3 receitas de repelente contra o Aedes Aegypti

Desagradáveis, as picadas de mosquitos podem também causar doenças, como o Aedes Aegypti. Veja como repelentes podem ajudar a mantê-los longe.


Sônia Penha

O cuidado e bem-estar da família é uma das coisas que mais desejamos. Por isso procuramos protegê-la de tudo o que lhe possa fazer mal, uma delas são as indesejáveis picadas de insetos.

Você já deve ter ouvido falar muito num desses insetos, o mosquito Aedes Aegypti, transmissor de várias doenças, como dengue, zika e chikungunya, consideradas um problema de saúde pública.

A melhor forma de se proteger e combater esse mal é impedindo que o mosquito se reproduza. Porém, existem outras maneiras que podem ajudar. Uma delas são os repelentes e seu uso em casa, no trabalho, escola, viagens e lugares onde há muitos mosquitos, ajuda a proteger a família.

Os recomendados são os repelentes industrializados, pois os caseiros, segundo uma pesquisa da Universidade Estadual Paulista, não têm um grau de repelência suficientemente forte para deixar o mosquito longe por um tempo maior, mas se usados juntamente com os produtos industrializados, de tomadas ou aerossóis, podem ajudar a espantar os mosquitos.

1. Repelente à base de cravo

Esta receita, da farmacêutica Márcia Stainer, serve para adultos, gestantes e crianças acima de 3 anos. Pegue 500 ml de álcool de cereais, adicione 10 gramas de cravos (100 cravos), mexa e deixe descansando por quatro dias. Agite bem o frasco, com o conteúdo, durante os quatro dias. Depois desse período, coe a mistura com um filtro de café e adicione 100 ml de óleo corporal. Mexa bem e coloque em uma embalagem para spray. Márcia recomenda usar o repelente a cada quatro horas e num ambiente fechado de cinco a seis horas.

2. Repelente para bebês e crianças

Numa vasilha de vidro misture bem uma embalagem de 150 ml do hidratante Proderm com uma colher de óleo essencial de alfazema. Guarde essa mistura novamente no frasco do Proderm e aplique diariamente nas partes do corpo que ficam expostas ao mosquito, 6 a 8 vezes ao dia.

3. Velas aromáticas como repelente

Velas aromáticas, à base de citronela, ajudam também a espantar o Aedes Aegypti, mas o biólogo Adalberto Cunha de Araraquara (SP), informa que o seu funcionamento é pequeno. Ele explica que “sabe-se que a vela afasta, num raio de ação, os pernilongos, o que pode ser um complemento do cômodo, mas é bom lembrar que o espaço em que o repelente funciona é de apenas uns 2 metros”.

Advertisement

Desagradáveis, as picadas de mosquitos podem também causar doenças. O uso dos repelentes é bom para ajudar a mantê-los longe. Se informe e faça a melhor escolha. Em caso de alergias, gravidez, idosos, crianças pequenas e bebês, procure sempre orientação médica e fique atento às recomendações da Anvisa sobre os produtos e seu uso.

Faça sua parte para ajudar a combater o Aedes Aegypti e cuide bem de sua família dando a proteção que ela merece.

Leia: Evite a epidemia em sua área: Protegendo sua casa contra dengue

Toma un momento para compartir …

Sônia Penha

Sônia Penha é esposa e mãe de duas lindas filhas. Ama sua família, gosta de ler e se informar sobre vários assuntos, gosta de fazer artesanato e atividades que envolvam a família e amigos. Possui formação em Informática e é editora para o Familia.com.br.