5 passos para o casamento sobreviver às crises

As dificuldades do dia a dia podem afetar negativamente o casamento ou unir ainda mais vocês. Saiba como lendo este artigo.


Suely Buriasco

As dificuldades do dia a dia atingem os casamentos e, com muita frequência, fragilizam as relações. Quando os casais vivem circunstâncias difíceis, como problemas financeiros, intromissão de familiares e insatisfação pessoal, por exemplo, todas as fragilidades da relação se evidenciam. Para muitos, a crise é um caminho rápido para o divórcio. Felizmente, para outros, as dificuldades são motivo de maior união para o casal.

Se você e seu cônjuge estão passando por dificuldades o momento é de maior vigilância. Para o casamento sobreviver a qualquer tipo de crise estes passos são fundamentais:

1. Apoiar-se mutuamente

Diante das adversidades é difícil manter o humor inalterado e em algum momento a irritação ou o abatimento serão mais fortemente sentidos. É então que um precisa ser o apoio efetivo do outro, revezando-se as posições. Dessa forma, vocês dois se sentirão mais fortes e unidos contra o que está afetando suas vidas.

2. Evitar cobranças

Pode ser que as visões do problema sejam diferentes para vocês e nem sempre é possível entrar em consenso, principalmente quando os ânimos estão alterados. Cobranças e julgamentos só vão piorar tudo. Crie um momento propício e exponha a sua ideia da situação com afetividade. Isso fará com que o outro se sinta impulsionado a escutar e compreender você.

3. Cultivar o espírito de equipe

Qual o sentido da família se não a união em favor de um objetivo? Momentos difíceis são para ser vividos juntos, cada qual cumprindo o seu papel em relação ao todo. A família deve funcionar como uma equipe amorosa onde todos colaboram para soluções eficazes. Nessa matéria a psicóloga Cleide Bartholi Guimarães pondera: “Há que se conversar com o objetivo de andar para a frente, de encontrar soluções, não apenas ficar martelando o problema de forma pessimista”. A especialista é autora do livro “Até que o Dinheiro nos Separe – A Questão Financeira nos Relacionamentos”.

4. Perdoar

Pessoas em dificuldades se tornam arredias e muitas vezes não se portam de forma a reconhecer os esforços alheios. Por isso é importante que você desenvolva empatia em relação ao seu cônjuge. Compreender o ponto de vista dele é um passo importante para relevar mais e evitar que a crise afete o seu casamento. Para melhorar a convivência e se fortalecer diante das crises é fundamental o perdão recíproco.

5. Manter a confiança

É importante ter em mente que seja qual for a luta, mesmo que pareça impossível, um dia vai passar. Não é sábio perder a esperança. Por isso vivam um dia de cada vez, dando o melhor de si e confiando que juntos serão vitoriosos. Tudo na vida tem um propósito, então orem a Deus pedindo paciência, resistência e sabedoria. Um casal que tem fé e ora junto se fortalece e vence mais facilmente qualquer adversidade.

Advertisement

Enfatizo que os passos acima precisam ser trilhados em conjunto para que as crises efetivamente não comprometam o casamento. Claro que o esforço precisa ser dos dois, mas não é inteligente esperar pelo outro, assim nada impede que um comece de forma a persuadir afetivamente o outro, certo?

Toma un momento para compartir …

Suely Buriasco

Mediadora de Conflitos, educadora com MBA em Gestão Estratégica de Pessoas, apresentadora do programa Deixa Disso com dicas de relacionamentos. Dois livros publicados: “Uma fênix em Praga” e “Mediando Conflitos no Relacionamento a Dois”.