5 pensamentos que você deve ter para perdoar quem lhe fez mal

Perdoar pode ser mais simples seguindo esta linha de pensamento.


Michele Coronetti

Perdoar ainda é algo muito difícil para alguns. Para outros, nem tanto. E porque há esta diferença? Devido a forma divergente de pensar de cada um. Não que a ofensa seja menor ou maior, mas que o ofendido tem a capacidade de perdoar mais facilmente.

Alguns pensamentos que realmente auxiliam na tarefa de perdoar incluem:

1. Refletir sobre a situação que o ofensor presenciou

Por pior que seja o dano causado, existiu algum motivo que o levou a fazer ou dizer a ofensa. Ao invés de concentrar os pensamentos nos prejuízos adquiridos, pensar em como a outra pessoa estava se sentindo ou pelo que estava passando, usando de empatia, pode amenizar e o perdão vir mais fácil. Sempre haverá um motivo mesmo que a pessoa não o perceba. Não são desculpas, mas agentes que interferiram no ocorrido e que ajudaram a transformar o momento, agindo ou dizendo coisas que magoam.

2. Lembrar da própria paz de espírito

A pessoa estava errada quando realizou a ofensa. Isso é muito claro. Porém, aquele que não perdoa acaba se sentindo tão ou mais incomodado do que o ofensor caso não consiga se livrar dos pensamentos negativos. Livrar-se da raiva, rancor e mágoas é semelhante a jogar um saco com batatas podres no lixo, afinal ninguém quer andar por aí carregando este alimento vencido com odores que realmente incomodam. O melhor é jogar fora mesmo, eliminando a negatividade da própria vida.

3. Olhar as pessoas em volta

Muitas vezes passa despercebido, mas muitas pessoas são expectadores da nossa vida, atos e decisões. Especialmente as pessoas que vivem sob o mesmo teto. E se forem crianças ou adolescentes tomarão o exemplo para si e agirão da mesma forma. Assim, quando um adulto proporciona bons exemplos aos filhos, eles tendem a agir mais sabiamente. Mesmo que o perdão seja trabalhado somente para que um bom exemplo seja dado é melhor do que não perdoar.

4. Ter seus erros perdoados

O perdão é positivo e atrai remissão para o ofendido. Ao perdoar a pessoa passa a ser perdoada das ofensas que comete, acumulando para si misericórdia. Jesus ensinou isso ao dizer em sua oração “perdoa nossas ofensas assim como nós perdoamos a nossos devedores”. É uma lei e pode ser comprovada, basta perdoar para ver o quanto as pessoas se tornam mais tolerantes com os seus erros.

5. Pensar no que Cristo faria em seu lugar

Esta dica é ótima, porque quando paramos para pensar nas ofensas que Jesus Cristo recebeu tendo somente feito o bem entre todas as pessoas sem distinção, não perdoar deixa de ser uma opção. Ele foi acusado por ter sido um homem bom e não ter preconceitos, torturado pelo que não falou e morto por algo que não fez. Injustiçado e martirizado, não reclamou nem se desviou de seu destino, pensando apenas em salvar toda a humanidade. Comparando o sofrimento próprio com o dele não há como não perdoar.

Advertisement

Ter um coração pronto para perdoar é algo nobre e que traz satisfação própria. Conseguir esquecer o que foi feito de ruim para si e viver com alegrias promove a paz pessoal e reflete no ambiente, contagiando muitos outros. Não há melhor opção.

Toma un momento para compartir …

Michele Coronetti

Michele Coronetti é secretária, mãe de seis lindos filhos, gosta de cultura e pesquisas genealógicas.