6 sinais de que o seu filho sofre de ansiedade e que a maioria dos pais ignora

A ansiedade pode ser o gatilho de acontecimentos terríveis na vida de seus filhos, detecte-a a tempo e ajude-os.


Emma E. Sánchez

Até poucos anos atrás, muitos acreditavam que a ansiedade era apenas coisa de adulto e nunca consideravam que crianças poderiam sofrer de ansiedade. O mundo, a sociedade, os meios de comunicação, a tecnologia e a transformação da família têm sido grandes detonadores de problemas sociais que têm gerado epidemias de problemas emocionais nas crianças.

Se você acha que o seu divórcio, o desemprego, a guerra, a desvalorização ou a doença dos avós não são coisas nas quais as crianças pensam porque “são apenas crianças e só se preocupam em brincar” ou porque você decidiu esconder essas coisas delas, você está enganado. As crianças ouvem e prestam atenção em mais coisas do que você imagina. Elas não são bobas, elas entendem que algo errado está acontecendo ao seu redor, percebem e sentem que os adultos que ama estão mal ou que o seu mundo está constantemente se transformando e ninguém faz uma pausa para explicar a elas o que está acontecendo e então elas se estressam ou geram quadros de ansiedade.

Por que você deve se preocupar com a ansiedade em crianças?

Porque isso afeta sua vida! Seu crescimento, seu desenvolvimento e danifica deixando sequelas terríveis em sua alma e emoções.

Os adolescentes e jovens que têm episódios de raiva incontrolável, os que ferem a outros ou acabam se suicidando, já passaram por estresse, ansiedade, angústia e depressão, e quer saber? Ninguém detectou até que fosse tarde demais.

Que isto não aconteça com você, por favor.

Os 6 sintomas

Sonhos agitados e pesadelos

Fala dormindo, não descansa, não quer ir para a cama, tem pesadelos, quer dormir com você toda noite.

Não querer comer

Ou qualquer outro transtorno alimentar, inclusive começar a temida “síndrome de pica”, ou seja, comer coisas não comestíveis como giz, plástico, cabelo, unhas, terra, etc.

Advertisement

Dores em diversas partes do corpo

Especialmente na cabeça e estômago, e então nos braços e joelhos.

Medos

Medo de ficar sozinho, dos desconhecidos, de ir à escola, de um animal; qualquer coisa que aconteça repentinamente lhes causa medo e até terror.

Regressão a comportamentos já superados

Fazer xixi na cama, fazer birras, querer mamar, mudar a forma de falar, coisas que fazia quando pequeno e que já havia deixado para trás.

Alteração de humor

Chora, fica bravo, está triste, está com muito sono, esse tipo de mudanças tão constantes que podem ir desde a alegria extrema até chorar e não conseguir conter-se.

O que você pode fazer para ajudá-lo

Fazer do lar um lugar tranquilo

Sem gritos, música estridente, muita agitação, muitas luzes ou muita gente, pouca privacidade.

Verifique o que está acontecendo em seu lar

Precisamos ser honestos: se estiver passando por um problema, reconheça-o, converse sobre ele ao nível dos filhos, trabalhe em soluções e não perca o ânimo nem a fé. As crianças devem aprender que os problemas devem ser assumidos, enfrentados e conquistados com esforço e sacrifícios, se necessário.

Falar e falar

“As lacunas de informação são preenchidas com rumores” e rumores somente geram medo. Não se esqueça. Converse com seus filhos sobre tudo o que for possível, sobre a vida e as coisas que você gosta, sobre sua infância e sobre problemas, sobre coisas alegres e sobre as últimas notícias, sobre o que quiser! Mas nunca, por favor, deixe de falar com eles por estar muito brava, o silêncio é uma forma de violência e abandono.

Não grite e nem o castigue

Isso só torna o problema maior.

Muito carinho e atenção

Quanto maior o problema, maior a necessidade de abraços que fortaleçam, maior a necessidade de amostras de amor e de palavras carinhosas e compreensão.

Alimentação e exercício

O lazer também pode ser um gerador de estresse e ansiedade em crianças muito ativas ou que não podem relaxar e descansar com facilidade. Mudar ou melhorar sua dieta e aumentar a atividade física pode ajudar a processar a energia negativa acumulada.

Advertisement

Especialistas

Visitar o psicólogo, um terapeuta ou até um guia espiritual também pode ser de grande ajuda se você observar comportamentos preocupantes em seus filhos. Não descarte essas possibilidades, use-as a seu favor.

Muitas dores na vida futura de seus filhos podem ser solucionadas hoje se você estiver atenta ao que acontece com eles, ao que eles falam e, acima de tudo, ao que guardam dentro de si.

Traduzido e adaptado por Sarah Pierina do original 6 señales que tu hijo padece ansiedad y que la mayoría de los padres ignoran.

Toma un momento para compartir …

Emma E. Sánchez

Casada y madre de tres hijas. Interesada en el fortalecimiento y formación de la mujer, la familia y el hogar.