7 dicas para perder o medo de falar em público

Algumas dicas podem ajudar a desbloquear a fala em público, eliminando a insegurança e o medo de se expor.


Suely Buriasco

O medo de falar em público bloqueia muitas pessoas não permitindo que elas desenvolvam suas ideias, dessa forma os seus rendimentos profissionais e relacionamentos pessoais ficam prejudicados. Na maioria das vezes essa fobia não está condicionada apenas ao se referir a multidões, mas igualmente em pequenos grupos; qualquer forma de interação pública causa grande desconforto. Se você é uma dessas pessoas observe essas dicas:

1- Domine a ansiedade

Certo grau de ansiedade é natural em situações de limite, mas não se deixe levar por ela. Questione pensamentos negativos do tipo: Se tantas pessoas conseguem por que eu não conseguiria? De que tenho medo? Identificar seus sentimentos pode ajudar você a se colocar diante da realidade sem medo.

2- Contenha os sintomas físicos

Uma maneira prática de lidar com o nervosismo é controlar a respiração; aspire demoradamente e expire rapidamente antes de falar. À medida que inspira pense em como começar e quando expira tente livrar-se da tensão, stress ou medo. Algumas técnicas de relaxamento podem facilitar muito.

3- Prepare a sua fala antes

Evite falar de improviso, isso pode aumentar a sua insegurança. Principalmente quando tiver que fazer alguma apresentação de trabalho, estude muito e tenha certeza de que você domina o assunto. O livro “Superdicas para falar bem” de Reinaldo Polito ensina: “Você conseguirá tudo o que deseja se a sua comunicação tiver credibilidade. Para que esse objetivo seja atingido, além de falar com naturalidade e envolvimento, você também precisará demonstrar conhecimento sobre o assunto que estiver tratando“.

4- Não seja tão autocrítico

Qualquer pessoa pode engasgar ou cometer alguma falha ao se expor publicamente. Se houver algum deslize sorria e retome o assunto. Aprender a rir de si mesmo é muito interessante e ainda demonstra bom humor, fator importante numa boa apresentação. A autocrítica é importante para que você se aprimore, mas cuidado com o excesso; jamais se autodeprecie.

5- Cuidado com a velocidade da sua fala

Pessoas que temem se expor tendem a falar muito rapidamente, procure manter o equilíbrio; nem rápido demais que dificulte a compreensão da sua mensagem, nem muito devagar a ponto de provocar sono nos ouvintes. O ideal é ser o mais natural possível, adaptando a sua forma de falar ao ambiente em que se expõe. No livro citado acima encontramos três dicas:

  • Fale com boa dicção

    Advertisement
  • Faça pausa no final do raciocínio

  • Repita as informações importantes

6- Atenção na postura corporal

Construa um autodiálogo e mande mensagens tranquilizantes para o seu corpo do tipo “eu não estou em perigo”. Mantenha os ombros abertos e relaxados, não se curve; corpo ereto transmite autoconfiança. Você pode observar sua postura corporal no momento das pausas para respirar.

7- Não priorize a aprovação alheia

Claro que todo mundo gostaria de agradar os ouvintes, mas o mais importante é ter certeza de que você fez o melhor que pode; que se esforçou e sentiu seu próprio progresso. Isso fará com que você vença, pouco a pouco, essa sua insegurança.

Coloque em prática essas dicas e conquiste a autoconfiança necessária para que a sua voz se faça ouvir tanto para o público, como para você mesmo!

Toma un momento para compartir …

Suely Buriasco

Mediadora de Conflitos, educadora com MBA em Gestão Estratégica de Pessoas, apresentadora do programa Deixa Disso com dicas de relacionamentos. Dois livros publicados: “Uma fênix em Praga” e “Mediando Conflitos no Relacionamento a Dois”.