5 coisas que eu gostaria de ter feito antes de me divorciar

Estas são as 5 coisas que a maioria das pessoas não faz quando está casada e só descobre esses erros após o divórcio.


Roberta Preto

“O verdadeiro amor não é terreno. Ele é tão eterno quanto os nossos espíritos, que nunca morrem. O maior desejo de cada pessoa deveria ser uma associação contínua nesta vida, assim como na próxima, com as pessoas que ama.”

Esta é uma frase que todo casal deveria ter em mente antes de assumir compromissos eternos. Se homens e mulheres compreendessem o verdadeiro valor do amor no casamento, não haveria tantas pessoas despreparadas assumindo promessas sagradas.

Observe as 5 coisas que alguns amigos meus gostariam de ter feito antes de terem se divorciado:

1. Enxergar as falhas

Muitos de meus amigos divorciados apontaram-me o mesmo erro quando decidiram se divorciar: eles estavam tão focados nas falhas dos cônjuges que nem se deram conta de suas próprias falhas. Após divorciarem-se perceberam que as vulnerabilidades da relação concentravam mais neles do que no cônjuge.

Infelizmente, para meus amigos já era tarde, mas nunca é tarde para aqueles que pensam em se divorciar e ainda permanecem casados. Ponderem essa decisão melhor. A escolha que fizerem terá consequências não apenas no casal, mas também irá refletir nos filhos.

2. Ouvir

Alguns parceiros podem pensar que o cônjuge fala demais, porém, o problema não se remete ao falar, mas sim, ao ouvir, pois após o divórcio muitos lamentam-se por não terem ouvido os lamentos, anseios e insatisfação do cônjuge.

Geralmente, somos rápidos em ouvir os estranhos, e mais ligeiros ainda em socorrê-los, todavia, quando se trata das pessoas que mais amamos, tendemos a usar de lentidão e descaso, sendo que o cônjuge, os filhos, nossos pais e familiares são nossos bens mais preciosos.

Advertisement

3. Valorizar

“Quão egoísta costumava ser com minha ex, esse foi o meu maior erro e só percebi ao vê-la bem casada com um homem melhor do que eu, porque esse a valorizava.”

Nunca me esqueço dessas palavras, pois foram ditas por uma pessoa muito importante na minha vida, meu pai, após 15 anos do divórcio dele com minha mãe.

Às vezes, falharemos com as pessoas que mais amamos, elas também falharão conosco, porém, o valor delas nunca deve ser subtraído em nossas vidas, pois essas pessoas são mais caras que tudo que poderíamos conquistar nesta estadia terrena.

4. Cooperar

Lembro-me de uma amiga dizer que sempre fora parceira de seu ex, ambos trabalhavam para o bem-estar da família. Ela saía cedo para o trabalho e voltava à noite, já o marido chegava mais cedo em casa, mas não levantava do sofá para lavar uma louça ou ajudá-la nos cuidados com os filhos. Isso foi a cada dia diminuindo o amor e aumentando o desgaste no casamento.

A falta de cooperação está relacionada às pequenas falhas dentro da relação, porque as grandes são fáceis de serem superadas ou corrigidas.

Lembre-se que são os pequenos erros que por serem minúsculos são sempre ignorados, lamentavelmente, são eles que constroem o desgaste na relação.

5. Confiar

Um grande amigo contou-me que sempre tratara sua ex com palavras duras. Apesar da lealdade dela, isso não era o bastante, porque o ciúme dele era excessivo. Também havia nele orgulho e arrogância em não aceitar ajuda para livrar-se desses males. Como sua esposa não viu mudanças e sentindo-se aprisionada, ela pediu o divórcio.

O casamento requer adaptações constantes. Esse processo dura uma vida, todavia, essas adaptações devem existir no início da relação. É preciso esforço contínuo, como o de confiar no cônjuge e aceitar ajuda quando não se pode lidar com os sentimentos negativos.

Toma un momento para compartir …

Roberta Preto

Roberta Preto, 33. Formada como tradutora e intérprete, escritora, mãe. Apaixonada pela vida, em uma eterna busca por conhecimento. Espero que minhas palavras possam ser uma luz na vida das pessoas. Sonho em ajudar a humanidade a tornar-se livre da escravidão da ignorância.