4 formas indispensáveis de mostrar amor aos filhos

Pensar em maneiras de demonstrar amor aos filhos é muito importante para que os pais transmitam segurança e afeto de forma que eles se desenvolvam de forma sadia e feliz.


Suely Buriasco

Tudo o que os pais desejam é que seus filhos sejam felizes; em sã consciência não há um só pai que não ame seus filhos e por eles faça qualquer sacrifício. No entanto, muitos filhos não se sentem amados e cabe aos pais encontrar a melhor maneira de demonstrar seus sentimentos.

O que acontece é que muitos de nós, pais e mães, temos dificuldades em manifestar nossos sentimentos; caso você se sinta assim, pensemos em algumas formas indispensáveis para que seus filhos se sintam amados:

1- Exemplificar o amor

A afeição vivenciada no lar tem um efeito tão intenso na vida da criança que se refletirá futuramente na fase adulta, influenciando seus relacionamentos. A criança que presencia o amor na família tem maiores chances de se tornar um adulto seguro de suas potencialidades, sereno e feliz. Uma citação de Theodore M. Hesburgh elucida muito bem isso: “A coisa mais importante que um pai pode fazer por seus filhos é amar a mãe deles“; o inverso também é verdadeiro. O fato é que a maneira amorosa e gentil que os pais se tratam em família é o exemplo que os filhos irão seguir.

2- Disciplinar é amar

Quando os pais não impõem limites para os filhos, eles se sentem perdidos e inseguros; por isso vão sempre além do permitido, numa busca incessante de chamar a atenção dos pais. Crianças precisam experimentar a autoridade dos pais para sentirem-se valorizadas e amadas. Ter a certeza de que os pais estão juntos na função de educá-los e cuidar deles é um diferencial importante na formação do caráter dos filhos. Amar também significa dizer não, não ser permissivo e ensinar as crianças que nem tudo é permitido.

3- Diálogo é amor

Desenvolver uma boa comunicação com os filhos não implica somente você falar com ele; é fundamental ouvi-lo também. Claro que a boa orientação é imprescindível, mas é preciso considerar também a forma de ele encarar a situação, principalmente na adolescência. Filhos que se sentem ouvidos, também desejam ouvir os pais e então se estabelece uma boa sintonia no lar. Quando pais e filhos desenvolvem o diálogo desde cedo, os últimos crescem acreditando no poder do entendimento e do respeito um pelo outro. Dialogar com seu filho estabelecerá a assertividade nos relacionamentos atuais e futuros dele.

4- Acolher é amar

Faça com que seu filho se sinta próximo de você em todos os sentidos; manifeste seu afeto em palavras e fisicamente também. O abraço é grande manifestação de carinho; o contato físico entre pais e filhos é de suma importância para demonstrar amor e transmitir paz, segurança e tranquilidade. Também a admiração tem grande efeito no desenvolvimento sadio da criança, elogie seu filho de forma sincera; fale e demonstre o quanto você o admira mesmo nas suas pequenas realizações. E, claro, diga sempre “eu te amo”, essa é uma expressão muito intensa de afeto.

Educar e criar filhos para o mundo não é tarefa fácil; precisamos deixá-los certos de nosso amor. Entretanto é muito recompensador poder vê-los firmes e felizes construindo a própria vida através do que pudemos passar de afeto e orientação para eles. Essa deve ser a grande meta dos pais!

Advertisement
Toma un momento para compartir …

Suely Buriasco

Mediadora de Conflitos, educadora com MBA em Gestão Estratégica de Pessoas, apresentadora do programa Deixa Disso com dicas de relacionamentos. Dois livros publicados: “Uma fênix em Praga” e “Mediando Conflitos no Relacionamento a Dois”.