7 erros durante a gravidez que você deve parar de fazer agora

Aqui estão 7 erros que a mulher grávida deve evitar a todo custo.


Tamsyn Valentine

Quando fiquei grávida do meu primeiro filho, eu não tinha absolutamente nenhuma ideia do que fazer. Busquei ajuda em três fontes: Internet, minha mãe e minha melhor amiga.

Na maioria das vezes, essas três fontes me forneciam o básico do que eu precisava saber, ou o que achavam que eu precisava saber, mas às vezes as informações conflitavam ou simplesmente me confundiam. Eu rapidamente aprendi que meu médico seria a melhor fonte, juntamente com os livros por ele recomendados.

Essas informações úteis não apenas me ajudaram a saber o que eu deveria começar a fazer, bem como o que eu precisava parar de fazer.

Para aquelas que já estão no mesmo barco, ou se preparando para a gravidez, aqui estão 7 erros cometidos na gravidez que eu aprendi que se deve parar imediatamente – para a saúde de seu bebê e a sua também.

1. Não dormir o suficiente

Para a maioria das mulheres, o mundo não para no momento em que se descobre a gravidez. Ainda temos que trabalhar, pagar contas, alimentar a si e seu marido, etc., mas de uma coisa a mulher grávida precisa ter certeza – de que ela está tendo uma quantidade suficiente de sono.

Seu corpo e seu bebê estão passando por grandes mudanças e precisam de toda a energia que possam obter. A privação de sono é uma das piores coisas nesse período, tente ir para a cama mais cedo ou tire um cochilo durante o dia para obter o tempo de sono que você precisa. Sabemos que quando o bebê nascer, o sono será um luxo que você não conseguirá ter o suficiente.

2. Comer para dois

A gravidez não é uma desculpa para começar a comer o quanto você quiser. O ganho de peso é necessário e saudável, mas ganhar muito peso pode criar problemas para você e seu bebê e é completamente desnecessário. Você e seu médico sabem quanto ganho de peso é apropriado.

Advertisement

Certifique-se de comer alimentos ricos em nutrientes tanto quanto possível. A maioria dos médicos concorda que entre 200-300 calorias extras seja a quantidade certa. Coma 5 pequenas refeições por dia. Um pouco mais de vez em quando tudo bem, mas não exagere.

3. Não se exercitar

Exercício durante a gravidez é tão importante quanto comer bem. Mesmo se você não se exercitava muito antes de ficar grávida, ter algum tipo de atividade física durante a gravidez é recomendado. Obviamente, fale com o seu médico e se certifique de que tudo está bem. Seu médico provavelmente a orientará sobre o que você pode e não pode fazer.

Há muitos vídeos, canais do You-tube, livros e treinadores que podem ajudar você a desenvolver uma boa rotina de exercícios para a gravidez. Se isso não lhe interessa, ou você não tem tempo e dinheiro, apenas certifique-se de fazer caminhadas frequentes ou corridas leves.

4. Não falar com o seu bebê

Eu não entendia como isso poderia ser tão importante, mas definitivamente é. Falar com o seu bebê é uma ótima maneira de começar uma ligação com ele, então faça-o o quanto puder. Leia para ele, acaricie-o, cante ou toque música para ele. Não importa em que ponto da gravidez você estiver, nunca é cedo demais para começar a contar ao seu bebê o quanto você o ama.

5. Estresse

Alguns estudos mostram que altos níveis de estresse na gravidez podem causar certos problemas durante a infância, como déficit de atenção ou sentimentos de medo. É possível que o estresse também afete o desenvolvimento do cérebro do bebê ou seu sistema imunológico. Técnicas de relaxamento e evitar colocar-se em ambientes de alto estresse podem ajudar com esta questão. Não tenha medo de pedir ao seu cônjuge para ajudá-la com aquilo que está lhe estressando.

6. Não buscar assistência médica

Cuidados de saúde é algo absolutamente essencial quando se vai ter um bebê. Se você ainda não tem um plano de saúde ou um pré-natal, este é o tempo de procurar e pesquisar um pouco mais para tomar uma decisão consciente sobre o tipo de cuidados que você vai precisar e onde você terá seu bebê.

Se você já tem plano de saúde, este é um bom momento para verificar novamente se você tem a cobertura que precisa e deseja para o parto e o tipo, como um parto em casa ou parto hospitalar.

7. Não fazer um pré-natal ou participar de grupo de gestantes

Se você nem sequer sabe o que é isso, descubra o mais rapidamente possível. Esses grupos oferecem informações e ajuda, especialmente para mães de primeira viagem. Normalmente, o hospital (ou posto de saúde) onde você está se consultando oferece esse tipo de atendimento e grupos de apoio. No SUS é gratuito. Esses grupos suprem necessidades da gestante e do bebê e não devem ser negligenciados. Ter um bebê é uma grande responsabilidade e fazer tudo o que puder para se preparar para isso só vai ajudá-la ao final.

_Traduzido e adaptado por Stael F. Pedrosa Metzger do original 7 pregnancy mistakes to stop right now

Toma un momento para compartir …

Tamsyn Valentine

Tamsyn Valentine é parte do time de conteúdo do FamilyShare.com. Ela é formada em comunicação com ênfase em relações públicas e jornalismo.