e tempos de escassez generalizada ou imposta em tempos de guerra fazem com que a família tenha menos liberdade e autonomia para lidar com outras questões, se não como obter comida.

4 – Saúde física

Muitas vezes somos nós que causamos transtornos à nossa saúde, como tomar bebidas alcoólicas, comer em demasia, não descansar o suficiente, não praticar exercícios físicos, bem como a má alimentação. Muitas doenças podem ser evitadas por meio de bons hábitos alimentares. Ser prudente ao dirigir e nas atividades físicas ajuda a preservar nossa boa condição física. Além do que, ter bons hábitos de higiene é essencial para uma boa saúde.

5 – Educação

Por incrível que se possa parecer, é nas redes sociais que percebemos o quanto as pessoas têm dificuldade para escrever. Reflexo direto da falta de leitura. Há no Brasil 18% deanalfabetos funcionais segundo dados IBGE. Ler e escrever é primordial. Interpretar textos é fundamental. Portanto, a educação básica e formal é fator libertador. Uma pessoa que sabe interpretar textos fará análise crítica do que lê e ouve, e não dependerá da opinião alheia para ter a sua. Além do que, pelo estudo obtém-se melhores colocações no mercado de trabalho.

6 – Bem-estar espiritual, emocional e social

Socializar-se, frequentar regularmente a igreja ou o templo, praticar sua religião, ler as escrituras sagradas nos dá forças espirituais para enfrentar os diversos desafios diários que nos impõem emoções conflitantes. O equilíbrio emocional advém da força espiritual. Tendo bom equilíbrio emocional, convivemos melhor socialmente, atraindo pessoas boas ao nosso redor, com as quais compartilhamos ajuda mútua e momentos agradáveis.

7 – Recursos da família

Victor L. Brown disse: “É nosso dever cuidar dos membros de nossa família. Devemos prover-lhes o sustento, amá-los e fortalecermos uns aos outros em tudo o que for justo. Quando surgirem problemas, devemos ajudar-nos mutuamente a fim de encontrar as soluções. “Cada indivíduo tem o dever de ajudar a si mesmo, os pais, de cuidar dos filhos, e os filhos de ajudar seus pais e avós idosos”. (Victor L. Brown, “The Church and the Family in Welfare Services”, Ensign, maio de 1976, p. 112) .

A Família unida nos liberta dos males do mundo!

Toma un momento para compartir …

Antonio Alexandre Silva Neto

Antônio Alexandre é Tecnólogo em Gestão Empresarial e trabalha como Diretor Administrativo na Weyes Technology Solutions, empresa de inovações em Tecnologia da Informação. Autor do livro "Salário e Prosperidade", é casado, pai de cinco filhos com um neto (ou neta) a caminho. Gosta do mar, nadar e passear de bicicleta na praia, além de ler e escrever.