3 coisas que o seu marido mais precisa (não é o que você imagina)

Estas são as 3 coisas que os maridos precisam e também desejam que suas esposas entendam.


Roberta Preto

Recentemente, estive com duas adoráveis amigas, ambas casadas e felizes. Quando conversávamos sobre família, elas relataram-me que os maiores desafios do matrimônio são os hábitos que se acumulam com os anos.

Segundo uma de minhas amigas, os hábitos podem ser construídos ou eliminados de nossas vidas, pois nós somos os responsáveis por construí-los. Entretanto, ela ressaltou que após um hábito ser eliminado, ele deixa um buraco que deve ser preenchido, ou seja, é preciso desenvolver outro hábito para preenchê-lo, caso não o façamos, o antigo hábito pode retornar de uma forma mais forte e agressiva.

Lamentavelmente, algumas esposas desenvolvem hábitos de falar sem parar, reclamar ou murmurar, esquecendo-se que são os bons hábitos que elevam o casamento e elevam o amor no lar.

Estes são os 3 hábitos que muitos maridos precisam que suas esposas desenvolvam para sentir-se mais amado:

1. Você precisa escutá-lo

Uma boa esposa exercerá o hábito de escutar seu cônjuge. Ela terá sensibilidade para escutá-lo atentamente, escolhendo não se ofender quando surgirem correções sobre as ações errôneas que ela esteja cometendo.

Os cônjuges devem ter tempo para escutarem os pontos fortes e as vulnerabilidades um do outro, pois a falta de tempo é um dos grandes vilões dos maus hábitos, por isso é essencial que os casais escutem um ao outro com interesse e responsabilidade.

2. Conversar e não brigar

“Que o marido e a mulher jamais gritem um com o outro, a menos que a casa esteja em chamas.”

Advertisement

As brigas iniciam-se nos lares por coisas tolas que deveriam ser consideradas insignificantes, pois somente no lar encontramos a verdadeira felicidade junto das pessoas mais importantes de nossas vidas.

No entanto, o desejo de estar sempre certo impede o perdão no lar, levando muitos casais a magoarem-se profundamente, e isso geralmente sucede por ações impulsivas e não pensadas.

Quando uma relação possui ouvintes atentos, nela surge casais que conversam e se entendem, pois esses aprenderam a eliminar as coisas que não importam e passaram a enxergar as qualidades do parceiro, reconhecendo seus sentimentos, modo de pensar e suas ações.

3. Comunicação amorosa e positiva

A implicância de muitas esposas é um fator significativo dentro de muitos lares desestruturados.

Um marido atrasa para chegar em casa, após deixar o expediente de trabalho, a esposa de imediato liga muito brava, ainda que o parceiro tente explicar que está em um “engarrafamento no trânsito.” Essa esposa está cega de raiva para ouvir e processar o que ele fala, a única coisa que ela consegue é gerar conflitos, gritarias e acusações.

Os homens não são perfeitos e nós mulheres também não somos perfeitas, por isso é preciso que os casais tenham maturidade para lidar com os desafios da relação. Os cônjuges precisam cumprir com seus papéis de forma amável, respeitável e com responsabilidade, assim eles desenvolverão uma relação positiva e saudável.

Cuidado! “As palavras duras matam o amor também”. Porém, são as atitudes impulsivas que sufocam o relacionamento.

Toma un momento para compartir …

Roberta Preto

Roberta Preto, 33. Formada como tradutora e intérprete, escritora, mãe. Apaixonada pela vida, em uma eterna busca por conhecimento. Espero que minhas palavras possam ser uma luz na vida das pessoas. Sonho em ajudar a humanidade a tornar-se livre da escravidão da ignorância.