5 alimentos que podem causar câncer, segundo pesquisas

É comum encontrar estes alimentos dentro de casa.

Rachel De Castro

Câncer é uma doença onde há uma divisão descontrolada e anormal de células que destroem o tecido corporal. Alguns alimentos já foram comprovados que são cancerígenos e podem fazer muito mal. Veja a lista.

1. Batata ou pão torrados

Um estudo feito com animais, em 2002, revelou que pães mais queimados, batatas muito douradas e outros alimentos amiláceos cozinhados em altas temperaturas estão relacionados com o surgimento de câncer.

Acrilamida é o componente que faz o pão e a batata ficarem com uma cor dourada. “O componente é formado de açúcares simples, como glucose, reagindo com um aminoácido, conhecido como asparagine, quando esses alimentos são cozinhados em temperatura maior que 120 graus Celsius”, segundo CNN.

Esse componente está relacionado ao câncer. Se o pão ou batata forem deixados cozinhando por muito tempo, esses alimentos mudam de cor, primeiramente para o dourado e depois para o preto. Quando isso acontece, eles produzem maiores níveis de acrilamida, o que aumentam as chances do risco de câncer. Por isso uma campanha feita no Reino Unido incentiva as pessoas a deixarem seus pães e batatas douradas e não muito queimadas.

2. Carne vermelha

A Agência Internacional de Pesquisa em Câncer classificou carnes vermelhas como um alimento que provavelmente causa câncer.

Advertisement

Carnes de boi, vitelo, porco, cavalo, cabra, cordeiro são exemplos de carnes vermelhas. Exagerar na quantidade de carne vermelha na dieta pode causar câncer do pâncreas, próstata e colorretal, segundo estudo.

3. Carne processada

A Agência Internacional de Pesquisa em Câncer classificou carnes processadas como cancerígenas. Carnes processadas incluem salsicha, bacon, presunto, salame, prosciutto, peperoni, entre outros. Os processos dessas carnes podem ser salgando, fermentando e defumando. A pesquisa mostrou que comer apenas 50 gramas de carne processada por dia aumenta o risco de câncer colorretal por até 18%. 50 gramas de carne processada equivalem a 4 tiras de bacon ou uma salsicha.

“Nós deveríamos limitar o consumo de carne vermelha e carne processada para ajudar na redução do risco do câncer de cólon, e possivelmente, o risco de outros tipos de câncer. Comer ocasionalmente um cachorro-quente ou hambúrguer não tem problema”, explica o Dr. Colleen Doyle, diretor de nutrição e atividade física da Sociedade Americana de Câncer.

4. Álcool

Algumas pesquisas mostram uma associação entre beber álcool e o surgimento de tipos diferentes de câncer. Quanto mais uma pessoa consume bebidas alcoólicas regularmente, maior é o risco de desenvolver tipos de câncer como de cabeça e pescoço, esôfago, fígado, peito e colorretal.

“Quando o corpo metaboliza o álcool, é produzido acetaldeído, um composto químico que pode danificar o DNA, consequentemente podendo causar câncer”, segundo o Cancer Center.

Advertisement

5. Carnes carbonizadas ou cozinhadas em alta temperatura

“Carnes cozinhadas em alta temperatura formam químicos que podem causar uma mudança no DNA, podendo causar um câncer”, segundo o Cancer Center.

Carnes muito bem passadas, fritas ou carbonizadas são exemplos de carnes que possivelmente passam por altas temperaturas e estão ligadas ao aumento do risco de câncer de cólon, pâncreas e próstata.

Toma un momento para compartir ...

Rachel De Castro

Rachel De Castro é esposa e escritora com formação em ciência política. Acredita que o mundo já tem críticos demais por isso decidiu motivar e inspirar pessoas.