4 razões para você ser grata ao seu ex-marido

Dois anos depois de ter sido traída e abandonada, essa mulher escreveu uma carta surpreendente ao ex-marido.


Erika Strassburger

Em uma carta aberta publicada no The Huffington Post, Sara Woodard-Ortiz abriu o coração e revelou ao ex-marido quatro coisas pelas quais ela é grata. E, por incrível que pareça, tem a ver com ele.

1. “Sou eternamente grata por você ter fornecido a outra metade do DNA da nossa filha”

Se você, que está lendo isso agora, também for divorciada, há de concordar que essa foi a melhor coisa que seu ex fez por você. Se pudesse voltar no tempo, ainda que soubesse o que o futuro lhe reservaria, é provável que, assim como maioria das mulheres, você se casaria novamente com ele só para ter o privilégio de ser mãe de seus filhos amados.

2. “Obrigada por cortar a minha comida para que eu pudesse comer com uma mão enquanto amamentava a nossa filha”

O ex-marido dela foi muito fofo ao picar a carne e outros alimentos em pedaços pequenos para que ela pudesse dar de mamar com mais facilidade durante as refeições. Se seu ex-marido fez algo parecido, não perca a oportunidade de lhe agradecer.

3. “Obrigada por me ensinar o verdadeiro significado do amor e do casamento”

Ela disse que não teria compreendido o verdadeiro sentido do amor e do comprometimento se o casamento deles não tivesse fragmentado e chegado ao fim. Disse que é o conceito 50/50 – que era a realidade do casal – que realmente leva ao divórcio, e é grata por ter aprendido que o correto é o conceito 100/100, isto é, dar 100 por cento de si para fazer o casamento funcionar.

Para entender melhor esse conceito:

Se você também aprendeu, a duras penas, que só há prejuízo em um casamento no estilo 50/50 (em que cada um dá de si somente o que o outro estiver disposto a dar), seja grata a seu ex-marido, pois daqui por diante você poderá aplicar o conceito 100/100 no seu próximo relacionamento e ser muito mais feliz.

4. “Obrigada por me dar uma segunda chance de felicidade”

Sara confessou: “Aprendi muito sobre mim desde que nos separamos há 2 anos. Aprendi que sou capaz de cativar muito mais do que eu pensava ser possível. Aprendi a me amar e (…) que o amor não é um conto de fadas. Acredito que todas essas lições acabarão por me levar a um relacionamento maravilhoso e gratificante no futuro.”

Advertisement

Logo após o divórcio, e por conta de todo o sofrimento que seu ex a fez passar, Sara passou a chamá-lo de “Sub-Humano” e fez isso por um bom tempo, até perceber que deveria adotar uma postura mais positiva em relação à vida, começando por se livrar do estigma de traída e abandonada. Ela o fez, e hoje tem muitas histórias bonitas de aprendizado para contar.

Por mais que doa ver um relacionamento chegar ao fim, ainda mais quando há filhos da relação, conforme o tempo vai passando e a dor amenizando é possível enxergar um novo recomeço e não mais o fim de um sonho. E com toda a bagagem trazida do relacionamento anterior, é possível fazer melhores escolhas, e fica mais fácil perceber e evitar atitudes que sabemos que poderá trazer prejuízo ao novo relacionamento.

Você se identificou com algum desses pontos? Que agradecimentos gostaria de fazer ao seu ex-marido?

Toma un momento para compartir …

Erika Strassburger

Erika Strassburger mora no Rio Grande do Sul, tem bacharelado em Administração de Empresas, escreve e traduz artigos para o site Família, é cristã SUD, pintora amadora de telas a óleo e mãe de três lindos guris, o mais velho com Síndrome de Down.